Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Estenose valvar
Estenose valvar
Estenose valvar

O coração é um músculo pulsante que bombeia sangue para todo o corpo. No interior do coração, quatro válvulas direcionam o fluxo de sangue no rumo adequado. Entretanto, uma válvula que ficou estreita ou espessa pode comprometer o fluxo de sangue. Este quadro clínico é chamado estenose valvar.

Em um coração saudável, duas válvulas controlam o fluxo de sangue das câmaras superiores, ou átrios, para as câmaras inferiores, ou ventrículos. Duas outras válvulas controlam o fluxo de sangue dos ventrículos para os pulmões e o corpo.

Durante o batimento cardíaco normal, o sangue rico em oxigênio se move do átrio esquerdo para o ventrículo esquerdo pela válvula mitral. O ventrículo bombeia o sangue através da válvula aórtica para que ele seja distribuído por todo o corpo. O sangue pobre em oxigênio se move do átrio direito para o ventrículo direito através da válvula tricúspide e é bombeado através da válvula pulmonar em seu caminho para os pulmões para coletar oxigênio.

Filamentos finos e fibrosos chamados cordas tendíneas abrem e fecham as abas, ou cúspides, das válvulas mitral e tricúspide. As cordas tendíneas estão ancoradas dentro dos ventrículos. Quando os ventrículos se contraem, as válvulas mitral e tricúspide são fechadas enquanto as válvulas aórtica e pulmonar se abrem. As válvulas pulmonar e aórtica abrem e fecham em resposta a alterações na pressão dos átrios e ventrículos.

Se uma válvula se torna estreita, dura ou espessada, o coração precisa trabalhar mais para forçar o sangue pela abertura menor. Com o tempo, o uso excessivo pode fazer o próprio coração se alargar e espessar. Por fim, pode desenvolver-se insuficiência cardíaca. A estenose valvar pode estar presente ao nascimento, ou pode se manifestar com o tempo em decorrência de doença cardíaca ou coronariana.