Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Algumas causas e características de cefaleias

Algumas causas e características de cefaleias

Tipo ou causa

Características comuns*

Exames

Cefaleia primária (não devido a outro problema)

Uma cefaleia intensa, dolorida que

  • Afeta um lado da cabeça e é concentrada em torno do olho

  • Tem duração de 30 a 180 minutos (geralmente de 30 minutos a 1 hora)

  • Geralmente ocorre na mesma hora do dia

  • Ocorre em salvas, separada por períodos quando não ocorrem cefaleias

  • Geralmente, não piora com luz, sons ou odores

  • Não é acompanhada por vômitos

Incapacidade para deitar-se e inquietude (às vezes expressa por ritmo)

Exame médico

Ocasionalmente, RM ou TC da cabeça para excluir outros problemas, especialmente se as dores tiverem surgido recentemente ou se o padrão de sintomas tiver mudado

Uma cefaleia moderada a grave que

  • É tipicamente pulsátil ou latejante, em geral de um lado, mas por vezes em ambos os lados da cabeça

  • Dura várias horas a dias

  • Pode ser desencadeada por falta de sono, uma lesão na cabeça, fome ou certos vinhos e alimentos

  • Pode agravar-se com atividade física

  • É diminuída com o sono

  • É geralmente acompanhada de náuseas, vômitos e sensibilidade a sons altos, luz brilhante e/ou odores

Muitas vezes, uma sensação de que a enxaqueca está começando (chamada de pródromo), que pode incluir mudanças de humor, perda de apetite e náuseas

Às vezes precedida por perturbações temporárias na sensação, equilíbrio, coordenação muscular, fala ou visão, como, por exemplo, ver luzes piscando e ter pontos cegos (estes sintomas são chamados de aura)

Igualmente como a cefaleia em salvas

Normalmente, uma dor leve a moderada que

  • É sentida como o aperto de uma fita em torno da cabeça, começando na frente da cabeça ou na área ao redor dos olhos

  • Se espalha por toda a cabeça

  • Dura de 30 minutos a vários dias

  • Pode ser pior no final do dia

  • Não é agravada pela atividade física, luz, sons ou odores

  • Não é acompanhada de náuseas, vômitos, ou quaisquer outros sintomas

Igualmente como a cefaleia em salvas

Cefaleia secundária (devido a outro problema)

Falta de lucidez, perda do apetite, náuseas e vômitos, fadiga, fraqueza, irritabilidade ou dificuldade para dormir

Em pessoas que recentemente passaram por uma altitude elevada (incluindo voar por 6 horas ou mais em um avião)

Exame médico

Coágulos sanguíneos em uma grande veia que drena o sangue do cérebro (trombose do seio venoso cerebral)

Cefaleias que

  • Ocorrem diariamente ou quase diariamente, com intensidade flutuante

  • Afetam ambos os lados da cabeça

Por vezes, visão dupla ou borrada, náuseas, ou zumbidos nos ouvidos que ocorrem em sincronia com o batimento do pulso (zumbido pulsátil)

Às vezes, convulsões e sintomas semelhantes aos de um acidente vascular cerebral (como paralisia de um braço ou perna e perda de visão)

Uma cefaleia leve a grave que

  • Pode tornar-se progressivamente pior

  • Geralmente se repete mais e mais vezes e, por fim, torna-se constante sem alívio

  • Pode resultar em visão turva quando uma pessoa muda de posição repentinamente

  • Pode ser acompanhado por inépcia, fraqueza, confusão, náuseas, vômitos, convulsões ou deficiência visual

  • É agravada quando a pessoa se deita e é pior quando a pessoa acorda pela manhã ou quando desperta a pessoa do sono

RM ou TC

Possivelmente, nenhuma consciência da exposição porque monóxido de carbono é um gás incolor e inodoro

Um exame de sangue

Infecções dentárias (no maxilar superior)

Descrição da dor

  • Geralmente sentida sobre a face e na maior parte, de um lado

  • Pior ao mastigar

Dor de dente

Exame odontológico

Cefaleias com diversas características

Muitas vezes acompanhadas de febre, piora da sonolência, confusão mental, agitação, fraqueza e/ou inépcia

Convulsões e coma

RM ou TC e punção lombar

Uma latejante dor sentida em um lado da cabeça, na têmpora

Dor ao pentear o cabelo ou ao mastigar

Às vezes, artérias alargadas e sensíveis nas têmporas (artérias temporais) e dores, principalmente nos ombros, coxas e quadris

Possivelmente deficiência visual ou perda de visão

Mais comum entre as pessoas com mais de 55 anos

Um teste de sangue para medir a taxa de hemossedimentação de eritrócitos (VHS), que pode detectar inflamação

Biópsia da artéria temporal

Há dor moderada ou grave na parte da frente da cabeça, dentro do olho ou sobre ele

Olhos vermelhos, halos ao redor das luzes, náuseas, vômitos e perda de visão

Um exame oftalmológico com a maior brevidade possível

Cefaleia que começa imediatamente ou logo após uma lesão na cabeça (com ou sem perda de consciência)

Às vezes, memória falha, mudança de personalidade ou ambos

TC ou RM

Cefaleias que

  • Ocorrem diariamente ou quase diariamente, com intensidade flutuante

  • Afetam ambos os lados da cabeça

Por vezes, visão dupla ou borrada, náuseas, ou zumbidos nos ouvidos que ocorrem em sincronia com o batimento do pulso (zumbido pulsátil)

Imagem por ressonância magnética e venografia de ressonância magnética, seguidas de uma punção lombar

Dor leve ou grave que

  • Começa de repente

  • Ocorre em um ou em ambos os lados da cabeça

  • É acompanhada de náusea e por vezes, por vômitos

Possivelmente grave sonolência, inaptidão, fraqueza, dificuldade de fala ou compreensão de fala, perda de visão, perda de sensação ou confusão

Ocasionalmente, convulsões ou coma

TC ou RM

Cefaleias intensas, frequentemente acompanhadas por pescoço rígido e náusea

Dor que piora quando sentado ou em pé e que alivia ao deitar-se

Normalmente, ocorre após uma punção lombar (punção na coluna vertebral)

Exame médico

Se a cefaleia surgir espontaneamente (não após uma punção lombar), RM após um agente de contraste ser injetado na veia.

Cefaleias crônicas e frequentemente diárias que variam na localização e na intensidade

Muitas vezes presentes quando a pessoa acorda pela manhã

Muitas vezes, as pessoas que têm enxaqueca ou cefaleia do tipo tensão

Uso abusivo de analgésicos (medicamentos analgésicos, como AINES ou opioides), barbitúricos, cafeína ou, às vezes, triptanos ou outros medicamentos para tratar cefaleias

Exame médico

Uma cefaleia grave e constante

Febre

Rigidez no pescoço faz com que abaixar o queixo ao tórax seja doloroso e por vezes impossível

Uma sensação de doença, sonolência, náusea ou vômitos

Uma punção lombar (geralmente precedida por uma TC)

Dor que

  • Às vezes é sentida no rosto, na parte da frente da cabeça, ou como dor de dente

  • Pode começar repentinamente e durar somente um breve período ou pode surgir de forma gradual e ser persistente

Coriza, por vezes com pus ou sangue

A sensação de uma doença, possivelmente uma tosse durante a noite e, com frequência, uma febre

Exame médico

Possivelmente a TC dos seios paranasais ou endoscopia do nariz

Dor severa e constante que

  • Começa repentinamente e atinge seu pico em poucos segundos (cefaleia de trovoada)

  • É muitas vezes descrita como a pior das dores já experimentadas

Possível breve perda de consciência no começo da cefaleia

Possível sonolência, confusão mental, dificuldade em ser despertado ou coma

Rigidez do pescoço e náuseas e vômitos

RM ou TC

Se os resultados da RM ou da TC forem negativos, uma punção lombar

Cefaleias com diversas características

Possível sonolência, confusão, esquecimento e/ou fraqueza ou paralisia de um lado do corpo

Mais comum entre pessoas mais idosas e pessoas que têm demência ou que tomam anticoagulantes‡ ou abusam de álcool

RM ou TC

Dor ao mastigar alimentos duros

Às vezes dor em ou ao redor da mandíbula ou no pescoço

Às vezes clique ou estalos quando a boca é aberta, bloqueio da mandíbula ou dificuldade de abertura da boca

Exame físico, às vezes por um dentista

Ocasionalmente, RM, radiografias ou TC

Neuralgia do trigêmeo

Explosões de dor, curtas e repetidas, como relâmpagos, no meio e na metade inferior de um lado da face

Exame médico

* As características incluem sintomas e resultados do exame médico. As características mencionadas são típicas, mas nem sempre estão presentes.

† Líquido cefalorraquidiano é o líquido que circunda o cérebro e a medula espinhal e ajuda a amortecê-los e sustentá-los.

‡ Anticoagulantes são medicamentos que impedem que o sangue coagule ou retardam o processo de coagulação.

TC = tomografia computadorizada; RM = ressonância magnética; AINEs = drogas anti-inflamatórias não esteroides.