Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Tinea Barbae

(Tinha da barba)

Por

Denise M. Aaron

, MD, Dartmouth-Hitchcock Medical Center

Última modificação do conteúdo out 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Tinha da barba (prurido da barba) é uma infecção por dermatófitos na região da barba, geralmente causada por Trichophyton mentagrophytes ou T. verrucosum.

A tinha da barba e uma dermatofitose que se manifesta na barba por lesões superficiais anulares, mas que podem ser mais profundas, semelhantes à foliculite. Tinha da barba também pode ocorrer como um quérion inflamatório (lesão do couro cabeludo úmida causada por reação inflamatória grave a dermatófitos) que pode resultar em perda de cabelo cicatricial.

Diagnóstico

  • Exame micológico (hidróxido de potássio)

O diagnóstico da tinha da barba é pela identificação do elemento fúngico no exame micológico com hidróxido de potássio da pele acometida ou pelos coletados, além de cultura ou biópsia.

O diagnóstico diferencial de pápulas e pústulas foliculares na região da barba é a foliculite bacteriana.

Tratamento

  • Antifúngicos orais

  • Prednisona ocasionalmente

O tratamento da tinha da barba é feito com griseofulvina micronizada, 500 mg a 1 g, VO uma vez ao dia, até 2 a 3 semanas após a resolução clínica ( Opções para tratamento das infecções fúngicas superficiais*). Terbinafina, 250 mg VO uma vez ao dia, e itraconazol, 200 mg VO uma vez ao dia, também têm sido utilizados.

Se as lesões estiverem gravemente inflamadas, um curso curto de prednisona deve ser acrescentado (para diminuir os sintomas e talvez reduzir a probabilidade de cicatriz), iniciando com 40 mg VO uma vez ao dia (para adultos) e diminuindo a dose por 2 semanas.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS