honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Adesivo anticoncepcional
Adesivo anticoncepcional
Adesivo anticoncepcional

O sistema reprodutor feminino inclui o útero, as trompas de Falópio e os ovários. Os ovários são glândulas em forma de amêndoa localizadas em cada lado do útero. Eles produzem os hormônios sexuais estrogênio e progesterona que regulam o ciclo menstrual da mulher.

Além disso, para a produção de hormônios, os ovários contêm centenas de milhares de óvulos. A cada mês, os hormônios estimulam os ovários a desenvolver óvulos maduros. Normalmente, apenas um desses óvulos alcança a maturidade e consegue ser ovulado e depois fertilizado. A fertilização pode ocorrer apenas durante a ovulação – a época no ciclo menstrual da mulher em que o óvulo maduro é liberado do ovário e se move através da trompa de Falópio.

Para que a concepção possa ocorrer, um espermatozoide precisa fertilizar o óvulo maduro enquanto ele ainda está na trompa de Falópio. Um sinal de que a fertilização ocorreu é quando começa a ocorrer a clivagem ou divisão do óvulo em várias células formando um blastocisto. O blastocisto percorre então a trompa de Falópio e entra no útero. A implantação do blastocisto precisa ocorrer no revestimento do útero para o desenvolvimento posterior de um embrião.

O adesivo anticoncepcional é um método usado para prevenir a gravidez. O pequeno adesivo quadrado pode ser composto de várias camadas. Os hormônios estrogênio e progestina (a forma sintética de progesterona) estão geralmente localizados na parte inferior da camada adesiva. Essa camada é colocada diretamente sobre a pele, geralmente nas nádegas, no estômago ou no braço. O adesivo é considerado um tipo de método contraceptivo hormonal, o que significa que libera hormônios sintéticos na corrente sanguínea de modo a interferir no ciclo menstrual normal da mulher.

Esses hormônios evitam a gravidez ao

  • Impedir a liberação de óvulos pelos ovários

  • Espessar o muco cervical impedindo, assim, que os espermatozoides cheguem ao óvulo, e

  • Adelgaçar o revestimento do útero (endométrio), o que irá impedir a implantação de um óvulo

Um adesivo único pode ser usado por uma semana antes de precisar ser substituído. Ele deve ser substituído no mesmo dia de cada semana, durante três semanas consecutivas. O adesivo não é usado durante a quarta semana, ocasião em que a mulher terá sua menstruação.

O adesivo anticoncepcional é uma medicação vendida com receita médica e os riscos associados ao seu uso são semelhantes aos das pílulas anticoncepcionais orais.