Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Algumas infecções por riquétsias e infecções relacionadas

Algumas infecções por riquétsias e infecções relacionadas

Infecção

Organismo infeccioso

Hospedeiro

Áreas onde a infecção ocorre

Descrição

Tifo

Tifo epidêmico (tifo por piolhos)

Doença de Brill-Zinsser (uma reincidência de tifo epidêmico, às vezes anos depois da primeira infecção)

Rickettsia prowazekii, transmitida por piolhos ou por métodos desconhecidos quando os hospedeiros são esquilos voadores

Pessoas e esquilos voadores

Por todo o mundo (incomum nos Estados Unidos, mas ocorre ocasionalmente em pessoas que tiveram contato com esquilos voadores)

Cerca de 7 a 14 dias após a bactéria entrar no corpo, os sintomas começam de repente, com febre, dor de cabeça e cansaço extremo (prostração). Aparece uma erupção cutânea entre o quarto e o sexto dia. A infecção não tratada pode ser fatal, especialmente em pessoas com mais de 50 anos de idade.

Tifo murino

Rickettsia typhi ou Rickettsia felis, transmitidas por pulgas

Gatos, roedores e marsupiais

Em todo o mundo

Cerca de 8 a 16 dias após a bactéria entrar no corpo, os sintomas começam e são parecidos aos do tifo epidêmico, mas menos graves.

Tifo por Orientia tsutsugamushi

Tifo por Orientia tsutsugamushi

Orientia tsutsugamushi (anteriormente, Rickettsia tsutsugamushi), transmitidas por larvas de ácaros

Ácaros (ácaros são transmissores e hospedeiros)

Área da Ásia-Pacífico, ligada pelo Japão, Coreia, China, Índia e norte da Austrália

Cerca de 6 a 21 dias após a bactéria entrar no corpo, os sintomas começam de repente, com febre, calafrios, dor de cabeça e inchaço dos linfonodos. Uma crosta preta pode se desenvolver no local da picada das larvas de ácaro. Aparece uma erupção cutânea entre o quinto e o oitavo dia.

Febre maculosa

R. rickettsii, transmitida por carrapatos

Roedores

O hemisfério ocidental, incluindo a maior parte dos Estados Unidos (com exceção do Maine, Havaí e Alasca) e Américas Central e do Sul

Cerca de 2 a 14 dias após a bactéria entrar no corpo, os sintomas começam.

Rickettsia africae, transmitida por carrapatos

Vacas

África subsaariana, Índias Ocidentais

Cerca de 4 a 10 dias após a bactéria entrar no corpo, os sintomas começam. Uma crosta preta surge geralmente no local da picada do carrapato.

Rickettsia conorii, transmitida por carrapatos de cães

Cães

África, Índia, sul da Europa e a área do Oriente Médio em torno dos Mares Mediterrâneo, Negro e Cáspio

Cerca de 5 a 7 dias após a bactéria entrar no corpo, os sintomas começam. Uma crosta preta pode surgir no local da picada do carrapato.

Rickettsia sibirica, transmitida por carrapatos

Roedores

Armênia, Ásia central, Sibéria, Mongólia e China

Uma crosta preta pode surgir no local da picada do carrapato.

Rickettsia australis, transmitida por carrapatos

Roedores

Austrália

Uma crosta preta pode surgir no local da picada do carrapato.

Rickettsia parkeri, transmitida por carrapatos

Roedores

Sul dos Estados Unidos

Cerca de 2 a 10 dias após a bactéria entrar no corpo, os sintomas começam. Uma crosta preta surge geralmente no local da picada do carrapato.

Rickettsia akari, transmitida por ácaros

Camundongos caseiros

Primeiro observada em Nova Iorque

Outras áreas dos Estados Unidos e Rússia, Coreia e África

Cerca de 1 semana antes da febre, dor de cabeça, dores musculares e erupção cutânea espalhada se desenvolvem, e uma pequena ulceração como um botão com um centro preto aparece na pele, no local da picada do ácaro.

Ehrlichiose monocítica

Ehrlichia chaffeensis, transmitida por carrapatos, principalmente o carrapato estrela solitário

Veado-de-cauda-branca e outros mamíferos

Sudeste e centro-sul dos Estados Unidos

Cerca de 12 dias após a picada de um carrapato, os sintomas geralmente começam. Eles incluem febre, calafrios, dores musculares, fraqueza, enjoo e/ou vômito, tosse, dor de cabeça e sensação de indisposição geral. Pode surgir uma erupção cutânea no dorso, nos braços e nas pernas

Anaplasmose granulocítica

Anaplasma phagocytophilum, transmitida por carrapatos

Principalmente camundongos e outros roedores pequenos

Nos Estados Unidos, o nordeste, médio Atlântico, alto meio-oeste e costa oeste

Europa

Cerca de 12 dias após a picada de um carrapato, os sintomas geralmente começam. Eles incluem febre, calafrios, dores musculares, fraqueza, enjoo e/ou vômito, tosse, dor de cabeça e mal-estar.

Febre Q

Coxiella burnetii, transmitida pela inalação de gotículas infectadas no ar contendo a bactéria ou ao consumir leite cru contaminado

Gado bovino, carneiros e cabras

Em todo o mundo

Cerca de 9 a 28 dias após a bactéria entrar no corpo, os sintomas começam de repente. Eles incluem febre, dor de cabeça, calafrios, cansaço extremo, dores musculares, perda do apetite, suores, tosse não produtiva, dor no peito e falta de ar (causada pela pneumonia), mas nenhuma erupção cutânea.