Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Algumas causas e características da perda súbita da visão

Algumas causas e características da perda súbita da visão

Causa

Características comuns*

Diagnóstico †

Perda súbita de visão sem dor ocular

Cegueira em um olho durando minutos a horas

Algumas vezes RM ou TC

Ultrassonografia das artérias carótidas

Ecocardiograma (ultrassom do coração)

ECG

Monitoramento contínuo do ritmo cardíaco

Completa perda de visão em um dos olhos, quase que instantaneamente

Em pessoas com fatores de risco para aterosclerose (como pressão alta, nível anormal de lipídios séricos ou condição de fumante)

Medição de VHS (um exame de sangue), proteína C-reativa e plaquetas

Algumas vezes RM ou TC

Ultrassonografia das artérias carótidas

Ecocardiograma (ultrassom do coração)

ECG

Monitoramento contínuo do ritmo cardíaco (monitor Holter)

Em pessoas com fatores de risco para essa doença (como diabetes, pressão alta, tendência para sangramento ou coágulos excessivos, ou doença falciforme)

Exame médico

Hemorragia vítrea (sangramento no humor vítreo - substância gelatinosa que preenche o fundo do olho)

Em pessoas que têm manchas, fios ou teias de aranha no campo de visão (moscas volantes) ou que têm fatores de risco para hemorragia vítrea (como diabetes, laceração da retina, doença falciforme ou uma lesão ocular)

Em geral perda total do campo de visão (não apenas em um ou mais pontos)

Exame por um oftalmologista

Algumas vezes, ultrassonografia da retina

Pode ocorrer dor de cabeça, dor ao pentear o cabelo, ou dor mandibular ou na língua ao mastigar

Pode ocorrer dor e rigidez nos músculos grandes dos braços e pernas (polimialgia reumática)

Medição de VHS, proteína C-reativa e plaquetas

Biópsia da artéria temporal

Em pessoas com fatores de risco para essa doença (como diabetes ou pressão alta) ou em pessoas que tiveram um episódio de pressão muito baixa, o que leva muitas vezes ao desmaio

Exame médico

Medição de VHS, proteína C-reativa e plaquetas

Algumas vezes, biópsia da artéria temporal

Algumas vezes, doppler da artéria carótida (ultrassom das veias do pescoço) e ecocardiograma (ultrassom do coração)

Hemorragia macular (sangramento em torno da mácula—a parte mais sensível da retina) resultante da degeneração macular devido à idade

Quase sempre em pessoas com degeneração macular relacionada à idade ou em pessoas com fatores de risco para doenças dos vasos sanguíneos (como pressão alta, nível anormal de lipídios ou condição de fumante)

Exame médico

Enxaqueca ocular (enxaqueca que afeta a visão)

Pontos brilhantes, manchas irregulares que se movem vagarosamente pelo campo de visão de um olho por cerca de 10 a 20 minutos

Algumas vezes embaçamento da visão central (para onde uma pessoa olha diretamente)

Outras vezes uma dor de cabeça após uma perturbação na visão

Em geral em pessoas jovens ou naquelas que têm enxaqueca

Exame médico

Flashes luminosos espontâneos e súbitos que podem parecer raios, manchas ou estrelas (fotopsias) que ocorrem repetidamente

Perda de visão que afeta uma área, em geral o que é visto pelos cantos do olho (visão periférica)

Perda de visão que se espalha pelo campo de visão como uma névoa

Algumas vezes em pessoas com fatores de risco para descolamento de retina (como recente lesão ocular, cirurgia ocular ou miopia grave)

Exame médico

Em geral perda das mesmas partes do campo de visão em ambos os olhos

Em pessoas com fatores de risco para essas doenças (como pressão alta, aterosclerose, diabetes, nível anormal de lipídios ou condição de fumante)

Pode ocorrer fala incompreensível, movimento dos olhos comprometido, fraqueza muscular e/ou dificuldade de caminhar

Algumas vezes RM ou TC

ECG

Ultrassonografia das artérias carótidas

Ecocardiograma (ultrassom do coração)

Monitoramento contínuo do ritmo cardíaco

Perda súbita da visão com dor ocular

Dor no olho intensa e vermelhidão

Dor de cabeça, náusea, vômito e sensibilidade à luz

Perturbações na visão como halos em torno das luzes

Aferição da pressão intraocular (tonometria)

Exame dos canais de drenagem do olho com lentes especiais (gonioscópio), realizado por um oftalmologista

Quase sempre uma mancha acinzentada na córnea que depois se torna uma ferida aberta e dolorosa

Dor no olho ou sensação de objeto (corpo) estranho

Vermelhidão do olho e lacrimejamento

Sensibilidade à luz

Pode ocorrer em pessoas que apresentam uma infecção após uma lesão no olho ou que dormiram com a lente de contato

Exame médico

Cultura de uma amostra da úlcera retirada por um oftalmologista

Em geral dor leve que pode piorar ao movimentar os olhos

Perda da visão parcial ou completa

Pálpebras e córnea com aparência normal

Quase sempre RM

* As características incluem os sintomas e os resultados do exame médico. As características mencionadas são típicas, mas nem sempre estão presentes.

† Embora um exame médico seja sempre realizado, ele só é mencionado nesta coluna se o diagnóstico puder ser feito, algumas vezes, somente pelo exame médico por si só, sem qualquer outro exame. Em outras palavras, exames adicionais podem não ser necessários.

TC = tomografia computadorizada; ECG = eletrocardiograma; VHS = velocidade de hemossedimentação; RM = ressonância magnética.