Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

O desenvolvimento na adolescência

Por

Evan G. Graber

, DO, Sydney Kimmel Medical College of Thomas Jefferson University

Última revisão/alteração completa abr 2021| Última modificação do conteúdo abr 2021
Clique aqui para a versão para profissionais

Durante a adolescência, as pessoas desenvolvem um senso de quem são e aprendem a formar relacionamentos íntimos com pessoas que não são membros da família. Orientar os adolescentes durante esse período intrincado do desenvolvimento pode ser um desafio para os pais. Correr riscos (como participar de atos de violência Violência e participação em gangues A adolescência é uma época de desenvolvimento da independência. Normalmente, adolescentes exercem sua independência questionando ou desafiando e, por vezes, quebrando regras. Pais e médicos... leia mais e bebedeiras Uso de álcool em adolescentes O uso de substâncias entre os adolescentes varia desde a experimentação a transtornos relacionados ao uso de substâncias graves. Todo o uso de substâncias, mesmo o uso experimental, coloca os... leia mais ) é comum entre adolescentes e causa graves prejuízos à saúde. Comportamentos prejudiciais, como tabagismo Uso de tabaco em adolescentes O uso de substâncias entre os adolescentes varia desde a experimentação a transtornos relacionados ao uso de substâncias graves. Todo o uso de substâncias, mesmo o uso experimental, coloca os... leia mais e uso de drogas Uso e abuso de substâncias em adolescentes O uso de substâncias entre os adolescentes varia desde a experimentação a transtornos relacionados ao uso de substâncias graves. Todo o uso de substâncias, mesmo o uso experimental, coloca os... leia mais , que causam problemas graves mais tarde na vida, também começam normalmente na adolescência.

Desenvolvimento intelectual e comportamental

No início da adolescência, a criança começa a desenvolver a capacidade de pensamento lógico e abstrato. Essa crescente sofisticação leva a um aumento da consciência de si mesmo e da capacidade de refletir sobre si mesmo. Devido às muitas evidentes alterações físicas da adolescência, essa autoconsciência com frequência se transforma em constrangimento com um sentimento de embaraço. O adolescente também se preocupa com seu aspecto físico e sua atratividade e elevada sensibilidade a diferenças em relação aos outros adolescentes.

Os adolescentes também aplicam suas novas capacidades de reflexão ao questionamento de problemas morais. Os pré-adolescentes interpretam o correto e o incorreto como categorias fixas e absolutas. Adolescentes mais velhos com frequência questionam padrões de comportamento e podem rejeitar tradições, para a consternação dos seus pais. Essa reflexão idealmente culmina no desenvolvimento e na internalização do código moral do próprio adolescente.

Muitos adolescentes começam a participar de comportamentos arriscados, como dirigir em alta velocidade. Muitos adolescentes começam a experimentar sexualmente, e alguns podem tentar práticas sexuais arriscadas. Alguns adolescentes podem praticar atividades ilegais, tais como furto e uso de álcool e drogas. Os especialistas especulam que esses comportamentos ocorrem em parte porque os adolescentes tendem a superestimar suas próprias capacidades enquanto se preparam para sair de casa. Estudos recentes do sistema nervoso também mostraram que as partes do cérebro que suprimem impulsos não amadurecem completamente até o início da idade adulta.

Desenvolvimento emocional

Durante a adolescência, as regiões do cérebro que controlam as emoções se desenvolvem e amadurecem. Essa fase é caracterizada por surtos aparentemente espontâneos que podem ser desafiadores para os pais e professores, que frequentemente são os alvos mais visados. Os adolescentes gradualmente aprendem a suprimir pensamentos e ações impróprias e substituí-las por comportamentos orientados a metas.

Uma área de conflito típica é o desejo normal do adolescente de buscar mais liberdade, que entra em conflito com os instintos dos pais de proteger seus filhos de perigos. A frustração causada por tentar crescer em muitas direções é comum. A comunicação pode ser desafiadora à medida que os pais e os adolescentes renegociam seu relacionamento. Todos esses desafios são acentuados quando as famílias encaram outros fatores estressantes ou os pais experimentam dificuldades próprias, uma vez que os adolescentes continuam a precisar que eles atuem como pais. Os médicos podem ajudar a abrir canais de comunicação oferecendo aos adolescentes e pais conselhos sensatos, práticos e de apoio.

Desenvolvimento social e psicológico

A família é o centro da vida social das crianças. Durante a adolescência, o grupo de colegas começa a substituir a família como o principal foco social da criança. Grupos de colegas adolescentes são com frequência estabelecidos devido a distinções em termos de vestuário, aparência, atitudes, passatempos, interesses e outras características que podem parecer profundas ou triviais para quem está de fora. No início, os grupos de adolescentes são em geral do mesmo sexo, mas normalmente se tornam mistos mais tarde na adolescência. Esses grupos adquirem importância para os adolescentes porque eles validam as escolhas dos adolescentes e os apoiam em situações de estresse.

Os adolescentes que se descobrem sem um grupo de colegas adolescentes podem desenvolver sentimentos intensos de serem diferentes e alienados. Ainda que esses sentimentos em geral não tenham consequências permanentes, eles podem piorar o potencial para comportamentos disfuncionais ou antissociais. No outro extremo, o grupo de colegas pode adquirir importância demais, o que também pode resultar em comportamento antissocial. A participação em gangues Violência e participação em gangues A adolescência é uma época de desenvolvimento da independência. Normalmente, adolescentes exercem sua independência questionando ou desafiando e, por vezes, quebrando regras. Pais e médicos... leia mais é mais comum quando o ambiente em casa e o ambiente social não conseguem contrabalançar as exigências disfuncionais de um grupo de colegas.

Os médicos devem examinar todos os adolescentes em busca de distúrbios de saúde mental Considerações gerais sobre distúrbios de saúde mental em crianças A seção de tratamento para transtorno bipolar foi amplamente revisada com seções de tratamento separadas para mania e para depressão. Além disso, informações foram adicionadas por toda a seção... leia mais , como depressão Depressão e transtorno da desregulação do humor em crianças e adolescentes Depressão inclui uma sensação de tristeza (ou, em crianças e adolescentes, irritabilidade) e/ou perda do interesse em atividades. No transtorno depressivo maior, esses sintomas duram duas semanas... leia mais , transtorno bipolar Transtorno bipolar em crianças e adolescentes No transtorno bipolar, períodos de intensa euforia e excitação (mania) se alternam com períodos de depressão e desespero. O humor pode ser normal entre esses dois períodos. As crianças podem... leia mais e ansiedade Considerações gerais sobre transtornos de ansiedade em crianças e adolescentes Os transtornos de ansiedade são caracterizados por medo, preocupação ou terror que prejudicam significativamente o desempenho e são desproporcionais às circunstâncias. Há muitos tipos de transtornos... leia mais . A incidência de distúrbios de saúde mental aumenta durante esse estágio da vida, o que pode resultar em ideação e comportamento suicida Comportamento suicida em crianças e adolescentes Comportamento suicida é uma ação destinada a ferir a própria pessoa e inclui gestos suicidas, tentativas de suicídio e o suicídio consumado. Ideação suicida compreende pensamentos e planos sobre... leia mais . Transtornos psicóticos, como esquizofrenia Esquizofrenia em crianças e adolescentes A esquizofrenia é um transtorno crônico envolvendo pensamentos, percepções e comportamento social anômalos que causa problemas significativos para os relacionamentos e funcionamento. Ela dura... leia mais , ainda que raros, com frequência tornam-se evidentes no final da adolescência. Transtornos alimentares, como anorexia nervosa Anorexia nervosa A anorexia nervosa é um transtorno alimentar caracterizado por uma busca incessante pelo emagrecimento, uma imagem corporal distorcida, um medo extremo da obesidade e a restrição do consumo... leia mais e bulimia nervosa Bulimia nervosa A bulimia nervosa é um transtorno alimentar caracterizado pelo consumo rápido e repetido de grandes quantidades de alimentos (episódios de compulsão alimentar) seguido por tentativas de compensar... leia mais , são relativamente comuns entre meninas e pode ser difícil detectá-los, porque os adolescentes fazem o possível para ocultar os comportamentos e as alterações do peso.

O uso de substâncias Uso e abuso de substâncias em adolescentes O uso de substâncias entre os adolescentes varia desde a experimentação a transtornos relacionados ao uso de substâncias graves. Todo o uso de substâncias, mesmo o uso experimental, coloca os... leia mais em geral começa durante a adolescência. Mais de 70% dos adolescentes dos Estados Unidos experimentam álcool antes da graduação do ensino médio. Bebedeiras Uso de álcool em adolescentes O uso de substâncias entre os adolescentes varia desde a experimentação a transtornos relacionados ao uso de substâncias graves. Todo o uso de substâncias, mesmo o uso experimental, coloca os... leia mais são algo comum e dão origem a problemas de saúde tanto agudos quanto crônicos. Pesquisas mostraram que adolescentes que começam a consumir álcool muito cedo têm maior propensão para desenvolver transtornos relacionados ao uso de álcool Álcool O álcool (etanol) tem um efeito depressor. Consumir grandes quantidades rapidamente ou com frequência pode causar problemas de saúde, incluindo danos a órgãos, coma e morte. A genética e as... leia mais quando adultos. Adolescentes que começam a beber aos 13 anos de idade, por exemplo, têm cinco vezes maior probabilidade de desenvolver distúrbios relacionados ao uso de álcool do que os que começam a beber aos 21 anos.

Os pais podem ter uma forte influência positiva sobre seus filhos dando um bom exemplo (bebendo álcool com moderação e evitando o consumo de drogas ilícitas, por exemplo), compartilhando seus valores e definindo expectativas no que se refere a evitar drogas. Os pais também devem ensinar seus filhos que medicamentos vendidos com prescrição médica devem ser usados somente quando prescritos por um médico. Todos os adolescentes devem ser examinados quanto ao uso de substâncias Uso e abuso de substâncias em adolescentes O uso de substâncias entre os adolescentes varia desde a experimentação a transtornos relacionados ao uso de substâncias graves. Todo o uso de substâncias, mesmo o uso experimental, coloca os... leia mais de maneira confidencial. Aconselhamento apropriado deve ser oferecido como parte das consultas médicas de rotina, uma vez que foi demonstrado que até mesmo breves intervenções por médicos e profissionais de saúde diminuem o uso de substâncias por adolescentes.

Desenvolvimento da sexualidade

O início da maturação sexual Maturação sexual (puberdade) Durante a adolescência (considerada em geral entre os dez anos e por volta dos 20 anos de idade), meninos e meninas alcançam a altura e o peso adultos e passam pela maturação sexual (puberdade)... leia mais (puberdade) é normalmente acompanhado por um interesse na anatomia sexual, o que pode ser fonte de ansiedade. À medida que os adolescentes amadurecem emocional e sexualmente, eles podem começar a participar de comportamentos sexuais. A masturbação é comum entre as meninas e praticamente universal entre os meninos. A experimentação sexual com um parceiro frequentemente começa como toques e carícias e pode progredir para sexo oral, vaginal ou anal. Mais tarde na adolescência, a sexualidade passa de exploratória para uma expressão de intimidade e de partilha. Os médicos devem oferecer aconselhamento apropriado sobre práticas de sexo seguro como parte das consultas médicas rotineiras e devem examinar todos os adolescentes sexualmente ativos em busca de doenças sexualmente transmissíveis.

À medida que os adolescentes navegam por sua sexualidade, eles também podem começar a questionar sua identidade sexual e identidade de gênero.

Alguns adolescentes se debatem com sua identidade sexual. Eles podem não ter certeza do que estão sentindo, mas é comum que os adolescentes sejam atraídos ou tenham pensamentos sexuais sobre pessoas do mesmo sexo e do sexo oposto. Contudo, muitos adolescentes que exploram relacionamentos homossexuais ou bissexuais acabam por não continuar interessados em relacionamentos com pessoas do mesmo sexo, enquanto outros nunca desenvolvem interesse por parceiros do sexo oposto. Homossexualidade Considerações gerais sobre a sexualidade A sexualidade é a maneira pela qual as pessoas vivenciam e expressam os instintos e sentimentos que compõem a atração física por outros. Ela é uma parte normal da experiência humana e é determinada... leia mais , bissexualidade e assexualidade são variações normais da sexualidade humana e não são distúrbios. Ainda que não se entenda exatamente porque sentimentos homossexuais ou bissexuais se desenvolvem, especialistas acreditam que identidades sexuais e de gênero não sejam algo que os adolescentes aprendem com seus colegas ou na mídia, ou algo que escolhem da mesma maneira que selecionam uma atividade fora da escola ou uma carreira. Adolescentes com forte consciência da sua identidade homossexual ou bissexual podem se assumir para amigos próximos ou familiares.

Os adolescentes podem enfrentar muitos desafios durante o desenvolvimento da sua identidade sexual e de gênero. Eles podem se sentir indesejados ou rejeitados por sua família ou colegas se expressarem um determinado desejo sexual ou uma identidade transgênero. Essa pressão (sobretudo durante uma etapa na qual a aceitação social é de importância crucial) pode causar grande estresse. O medo do abandono por parte dos pais, por vezes real, pode levá-los a ser desonestos ou, pelo menos, a ter uma comunicação incompleta com seus pais. Esses adolescentes também podem ser provocados e sofrer bullying Bullying O bullying é uma forma de violência praticada por pessoas jovens, pela qual ataques verbais, emocionais, físicos ou psicológicos são feitos repetidamente com o intuito de dominar ou humilhar... leia mais por outros adolescentes. Ameaças de violência física devem ser levadas a sério e comunicadas aos funcionários da escola ou às autoridades. O desenvolvimento emocional desses adolescentes será muito melhor com o apoio de amigos e familiares.

Poucos elementos da experiência humana combinam aspectos físicos, intelectuais e emocionais de maneira tão completa quanto a sexualidade e todos os sentimentos que a acompanham. É muito importante ajudar os adolescentes a colocar sua identidade sexual e de gênero em um contexto saudável. Os pais devem compartilhar seus valores e expectativas de maneira aberta com seus filhos adolescentes, mas ser receptivos e apoiar seu filho ou filha durante o desenvolvimento da sua identidade sexual e de gênero.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Teste os seus conhecimentos

Considerações gerais sobre problemas comportamentais em crianças
Os problemas comportamentais e de desenvolvimento podem se tornar tão problemáticos a ponto de ameaçar a relação normal entre a criança e os outros ou interferir com o desenvolvimento emocional, social e intelectual. Qual das opções a seguir descreve a meta de tratamento no caso de problemas comportamentais em crianças?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS