Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Esclerose múltipla
Esclerose múltipla
Esclerose múltipla

O sistema nervoso central é formado por células nervosas, ou neurônios, no cérebro e na medula espinhal. Um produto gorduroso chamado mielina circunda a maioria dos nervos do corpo. A mielina permite que os nervos enviem impulsos elétricos claros de forma mais rápida e mais eficaz ao longo dos neurônios.

A esclerose múltipla (EM) é um distúrbio autoimune, o que significa que o sistema imunológico do corpo se volta contra o próprio corpo. Essa resposta autoimune faz com que o revestimento protetor de mielina, ou bainha de mielina, fique inflamado e acabe destruído em vários locais ao longo do sistema nervoso central. Essa destruição da mielina denomina-se desmielinização. Esse processo destrutivo impede os neurônios de enviarem sinais nervosos eficazes. Os sinais se tornam mais lentos, confusos ou são bloqueados, causando o surgimento dos sintomas de esclerose múltipla.

Os sintomas de EM são variados e dependem da localização da lesão da mielina. Os sintomas comuns são perda de coordenação muscular, visão prejudicada, dormência ou sensações de formigamento nos braços ou nas pernas, fadiga e incontinência.

Essa doença pode ser difícil de diagnosticar, porque os sintomas, que podem durar de dias a meses, podem ir e vir sem nenhum padrão.

Nesses tópicos
Esclerose Múltipla (EM)