Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Paralisia cerebral

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa mai 2018| Última modificação do conteúdo mai 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

O que é a paralisia cerebral (PC)?

O termo cerebral é usado pelos médicos para representar algo relacionado ao cérebro. Paralisia é a dificuldade em movimentar os músculos.

A PC é uma doença cerebral que afeta os músculos. Ela causa o enrijecimento dos músculos e dificuldade em movê-los.

  • A PC é causada por danos ao cérebro que ocorrem antes, durante ou logo após o nascimento

  • Os problemas musculares podem ser leves (mover-se de maneira rígida ou desajeitada) ou graves (não conseguir andar ou impossibilidade total de movimentar determinados músculos)

  • A maioria das crianças com PC chega à idade adulta

  • Não existe cura

  • O tratamento pode ajudar com os sintomas

O que causa a PC?

A PC é causada por danos na área do cérebro que controla os músculos. Às vezes, outras áreas do cérebro do bebê também sofrem danos.

Alguns bebês já nascem com danos cerebrais. Esses danos podem ser causados por:

  • Infecções que a mãe tem durante a gestação

  • Um problema nos genes do bebê

Outras vezes, os danos ao cérebro do bebê são causados durante o parto ou logo após o nascimento. Os danos são às vezes causados por:

  • Falta de oxigênio durante o parto

  • Infecções que o bebê contrai após o nascimento

  • Doença grave durante o primeiro ano de vida do bebê

O bebê que nasce antecipadamente (prematuros) e que tem um baixo peso de nascimento tem mais propensão de sofrer danos cerebrais que podem causar a PC.

Quais são os sintomas da PC?

A criança pode ter:

  • Rigidez e fraqueza nos braços e pernas

  • Dificuldade em caminhar ou impossibilidade total de caminhar

  • Problemas da fala

  • Vesguice, olho preguiçoso, movimento não sincronizado dos olhos (um quadro clínico denominado estrabismo) e outros problemas de visão

  • Problemas com a deglutição

  • Movimentos incontroláveis e bruscos

A intensidade desses problemas pode variar de leve até muito grave. A criança com problemas leves pode apenas parecer desajeitada. A criança com problemas graves talvez não consiga caminhar nem mesmo engolir alimentos.

A criança que sofreu danos em outras áreas do cérebro pode também ter problemas de audição, de aprendizagem ou comportamentais.

De que maneira o médico sabe que a criança tem PC?

O médico pode suspeitar que a criança tem PC se ela:

  • Estiver tendo atraso para caminhar

  • Estiver tendo atraso no desenvolvimento de outras habilidades

  • Tiver menos de dois anos de idade e tiver rigidez e fraqueza muscular (um quadro clínico denominado espasticidade)

O médico geralmente realiza um exame de RM do cérebro da criança para tentar detectar a presença de determinadas anomalias cerebrais. Um exame de RM é um tipo de exame que mostra imagens detalhadas. Contudo, não há um exame específico que mostra com certeza que a criança tem PC.

De que maneira os médicos tratam a PC?

Não há cura para a PC. Contudo, o médico e o terapeuta podem recomendar muitas coisas para ajudar a criança a se movimentar melhor, inclusive:

  • Talas para braço ou perna que ajudam a controlar os músculos e a caminhar

  • Fisioterapia para ajudar a fortalecer e relaxar os músculos

  • Terapia ocupacional para aprender a realizar as atividades diárias, como escovar os dentes, usar um garfo ou pentear o cabelo

  • Fonoaudiologia para ajudar a tornar a fala mais clara e aprender como engolir com mais facilidade

  • Medicamentos para ajudar os músculos a relaxar

É possível que a criança tome medicamentos por via oral que ajudam os músculos a relaxar. Às vezes, o médico injeta Botox® nos músculos da criança para fazer com que eles relaxem. Se um músculo estiver tão rígido que ele impede completamente que a criança mova o braço ou a perna, o médico pode realizar uma cirurgia. Durante essa cirurgia, o médico corta ou alonga o tendão que prende o músculo rígido ao osso.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS