Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Defeitos oculares

Por

Simeon A. Boyadjiev Boyd

, MD, University of California, Davis

Última revisão/alteração completa mai 2020| Última modificação do conteúdo mai 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Os olhos podem estar ausentes, deformados ou apresentar desenvolvimento incompleto no nascimento.

Os defeitos congênitos dos olhos incluem:

  • Hipertelorismo: olhos muito espaçados podem ocorrer em várias síndromes congênitas (um grupo de defeitos presentes no nascimento que ocorrem concomitantemente)

  • Hipotelorismo: Olhos muito próximos

  • Coloboma: ausência de um pedaço de tecido em qualquer parte do olho, como a pálpebra, a íris, a retina ou o nervo óptico de um ou ambos os olhos

  • Microftalmia: é quando o globo ocular é pequeno (pode afetar um ou ambos os olhos)

  • Anoftalmia: é a ausência total do globo ocular (pode ocorre em mais de 50 síndromes congênitas)

Alguns desses defeitos congênitos podem ser causados por mutações em certos genes. Outros podem ser causados pelo uso de certas substâncias ou álcool por parte da durante a gravidez ou por uma infecção que ela pode ter tido quando estava grávida.

Antes do nascimento, os médicos podem conseguir identificar alguns defeitos oculares durante um ultrassom e, por vezes, coletando uma amostra de sangue para realizar o teste genético.

Após o nascimento, os médicos podem identificar muitos defeitos dos olhos durante um exame físico.

Exemplos de defeitos congênitos oculares
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS