Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Adenomiose

Por

Charlie C. Kilpatrick

, MD, MEd, Baylor College of Medicine

Avaliado clinicamente mar 2021
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Na adenomiose, o tecido das glândulas do revestimento do útero (endométrio) cresce para dentro da parede de músculo do útero. O útero aumenta, algumas vezes duplicando ou triplicando em tamanho.

O número de mulheres que já teve adenomiose é desconhecido, em parte porque ela é difícil de ser diagnosticada.

A causa da adenomiose é desconhecida. A adenomiose talvez seja mais comum em mulheres que tiveram mais de uma gravidez.

Sintomas da adenomiose

Os sintomas da adenomiose incluem menstruações dolorosas (dismenorreia) e com fluxo intenso, dor indefinida na área pélvica e uma sensação de pressão sobre a bexiga e o reto. Algumas vezes, as relações sexuais são dolorosas.

Os sintomas normalmente desaparecem ou diminuem depois da menopausa.

Diagnóstico da adenomiose

  • Ultrassonografia ou ressonância magnética

O médico pode suspeitar da presença de adenomiose quando realiza um exame pélvico e descobre que o útero está aumentado, redondo e mais macio que o normal.

Os médicos costumam diagnosticar a adenomiose com base nos resultados de uma ultrassonografia Ultrassonografia Às vezes, os médicos recomendam exames preventivos, que são exames feitos para procurar distúrbios em pessoas assintomáticas. Se a mulher tiver sintomas relacionados ao aparelho reprodutor ... leia mais Ultrassonografia ou ressonância magnética (RM) da pelve. A ultrassonografia costuma ser realizada com um aparelho de ultrassonografia manual que é inserido na vagina (um procedimento denominado ultrassonografia transvaginal).

No entanto, para poder fazer um diagnóstico definitivo de adenomiose, o médico precisa examinar os tecidos coletados do útero. A única maneira de obter esses tecidos é remover o útero (histerectomia).

Tratamento da adenomiose

  • Um dispositivo intrauterino com levonorgestrel

  • Pílulas anticoncepcionais

  • Histerectomia no caso de sintomas graves

Utilizar um dispositivo intrauterino Dispositivos intrauterinos (DIU) Os dispositivos intrauterinos (DIUs) são pequenos dispositivos de plástico flexíveis em forma de T que são colocados no útero. Um DIU fica inserido durante três, cinco, sete ou dez anos, dependendo... leia mais Dispositivos intrauterinos (DIU) (DIU) que libera um hormônio feminino sintético, denominado levonorgestrel, pode ajudar a controlar o sangramento e as menstruações dolorosas. É possível que o médico recomende tomar pílulas anticoncepcionais (contraceptivos orais).

Analgésicos podem ser tomados para aliviar a dor.

Uma histerectomia é realizada se os sintomas forem graves. Uma histerectomia causa o alívio total dos sintomas.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS