Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Craniossinostose

Por

Simeon A. Boyadjiev Boyd

, MD, University of California, Davis

Última revisão/alteração completa mai 2020| Última modificação do conteúdo mai 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A craniossinostose é um defeito congênito em que uma ou mais das suturas do crânio se fecham muito cedo.

Suturas do crânio

As suturas são faixas de tecido que conectam os ossos do crânio. As suturas permitem que o crânio cresça conforme o cérebro cresce dentro dele.

Suturas do crânio

As suturas são faixas de tecido que conectam os ossos do crânio. As suturas permitem que o crânio cresça conforme o cérebro cresce dentro dele. Elas permanecem flexíveis durante vários anos após o nascimento e se fecham e endurecem conforme o bebê cresce. Depois que as suturas se fecham, o crânio não consegue crescer mais.

A craniossinostose ocorre quando essas suturas se fecham precocemente, limitando a capacidade de o cérebro e o crânio crescerem até chegar a um tamanho e formato normais. A craniossinostose pode ocorrer espontaneamente ou pode ser causada por mutações em genes do bebê.

Esse defeito ocorre em um de cada 2.500 bebês. Existem vários tipos de craniossinostose, dependendo de qual sutura se fechou.

A craniossinostose da sutura sagital (a sutura atrás da fontanela ou moleira do bebê) é o tipo mais comum. Esse tipo de craniossinostose causa um crânio estreito e alongado (dolicocefalia). Aproximadamente metade das crianças com esse tipo de craniossinostose desenvolve distúrbios de aprendizagem Distúrbios de aprendizagem Os distúrbios de aprendizagem envolvem uma incapacidade de adquirir, reter ou usar habilidades ou informações gerais, o que resulta de dificuldades com a atenção, com a memória ou com o raciocínio... leia mais .

A craniossinostose das suturas coronais (as suturas à esquerda e à direita da moleira) é o segundo tipo mais comum. Esse tipo de craniossinostose causa um crânio curto e largo (braquicefalia) se as suturas nos dois lados da moleira se fecharem (braquicefalia) ou em uma deformidade craniana diagonal se as suturas em apenas um lado da moleira se fecharem (plagiocefalia). As crianças que têm esse tipo de craniossinostose costumam ter outros defeitos da face e do crânio.

Os médicos podem identificar a craniossinostose durante um exame físico. Os médicos fazem testes genéticos por meio da análise de uma amostra de sangue do bebê para procurar anormalidades cromossômicas e genéticas. Esse teste pode ajudar os médicos a determinar se um distúrbio específico é a causa e a descartar outras causas. Os médicos também podem fazer exames de imagem do crânio e do cérebro.

Em geral, as craniossinostoses são corrigidas com cirurgia. No entanto, um bebê com uma craniossinostose muito leve pode não precisar de cirurgia. Às vezes, um capacete especial pode ser usado para ajudar a moldar o crânio do bebê em um formato mais regular.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Teste os seus conhecimentos

Considerações gerais sobre problemas comportamentais em crianças
Os problemas comportamentais e de desenvolvimento podem se tornar tão problemáticos a ponto de ameaçar a relação normal entre a criança e os outros ou interferir com o desenvolvimento emocional, social e intelectual. Qual das opções a seguir descreve a meta de tratamento no caso de problemas comportamentais em crianças?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS