Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Considerações gerais sobre infecções do ouvido médio em crianças pequenas

(Otite média)

Por

Udayan K. Shah

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última revisão/alteração completa fev 2019| Última modificação do conteúdo fev 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A infecção do ouvido médio é a infecção do espaço imediatamente atrás do tímpano.

Visualização do interior do ouvido

Visualização do interior do ouvido

As infecções do ouvido médio (otite média) podem ocorrer em crianças mais velhas e adultos ( Otite média (aguda)), mas são extremamente comuns em crianças entre três meses e três anos de idade. Essas infecções com frequência acompanham o resfriado comum. As crianças pequenas são especialmente suscetíveis a infecções do ouvido médio por diversas razões:

  • Diferenças no comprimento e no tamanho das trompas de Eustáquio em comparação com os de adultos

  • Maior suscetibilidade a infecções em geral

  • Maior exposição a infecções

  • Uso de chupeta

Outros fatores de risco importantes incluem

  • Exposição à fumaça de cigarro

  • Histórico familiar de infecções do ouvido frequentes

A trompa de Eustáquio conecta o ouvido médio às passagens nasais e ajuda a equilibrar a pressão do ar no ouvido médio com a do ambiente. Em crianças mais velhas e adultos, a trompa é relativamente vertical, ampla e rígida e secreções que chegam a ela oriundas das passagens nasais são facilmente drenadas. Em bebês e crianças pequenas, a trompa de Eustáquio é mais horizontal, mais estreita, menos rígida e mais curta. Assim, a trompa tem maior probabilidade de ser bloqueada por secreções e sofrer colapso, capturando as secreções no ouvido médio ou próximo dele e impedindo a ventilação do ouvido médio. Além disso, as secreções podem conter vírus e bactérias, que se multiplicam e causam infecção. Os vírus e as bactérias conseguem entrar pela curta trompa de Eustáquio dos bebês e causar infecções do ouvido médio.

A trompa de Eustáquio: manter a pressão do ar igual

A trompa de Eustáquio ajuda a manter a mesma pressão de ar em ambos os lados do tímpano, permitindo que o ar exterior entre no ouvido médio. Quando a trompa de Eustáquio está obstruída, o ar não consegue chegar ao ouvido médio, então a pressão diminui. Quando a pressão de ar é menor no ouvido médio do que no canal auditivo, o tímpano arqueia para dentro. As diferenças de pressão podem provocar dor e danificar ou perfurar o tímpano.

A trompa de Eustáquio: manter a pressão do ar igual

Por volta dos seis meses de idade, os bebês se tornam mais suscetíveis a infecções porque perdem a proteção dos anticorpos da mãe, que eles receberam por meio da placenta antes do nascimento. A amamentação parece proteger parcialmente as crianças contra infecções dos ouvidos, porque o leite materno contém os anticorpos da mãe.

Também por volta dessa idade, as crianças se tornam mais sociáveis e podem adquirir infecções virais após tocar outras crianças e objetos e depois colocar os dedos na boca e no nariz. Essas infecções podem, por sua vez, levar a infecções do ouvido médio. A ida a creches aumenta o risco de exposição ao resfriado comum e, consequentemente, às infecções do ouvido médio.

O uso de uma chupeta pode prejudicar o funcionamento da trompa de Eustáquio e interferir na entrada do ar no ouvido médio.

Todas as crianças têm dor no ouvido afetado (consulte Dor de ouvido). Bebês com infecção do ouvido médio podem estar simplesmente irritados ou terem dificuldades para dormir. Crianças pequenas com frequência têm febre, náusea, vômitos e diarreia.

Diagnóstico

  • Exame médico

Para detectar uma infecção do ouvido médio, os médicos examinam o ouvido com um otoscópio e examinam o tímpano para verificar se ele está saliente ou avermelhado.

Tratamento

  • Às vezes antibióticos

As infecções do ouvido médio agudas e a otite média secretora (um acúmulo de líquido atrás do tímpano) geralmente desaparecem sem antibióticos. Contudo, às vezes, são administrados antibióticos para tratar infecções do ouvido médio agudas. A otite média secretora que não se resolve pode precisar de tratamento cirúrgico.

As infecções do ouvido médio crônicas podem voltar a ocorrer com frequência ou durar muito tempo. Gotas de ouvido, antibióticos e, às vezes, um procedimento cirúrgico para tratar essas infecções.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Administração de insulina
Vídeo
Administração de insulina
O diabetes é um quadro clínico que se desenvolve devido a concentrações elevadas de glicose...
Modelos 3D
Visualizar tudo
O resfriado comum
Modelo 3D
O resfriado comum

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS