Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Natimorto

(Óbito fetal)

Por

Antonette T. Dulay

, MD, Main Line Health System

Última revisão/alteração completa out 2020| Última modificação do conteúdo out 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos

Natimorto é a morte de um feto após 20 semanas de gestação.

Complicações da gravidez são problemas que ocorrem apenas durante a gestação. Elas podem afetar a mulher, o feto ou ambos e surgir várias vezes durante a gestação. No entanto, a maioria das complicações da gravidez pode ser tratada. Ter um natimorto aumenta o risco de morte do feto em gestações seguintes.

Se um feto morrer no final da gestação ou próximo do período final, mas permanecer no útero por semanas, é possível que surja um distúrbio da coagulação que pode causar hemorragia grave (um quadro clínico denominado coagulação intravascular disseminada Coagulação intravascular disseminada (CID) A coagulação intravascular disseminada é um quadro clínico no qual pequenos coágulos sanguíneos se formam por toda a corrente sanguínea e obstruem pequenos vasos sanguíneos. O aumento da coagulação... Common.TooltipReadMore ).

Causas de natimorto

Um natimorto pode ser causado por um problema na mulher, na placenta ou no feto. Às vezes, a causa de o bebê ser natimorto é desconhecida.

O feto pode morrer quando a mulher tem determinados quadros clínicos, tais como

Às vezes, o feto morre quando ele tem um problema, tais como

Problemas com a placenta também podem causar a morte do feto. Esses problemas podem incluir:

Diagnóstico de natimorto

  • Avaliação médica

  • Exames para identificar a causa

O médico pode suspeitar que o feto está morto se ele parar de se mover, embora os movimentos muitas vezes diminuam, à medida que o feto em crescimento tenha menos espaço para movimentar-se. Geralmente são realizados exames para avaliar o feto Monitoramento fetal O trabalho de parto consiste em uma série de contrações ritmadas e progressivas do útero que gradualmente movem o feto através da parte inferior do útero (colo do útero) e do canal vaginal ... leia mais . Esses exames incluem:

  • Uma cardiotocografia: A frequência cardíaca do feto é monitorada enquanto o feto está parado e enquanto se movimenta. Para esse exame, o médico utiliza um dispositivo ligado ao abdome da mulher.

  • Perfil biofísico: Uma ultrassonografia é utilizada para produzir imagens do feto em tempo real e o feto é observado. Esse exame permite que o médico avalie a quantidade de líquido amniótico e examine o feto quanto à presença de respiração rítmica, movimento e tônus muscular durante intervalos.

Para tentar identificar a causa, o médico faz exames de sangue e genéticos (como exames para detectar infecções, diabetes, distúrbios da tireoide e síndrome do anticorpo antifosfolipídeo). O médico também recomenda uma avaliação do feto para detectar possíveis causas, como infecções e anomalias cromossômicas. A placenta e o útero são examinados. Frequentemente, a causa não pode ser determinada.

Tratamento de natimorto

  • Caso necessário, medicamentos para expelir o feto

  • Caso necessário, procedimentos para remover tecido que eventualmente tenha permanecido no útero

  • Apoio emocional e psicoterapia

Se o feto morto não for expelido, é possível que a mulher receba prostaglandina (um medicamento à base de hormônios que estimula a contração do útero) como, por exemplo, o misoprostol, para fazer com que o colo do útero se abra (se dilate). Depois disso, ela normalmente recebe ocitocina, um medicamento que estimula o trabalho de parto, dependendo de quão avançada está a gestação.

Caso a gestação tenha menos de 24 semanas ou o feto seja relativamente pequeno, uma dilatação e evacuação (D e E) possivelmente será realizada para remover o feto morto. Antes de realizar uma D e E, é possível que o médico use substâncias naturais que absorvem líquidos (por exemplo, caules de algas marinhas secas) ou um medicamento (por exemplo, o misoprostol) para ajudar a abrir o colo do útero.

Se qualquer tecido do feto ou da placenta permanecer no útero, uma curetagem por sucção O aborto induzido é o término voluntário de uma gravidez por cirurgia ou medicamentos. Uma gestação pode ser encerrada removendo cirurgicamente os conteúdos do útero ou administrando certos... leia mais é realizada para removê-lo. Um espéculo é usado para afastar as paredes da vagina e o colo do útero é dilatado. Em seguida, um tubo flexível é inserido no útero para remover o feto e a placenta. O tubo é conectado a uma seringa manual ou uma máquina de sucção elétrica, que aspira tecido que eventualmente tenha permanecido no útero.

Os cuidados físicos para a mulher que teve um natimorto são os mesmos que costumam ser administrados após o parto de um bebê (cuidados pós-parto Hospital (o que esperar) O pós-parto é o período de seis semanas após o parto, durante o qual o corpo da mãe volta ao estado anterior à gravidez. Depois do parto, a mãe pode esperar alguns sintomas, mas eles geralmente... leia mais ). No entanto, um maior apoio social e emocional é necessário.

Caso a mulher apresente coagulação intravascular disseminada, ela recebe transfusões de sangue conforme necessário.

As mudanças e as emoções Emoções após aborto espontâneo Um aborto espontâneo é a perda de um feto devido a causas naturais antes de 20 semanas de gestação. Abortos espontâneos podem ocorrer devido a um problema no feto (por exemplo, uma doença genética... leia mais que ocorrem em mulheres após terem tido um natimorto são parecidas com as que ocorrem após um aborto espontâneo. Geralmente, a mulher sente o luto pela perda e precisa receber apoio emocional e, às vezes, psicoterapia.

Se há probabilidade de uma futura gravidez resultar em um natimorto, depende da causa.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Teste os seus conhecimentos

Câncer de vagina
O câncer da vagina é uma forma rara de câncer. Este câncer geralmente se desenvolve nas células de revestimento da vagina, geralmente em mulheres com mais de 60 anos. Qual das opções a seguir é o sintoma mais comum do câncer vaginal?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS