Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Brucelose

Por

Larry M. Bush

, MD, FACP, Charles E. Schmidt College of Medicine, Florida Atlantic University

Avaliado clinicamente abr 2022
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
  • A brucelose é adquirida principalmente por contato com animais infectados ou pelo consumo de leite ou outros laticínios não pasteurizados contaminados ou por carne contaminada mal cozida.

  • Normalmente as pessoas apresentam febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dor lombar, dor nos ossos e nas articulações e outros sintomas por todo o corpo.

  • A maioria dos pacientes se recupera em duas a três semanas, mesmo sem tratamento.

  • Os médicos baseiam o diagnóstico em resultados de exames e culturas de sangue.

  • São administrados dois antibióticos ao mesmo tempo para aumentar a chance de cura.

A brucelose é rara nos Estados Unidos, no Canadá e na Europa, mas é mais comum no Oriente Médio, Mediterrâneo, México e na América Central. As pessoas que viajam para essas áreas também correm um risco maior.

A brucelose é adquirida principalmente por

  • Contato direto com rebanhos infectados

  • Consumo de leite ou outros laticínios contaminados não pasteurizados ou por carne contaminada mal cozida

As pessoas também podem adquirir brucelose se tiverem contato com cães, veados, alces, búfalos ou outros animais infectados ou se inalarem partículas contendo as bactérias transmitidas pelo ar. A brucelose raramente se dissemina de pessoa a pessoa.

As pessoas com maior risco de contrair brucelose incluem técnicos de laboratório e pessoas que possam manusear animais ou tecido de animais infectados, incluindo embaladores de carne, veterinários, caçadores, fazendeiros e produtores de gado.

Sintomas de brucelose

Os sintomas de brucelose podem começar de cinco dias a vários meses após a exposição das pessoas à bactéria Brucella.

As pessoas normalmente têm

  • Febre, que pode voltar repetidamente por meses e algumas vezes anos

Os sintomas podem começar subitamente com calafrios, suores noturnos, uma dor de cabeça intensa, dor lombar, dor nos ossos e nas articulações e, às vezes, diarreia. Ou podem começar aos poucos, com uma leve sensação de mal-estar, dores musculares, dores de cabeça e dor na parte posterior da nuca.

A febre pode ser intermitente durante várias semanas.

Os sintomas subsequentes incluem perda de apetite, perda de peso, prisão de ventre grave, dor abdominal, dor articular, dificuldade para dormir, fraqueza, irritabilidade e depressão.

Às vezes, a infecção se desenvolve no cérebro, nos tecidos que recobrem o cérebro e a medula espinhal (meninges), nos ossos das costas (vértebras), nos ossos longos (como o osso da coxa), nas articulações, nas válvulas do coração ou em outros órgãos.

Se as pessoas não desenvolverem infecções nesses órgãos e tecidos, elas geralmente se recuperarão em duas a três semanas, mesmo sem tratamento. No entanto, em algumas, a infecção persiste. Menos de 5% das pessoas com brucelose morrem, geralmente quando a infecção atinge o cérebro, as meninges ou as válvulas do coração.

Diagnóstico de brucelose

  • Exames de sangue e cultura de sangue ou de outros tecidos para verificar a presença da bactéria

Os médicos podem recorrer à técnica de reação em cadeia da polimerase (polymerase chain reaction, PCR) para detecção mais rápida das bactérias. A técnica de PCR aumenta a quantidade de DNA das bactérias no sangue ou em outros tecidos.

Geralmente, os médicos também medem anticorpos contra as bactérias no sangue.

Prevenção de brucelose

A melhor forma de prevenir a brucelose é evitar o consumo de carne mal cozida e de laticínios não pasteurizados. A pasteurização envolve o aquecimento de leite cru a uma temperatura elevada por um curto espaço de tempo. Esse processo destrói as bactérias nocivas que podem estar presentes no leite.

Pessoas que manuseiam animais ou tecidos de animais que possam estar infectados devem adotar precauções, tais como utilizar óculos de proteção e luvas de borracha.

A vacinação de animais domésticos (bois, carneiros e cabras) ajuda a controlar a doença. Não há vacinas para seres humanos.

Após a exposição à bactéria (por exemplo, após a exposição a animais infectados ou amostras de laboratório ou após a exposição à vacina usada no gado), as pessoas recebem antibióticos como doxiciclina e, às vezes, rifampina para prevenir o desenvolvimento de uma infecção por brucelose.

Tratamento da brucelose

  • São administrados dois antibióticos ao mesmo tempo

Os médicos administram dois antibióticos ao mesmo tempo para aumentar a chance de cura. Geralmente, um dos antibióticos é a doxiciclina, administrada por via oral. O segundo antibiótico pode ser a estreptomicina ou gentamicina, injetada diariamente, ou rifampicina ou ciprofloxacino, administrado por via oral. As crianças podem receber uma combinação de trimetoprima/sulfametoxazol (TMP/SMX) mais rifampicina.

Depois de serem tratadas, algumas pessoas voltam a desenvolver sintomas, de modo que as pessoas são examinadas e testadas periodicamente durante um ano após o tratamento.

Mais informações

Os seguintes recursos em inglês podem ser úteis. Vale ressaltar que O MANUAL não é responsável pelo conteúdo deste recurso.

  • Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC): Brucelose: Um recurso que fornece informações sobre brucelose, incluindo informações sobre riscos de transmissão e exposição

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS