Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Comportamento suicida em crianças e adolescentes

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa nov 2018| Última modificação do conteúdo nov 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

O que é o comportamento suicida?

Suicídio tem a ver com matar a si mesmo.

Comportamento suicida inclui:

  • Pensar em se matar

  • O ato de se matar

  • Conseguir se matar (cometer suicídio)

Considera-se que crianças que se machucam de maneiras que claramente não tem o objetivo de causar a morte, como ao se arranhar, cortar ou queimar, tenham autolesão não suicida.

  • O suicídio é um problema principalmente em adolescentes e adultos, mas às vezes crianças cometem suicídio

  • Um evento estressante pode desencadear o suicídio em crianças com um transtorno de saúde mental como depressão.

  • Estudantes LGB (lésbicas, homossexuais ou bissexuais) têm uma probabilidade maior de tentar suicídio

  • Crianças em risco de suicídio podem estar deprimidas ou ansiosas, se retrair de atividades, falar sobre morte ou alterar seu comportamento subitamente.

  • Os médicos tentam descobrir a seriedade de uma pessoa jovem ao falar de suicídio

  • O tratamento pode incluir terapia individual e familiar, medicamentos para tratar outros problemas de saúde mental ou uma admissão hospitalar se o risco de suicídio for alto

Sempre leve o comportamento suicida a sério.Se você acha que a criança ou adolescente corre risco de tentar suicídio, peça ajuda imediatamente (nos Estados Unidos, ligue para 911 ou ligue para 1-800-273-8255 para alcançar o National Suicide Prevention Lifeline) ou leve a criança para o departamento de emergência do hospital.

O que causa o comportamento suicida em crianças?

Muitas vezes, o comportamento suicida acontece quando uma criança ou adolescente que já têm um problema como depressão, abuso de substâncias, ou outro distúrbio de saúde mental passa por um evento estressante, como:

  • A morte de uma pessoa amada

  • Perda de um namorado ou namorada

  • Sofrer bullying

  • Problemas na escola

Muitas pessoas jovens passam por eventos estressantes, como esses. Mas se eles não têm um problema subjacente, esses eventos não costumam resultar em um comportamento suicida.

O que são sintomas de comportamento suicida?

Crianças e adolescentes que pensam ou tentam se suicidar podem:

  • Dizer coisas como “queria nunca ter nascido”

  • Dar algumas de suas coisas preferidas

  • Ter alterações extremas de humor

  • Ter dificuldade para dormir

  • Se afastar de familiares ou amigos

  • Ter uma piora nas notas

Como os médicos tratam comportamento suicida em crianças?

Os médicos irão:

  • Certifica‑se de que a criança está segura e decide se a hospitalização é necessária

  • Trata problemas subjacentes, como depressão ou abuso de drogas, com terapia e, às vezes, medicamentos

  • Encaminha a criança para uma consulta com um psiquiatra ou especialista em saúde mental

  • Ajuda sua família a compreender o risco de tentativas futuras

  • Orienta a você para que tome precauções para manter seu filho seguro – remover ou guardar quaisquer armas de fogo, medicamentos em local trancado (incluindo medicamentos sem prescrição como analgésicos) e objetos pontiagudos em sua casa

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS