Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Vasa prévia

Por

Antonette T. Dulay

, MD, Main Line Health System

Última revisão/alteração completa ago 2019| Última modificação do conteúdo ago 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

Na vasa prévia, as membranas que contêm os vasos sanguíneos conectando o cordão umbilical à placenta atravessam a abertura do colo do útero (a entrada do canal vaginal) ou estão próximos a ela.

  • A vasa prévia pode causar sangramento intenso no feto e na mãe quando as membranas em torno do feto se rompem, geralmente logo antes do início do trabalho de parto.

  • Para confirmar o diagnóstico, o médico insere um dispositivo de ultrassom na vagina para verificar quanto à presença de vasos sanguíneos sobre ou perto da abertura do colo do útero.

  • Se uma mulher tiver vasa prévia, o médico verifica a frequência cardíaca do feto frequentemente após a 28ª semana de gestação para determinar se o feto está em sofrimento.

  • O parro por cesariana é necessário e costuma ser realizado entre a 34ª à 37ª semana ou até mesmo antes se houver problemas.

Complicações da gravidez, como vasa prévia, são problemas que ocorrem apenas durante a gestação. Elas podem afetar a mulher, o feto ou ambos e surgir várias vezes durante a gestação. No entanto, a maioria das complicações da gravidez pode ser tratada.

A vasa prévia está presente em aproximadamente um em cada 2.500 a 5.000 partos. É mais provável que ocorra quando há certas outras anomalias na placenta.

Normalmente, os vasos sanguíneos entre o feto e a placenta estão contidos no cordão umbilical. Na vasa prévia, alguns destes vasos sanguíneos estão localizados nas membranas que rodeiam o feto, na área entre o feto e a abertura do colo do útero. Quando as membranas se rompem, geralmente um pouco antes do início do trabalho de parto, esses vasos sanguíneos podem romper-se. Assim, o feto pode perder uma quantidade significativa de sangue. Caso o sangramento seja grave, é possível que o feto venha a morrer, e a mãe pode ter complicações decorrentes de perda de sangue volumosa.

O que é vasa prévia?

Na vasa prévia, as membranas que contêm os vasos sanguíneos conectando o feto à placenta atravessam a entrada do canal vaginal (a abertura do colo do útero) ou estão próximos a ela. Quando as membranas se rompem (perto do início do trabalho de parto), esses vasos sanguíneos podem romper-se.

O que é vasa prévia?

Sintomas

Normalmente, a mulher tem sangramento vaginal indolor quando as membranas se rompem, geralmente logo após o início do trabalho de parto. A frequência cardíaca do feto está muitas vezes lenta.

Diagnóstico

  • Ultrassonografia

O médico talvez suspeite da presença de vasa prévia quando a ultrassonografia, feita rotineiramente no início da gravidez detectar determinadas anomalias na placenta ou quando a frequência cardíaca do feto estiver alterada. Uma ultrassonografia, geralmente realizada com um dispositivo inserido na vagina (um procedimento denominado ultrassonografia transvaginal), consegue mostrar os vasos sanguíneos que estão atravessando a abertura do colo do útero ou estão próximos a ela e, com isso, confirmar o diagnóstico.

Tratamento

  • Monitoramento do feto

  • Parto por cesariana

Se a vasa prévia for diagnosticada antes do parto, os médicos geralmente realizam uma cardiotocografia duas vezes por semana para avaliar o bem-estar do feto. O monitoramento costuma ser iniciado entre a 28ª e a 30ª semana de gestação. É possível que o médico sugira o internamento hospitalar no caso de uma mulher com aproximadamente 30 a 32 semanas de gestação ou menos, para que o feto possa ser monitorado.

Geralmente, a mulher recebe um corticosteroide para ajudar com o amadurecimento dos pulmões do feto.

Se a vasa prévia não estiver causando nenhuma complicação, o médico costuma planejar o parto do bebê para entre a 34ª e a 37ª semana de gestação. Contudo, o parto pode ser feito antes se a mulher ou o feto estiverem em perigo.

O parto é sempre feito por cesariana.

Um parto por cesariana de emergência costuma ser necessário se

  • O sangramento vaginal continua.

  • As membranas foram rompidas.

  • O feto ou a mãe estão em perigo.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Fertilização in vitro
Vídeo
Fertilização in vitro
Os testículos de homens adultos produzem aproximadamente meio bilhão de espermatozoides todos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Conteúdo da pelve feminina
Modelo 3D
Conteúdo da pelve feminina

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS