Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Quedas em idosos

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Muitos idosos temem cair e têm bons motivos para isso. As quedas são comuns – pelo menos uma em três pessoas idosas sofre uma queda uma vez por ano. As quedas podem resultar em lesões sérias.

  • A pessoa que caiu uma vez está mais propensa a cair novamente

  • As quedas não são uma parte normal do envelhecimento

  • As quedas são uma das principais causas de morte acidental

  • As quedas costumam ocorrer quando estamos nos movimentando, como ao sair da cama ou correr para atender ao telefone

  • Algumas quedas podem ser evitadas se o idoso se mantiver em boa forma e adotar providências para tornar a casa mais segura

O que causa quedas em pessoas idosas?

Muitas quedas são causadas por problemas físicos ou por perigos na residência.

Problemas físicos que elevam a chance de quedas:

  • Problemas de equilíbrio

  • Problemas para se movimentar ao redor

  • Problemas para enxergar claramente

  • Problemas para sentir os pés

  • Medicamentos que causam sonolência ou tontura

  • Problemas de pressão arterial ou cardíacos

  • Confusão

  • Fraqueza muscular

  • Enjoo

Perigos ao redor que elevam a chance de quedas:

  • Escuridão ou iluminação fraca

  • Pisos escorregadios

  • Fios elétricos ou extensões ou objetos no meio do caminho

  • Bagunça nas escadas ou no piso

  • Calçadas desniveladas ou meios-fios quebrados

  • Estar em um local que não se conhece bem

Que lesões são mais comuns em uma queda?

As quedas podem causar:

  • Fraturas ósseas, sobretudo fratura do quadril, pois é frequente os idosos terem ossos fracos (osteoporose)

  • Hematomas, luxações ou entorses

  • Cortes profundos

  • Dano a órgãos

  • Ruptura de ligamentos

Se a pessoa cair quando estiver sozinha e tiver que permanecer no chão por muito tempo, poderá desenvolver problemas como:

  • Desidratação (quando não há água suficiente no corpo)

  • Baixa temperatura corporal (hipotermia)

  • Pneumonia – uma infecção dos pulmões

O que acontecerá na minha consulta com o médico?

O médico perguntará o que aconteceu e se você apresentou qualquer sintoma antes da queda (como tontura ou dor no peito). Ele perguntará que medicamentos você toma e se esteve consumindo álcool.

O médico fará um exame físico para procurar lesões e descobrir por que você caiu. Ele examinará:

  • Sua pressão arterial – se sua pressão arterial cai quando você se levanta, a queda pode ter sido causada por tontura ou sensação de desmaio

  • Seu coração para verificar se você tem problemas de batimentos cardíacos, padrão de batimentos cardíacos anormal ou insuficiência cardíaca

  • Força muscular

  • Seus olhos e a visão

  • Sua capacidade de se equilibrar e movimentar-se de forma fácil e natural

Como os médicos tratam quedas?

Os médicos irão:

  • Tratar as lesões provocadas pela queda

  • Tratar eventuais problemas que possam estar causando as quedas

  • Ajudar a elaborar um plano para evitar quedas futuras

  • Encaminhá-lo para fisioterapia ou terapia ocupacional, se necessário

Os efeitos de uma queda podem durar por um longo tempo. Por exemplo, se você fraturar o quadril, pode não conseguir andar bem mesmo após tratamento e reabilitação.

O temor de cair também pode resultar em problemas, como menos atividade e rigidez articular.

Como posso prevenir quedas?

  • Faça exercícios regularmente – treinamento com pesos, equilíbrio e exercícios de alongamento são úteis

  • Use calçados com solas antiderrapantes

  • Levante-se lentamente depois de permanecer sentado ou deitado para evitar sentir tontura

  • Peça ao médico que lhe mostre a manobra de Epley se tiver problemas de vertigem (tontura)

  • Converse com o médico sobre os medicamentos que toma para saber se algum deles aumenta a chance de quedas

  • Faça exames oftalmológicos e adquira óculos novos se precisar, e faça tratamento de glaucoma ou catarata

  • Trabalhe com um fisioterapeuta, sobretudo se estiver usando um andador ou bengala, para saber como usá-los com segurança

Torne sua casa mais segura:

  • Tenha boa iluminação

  • Acrescente interruptores de luz que sejam fáceis de alcançar ou um sensor de movimento

  • Acrescente iluminação em degraus internos e externos

  • Coloque faixas antiderrapantes e corrimões firmes nas escadas

  • Acrescente mais tomadas elétricas ou prenda firmemente os fios de extensão nas entradas (ou sob o carpete) para não tropeçar neles

  • Mantenha pisos e escadas livres de bagunça

  • Coloque barras de apoio no banheiro perto do vaso sanitário e da banheira

  • Instale um assento de vaso sanitário elevado

  • Prenda tapetes com fita adesiva (ou livre-se deles)

  • Coloque tapetinhos antiderrapantes no banheiro e na cozinha

  • Coloque utensílios domésticos usados com frequência em locais onde não tenha que se esticar ou se inclinar para alcançá-los

Se cair e não conseguir se levantar, vire-se de barriga para baixo e arraste-se até uma peça de móvel usando-a para se levantar. Mantenha um telefone em local que possa alcançar do piso ou use um dispositivo de alerta médico.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS