Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

Síndrome da angústia respiratória em recém-nascidos

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa nov 2020| Última modificação do conteúdo nov 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos

O que é a síndrome da angústia respiratória em recém-nascidos?

Respiratória tem a ver com respiração. A síndrome da angústia respiratória é um tipo de problema na respiração que pode afetar bebês recém-nascidos.

  • A síndrome da angústia respiratória ocorre quando os pulmões do bebê são rígidos e não conseguem permanecer abertos para reter o ar

  • Isso acontece quando os pulmões do bebê não produzem uma quantidade suficiente de surfactante, uma substância que ajuda os pulmões a permanecem abertos

  • Acontece principalmente em bebês prematuros

  • Se seu bebê for nascer precocemente, os médicos administram um medicamento para ajudar os pulmões do bebê a produzir surfactante

  • Após o nascimento, os médicos aplicam um medicamento na traqueia do bebê e administram oxigênio

O que causa a síndrome da angústia respiratória?

Antes do nascimento, os pulmões do bebê estão fechados. Logo após o nascimento, seu bebê inspira com força para abrir os pulmões e enchê-los de ar. O interior dos pulmões é revestido com uma substância que facilita sua abertura. A substância é chamada surfactante.

Os bebês que nascem antes da hora (bebês prematuros) não têm surfactante suficiente. Seus pulmões são difíceis de abrir e o bebê pode ter dificuldade em respirar.

A síndrome da angústia respiratória geralmente acontece em:

  • Bebês que nascem mais de um mês antes da hora

Quanto mais cedo o seu bebê nascer, mais provável que desenvolva a síndrome da angústia respiratória. Outros fatores de risco incluem:

Quais são os sintomas da síndrome da angústia respiratória?

Os sintomas começam logo após o parto ou dentro de algumas horas. Os bebês apresentam sintomas, como:

  • Respiração acelerada

  • Parece que estão lutando para respirar

  • Dilatação das narinas ao inspirar

  • Grunhidos quando expiram

  • Pele azulada causada por baixos níveis de oxigênio

Se não for tratada, a respiração do bebê irá piorar. A falta de oxigênio pode causar dano cerebral ou outros problemas.

Como os médicos sabem se meu bebê tem a síndrome da angústia respiratória?

Os médicos suspeitam de síndrome da angústia respiratória com base nos sintomas do bebê. Para ter certeza, eles irão:

  • Verificar o nível de oxigênio do bebê

  • Fazer uma radiografia torácica

Como os médicos tratam a síndrome da angústia respiratória?

Os médicos tratam a síndrome da angústia respiratória em recém‑nascidos:

  • Oferecendo oxigênio adicional ao bebê através de tubos nasais ou um capuz de plástico

  • Usando uma máquina para ajudar a seu bebê respirar, se o seu bebê estiver tendo muita dificuldade

  • Administrando surfactante artificial através de um tubo inserido na traqueia do bebê

Se houver a possibilidade de você ter um bebê prematuro, os médicos lhe darão uma injeção de corticosteroides. Esse medicamento ajuda os pulmões do bebê a produzir surfactante e ajuda a evitar a síndrome da angústia respiratória.

Se seu bebê nascer muito cedo, os médicos podem administrar surfactante para o bebê, mesmo antes de o bebê apresentar desconforto respiratório.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS