Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Algumas causas e características da incontinência diurna em crianças

Algumas causas e características da incontinência diurna em crianças

Causa

Características comuns*

Exames

Fezes raras, duras e semelhantes a pedrinhas

Ocasionalmente desconforto abdominal

Frequente em crianças que consomem dietas causadoras de constipação (por exemplo, leite e produtos lácteos em excesso e poucas frutas e verduras)

Exame médico

Ocasionalmente radiografias do abdômen

Diário das excreções

Disfunção do esvaziamento porque os músculos envolvidos na expulsão da urina da bexiga (o músculo da bexiga e o esfíncter urinário) não estão coordenados

Às vezes, incontinência fecal e frequentes infecções do trato urinário

Possível incontinência diurna e noturna

Exames do fluxo da urina

Ocasionalmente uma uretrocistografia miccional (radiografias feitas antes, durante e após a micção)

Ultrassonografia dos rins e da bexiga

Incontinência do riso

Urinar ao rir, quase exclusivamente em meninas

Outras vezes, micção completamente normal

Exame médico

Aumento da micção, que pode ter muitas causas, tais como

Varia de acordo com o distúrbio

Em caso de diabetes mellitus, exames da glicose (açúcar) ou das cetonas na urina e/ou exame de sangue†

Em caso de diabetes insipidus ou anemia falciforme, exames de sangue

Bexiga cheia além da capacidade

Esperar até o último minuto para urinar

Comum entre crianças pré-escolares quando elas estão concentradas em brincadeiras

Perguntas sobre quando a incontinência ocorre

Registro da cronologia, da frequência e do volume de urina em um diário (diário das micções)

Bexiga que não se esvazia completamente (bexiga neurogênica) devido a um defeito da medula espinhal ou do sistema nervoso

Anomalias óbvias da coluna, uma depressão ou tufo de pelos na coluna lombar e fraqueza e redução da sensação nas pernas e pés

Radiografias da coluna lombar

Ocasionalmente RM da coluna

Ultrassonografia dos rins e da bexiga

Exames do fluxo da urina e da pressão na bexiga (exames urodinâmicos)

Bexiga hiperativa

Necessidade urgente de urinar (essencial para o diagnóstico)

Comumente uma necessidade frequente de urinar durante o dia e a noite

Às vezes uso de manobras de retenção ou posturas corporais (crianças podem ficar de cócoras, por exemplo)

Exame médico

Às vezes exames do fluxo da urina, diário de micções

Problemas do sono ou problemas na escola (como delinquência ou notas baixas)

Comportamento sedutor, depressão, interesse incomum ou rejeição de todas as coisas de natureza sexual e conhecimento impróprio para a idade de coisas de natureza sexual

Avaliação por especialistas em abuso sexual

Estresse‡

Problemas escolares, isolamento ou problemas sociais e estresse na família (por exemplo, divórcio ou separação dos pais)

Exame médico

Anomalia anatômica (por exemplo, ureter mal posicionado em meninas)

Continência diurna completa nunca alcançada

Nas meninas, incontinência diurna e noturna, histórico de esvaziamento normal, mas com roupa de baixo continuamente molhada e corrimento vaginal

Possivelmente histórico de infecções do trato urinário e outras anomalias do trato urinário

Exames por imagens dos rins e dos ureteres, incluindo ocasionalmente TC do abdômen e da pelve ou RM do trato urinário

Dor ao urinar, sangue na urina, necessidade de urinar frequentemente e uma sensação de necessidade de urinar com urgência

Ocasionalmente febre, dores abdominais e/ou dor nas costas

Cultura e exames de urina

Caso os resultados sejam positivos, avaliação adicional

Recuo da urina para dentro da vagina (refluxo ureterovaginal)

Vazamento ao se levantar após urinar

Exame médico

* As características incluem os sintomas e os resultados do exame médico. As características mencionadas são típicas, mas nem sempre estão presentes.

† O diabetes normalmente não causa incontinência até as concentrações de açúcar (glicose) no sangue estarem elevadas o bastante para fazer a glicose entrar na urina.

‡ O estresse é uma causa primária quando a incontinência é repentina.

TC = tomografia computadorizada; RM = ressonância magnética.