Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Ferimentos por explosivos e explosões

Por

James M. Madsen

, MD, MPH, U.S. Army Medical Research Institute of Chemical Defense (USAMRICD)

Última revisão/alteração completa mai 2019| Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Nos incidentes de aniquilação envolvendo explosões, são identificadas três zonas concêntricas:

  • Epicentro da explosão

  • Perímetro secundário

  • Periferia da explosão

Em um epicentro da explosão (zona de morte), a maioria das pessoas morrem ou ficam mortalmente lesionadas. No perímetro secundário (zona de baixas críticas), há mais sobreviventes, mas muitos deles apresentam múltiplas lesões. Na periferia da explosão (zona dos feridos), a maioria das baixas apresenta lesões que não representam um risco à vida e trauma psicológico.

Uma explosão cria uma onda de choque. Uma onda de choque intensa pode rasgar tecidos. Uma explosão menos intensa pode danificar os tímpanos, pulmões e abdômen. As ondas de choque também lançam detritos a velocidades muito altas que podem lesar qualquer parte do corpo.

Sintomas

As pessoas com lesões por explosão nos pulmões podem sofrer de falta de ar, tosse (incluindo tossir sangue), dor no peito, respiração rápida e respiração sibilante. As pessoas com uma lesão por explosão abdominal podem ter dor abdominal, enjoo, vômito, sangue no vômito, dor retal e dor testicular. Outras lesões por explosão incluem cegueira, surdez, lesão da medula espinhal ou dor ao caminhar. Algumas pessoas podem aparentar ter sofrido um acidente vascular cerebral ou ataque cardíaco.

Diagnóstico

  • Avaliação quanto a traumatismos diversos (usando exames de imagem e eletrocardiograma)

As pessoas que sofreram uma lesão por explosão são avaliadas relativamente a múltiplos traumas, incluindo lesões nos pulmões e ouvidos. Os médicos tentam identificar qualquer lesão por penetração ou esmagamento. Eles fazem exames de imagem e monitoram as pessoas através do eletrocardiograma.

Tratamento

  • Oxigênio e fluidos IV

  • Tratamento das lesões específicas

As pessoas recebem oxigênio e líquidos e são monitoradas relativamente a complicações, como embolia gasosa, síndrome de esmagamento aguda e síndrome compartimental (um quadro clínico que coloca em risco um membro, causado por inchaço excessivo dos músculos lesionados). A terapia com oxigênio hiperbárico pode ser administrada a pessoas com infecções teciduais profundas.

As opiniões expressas neste artigo são as do autor e não refletem a política oficial do Departamento do Exército, do Departamento da Defesa ou do governo dos EUA.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Doença por radiação
Vídeo
Doença por radiação
Elementos radioativos, como urânio e bário, liberam o excesso de energia na forma de partículas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Ossos do cotovelo
Modelo 3D
Ossos do cotovelo

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS