Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Analgésicos opioides

Analgésicos opioides

Medicamento

Duração da eficácia

Comentários

Morfina

Por injeção na veia (intravenosa) ou muscular (intramuscular): Cerca de 3 a 4 horas

Apresentação de liberação imediata por via oral: cerca de 4 horas

Apresentações de liberação controlada e prolongada por via oral: 8 a 24 horas

A morfina age rapidamente. A forma oral pode ser muito eficaz para a dor crônica. Tem maior probabilidade de causar coceira do que outros opioides.

Buprenorfina

Por injeção em uma veia, sob a pele ou no músculo: cerca de 6 horas

Por adesivo na pele: Até 1 semana

Entre a gengiva e a bochecha: 12 horas

A buprenorfina tem alguns dos efeitos dos opioides, mas também bloqueia alguns dos efeitos dos opioides. Ela é ocasionalmente usada para aliviar a dor crônica e pode ser substituída por um opioide mais forte para ajudar pessoas que são viciadas em opioides a parar de tomá-los. Ela pode ser o opioide de preferência para pessoas mais idosas porque tem menos efeitos colaterais (como constipação e depressão respiratória) e pode ser usada com mais segurança em pessoas com distúrbio renal. No entanto, a buprenorfina pode causar sintomas de abstinência quando administrada a pessoas que têm opioides em seu sistema.

O adesivo na pele (transdérmico) é reaplicado uma vez por semana.

Para a dor, as apresentações mais comumente usadas são um adesivo na pele (transdérmico) ou um filme colocado sob a língua.

Codeína

Por via oral: cerca de 4 horas

A codeína é menos potente do que a morfina. É geralmente administrada com aspirina ou paracetamol.

Fentanila

Como pastilhas ou comprimidos dissolúveis: 2 a 4 horas

Vaporizado no nariz ou sob a língua: 2 a 4 horas

Por adesivo na pele: até 72 horas

Pastilhas e comprimidos dissolúveis de fentanila podem ser usados para tratar a dor episódica (um breve surto de dor, muitas vezes intenso, que pode ocorrer durante o tratamento da dor crônica).

Pastilhas de fentanila também podem ser usadas para aliviar a dor e sedar (antes de procedimentos doloridos) crianças.

Um adesivo de fentanila pode ser usado para tratar a dor crônica.

Hidrocodona

Por via oral: 4 a 6 horas

A hidrocodona tem eficácia semelhante à codeína.

Hidromorfona

Por injeções intravenosas ou intramusculares: 4 a 6 horas

Por via oral: 4 a 6 horas

Por supositório retal: 6 a 8 horas

Apresentação de liberação prolongada: 24 horas

A hidromorfona começa a agir rapidamente. Pode ser usada em vez da morfina e é útil para a dor crônica.

O supositório retal é utilizado na hora de dormir.

Levorfanol

Por injeções intravenosas ou intramusculares: 6 a 8 horas

Por via oral: cerca de 6 a 8 horas

A forma oral é forte. Pode ser usada em vez da morfina.

Meperidina

Por via intravenosa ou injeções intramusculares: cerca de 4 horas

Por via oral: Não muito eficaz

A meperidina pode ser eficaz para o uso de curto prazo. Mas o uso de longo prazo não é recomendado uma vez que a meperidina apresenta efeitos colaterais, como espasmos musculares, tremores, convulsões e confusão ou delírio (especialmente em pessoas idosas). Alguns profissionais de saúde preferem não usá-la.

Metadona

Por via oral: 6 a 8 horas, às vezes mais

Por injeção intravenosa ou intramuscular ou injeção sob a pele (subcutânea): 6 a 8 horas

A metadona é usada para tratar a dependência de heroína e outros opioides. Também pode ser usada para tratar a dor crônica.

A metadona pode apresentar efeitos colaterais sérios, especialmente quando é iniciada pela primeira vez. Por exemplo, pode fazer com que a respiração fique perigosamente lenta ou pare alguns dias após a pessoa iniciar seu uso, mesmo sem um aumento da dose tomada. Para evitar efeitos colaterais sérios, as pessoas devem ter o cuidado de tomar o medicamento conforme recomendado.

Oxicodona

Apresentação de ação curta por via oral: cerca de 4 a 6 horas

Apresentação de ação prolongada, de liberação controlada por via oral: cerca de 12 horas

A oxicodona pode ser usada em vez da morfina para tratar a dor crônica. A formulação de ação curta é geralmente administrada com aspirina ou paracetamol.

Oximorfona

Por via oral: cerca de 4 horas

Apresentação de liberação controlada por via oral: 12 horas

Por via intravenosa ou injeções intramusculares: cerca de 6 horas

Por supositório retal: 4 a 6 horas

A oximorfona pode ser usada em vez da morfina para tratar a dor crônica.

Pentazocina

Por via oral: 3 a 4 horas

Por injeções intravenosas ou intramusculares: 3 a 4 horas

A pentazocina pode bloquear a ação analgésica de outros opioides. É quase tão forte como a codeína. A utilidade da pentazocina é limitada porque as doses mais altas não oferecem mais alívio da dor e porque o medicamento pode causar ansiedade e confusão, especialmente em pessoas idosas. Não é uma boa escolha para idosos.

Tapentadol

Apresentação de ação curta por via oral: 3 a 6 horas

Apresentação de ação prolongada por via oral: 12 horas

O tapentadol é utilizado para tratar a dor neuropática causada pelo diabetes, assim como a dor aguda moderada a intensa e a dor crônica moderada a intensa.

Tramadol

Apresentação de ação curta por via oral: 4 a 11 horas

Apresentação de ação prolongada por via oral: 12 a 24 horas

Com tramadol, o potencial para abuso é menor em relação a outros opioides. Ela não é tão potente como outros analgésicos opioides.