honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Fatos rápidos

Uso de medicamentos/drogas durante a gestação

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
Recursos do assunto

Mais de cinquenta por cento das gestantes toma medicamentos, bebe álcool, fuma ou usa entorpecentes em algum momento durante a gestação.

  • Tomar certas drogas e medicamentos durante a gestação pode ser prejudicial para o bebê ou provocar um aborto espontâneo

  • Em geral, a mulher deve evitar tomar medicamentos durante a gestação a menos que seja absolutamente necessário

  • A mulher deve perguntar ao médico quais são os medicamentos, vitaminas e suplementos fitoterápicos necessários e quais ela não deve tomar

  • O consumo de álcool durante a gestação é uma das principais causas de defeitos congênitos

De que maneira os medicamentos/drogas afetam a gravidez?

Muitos medicamentos/drogas que são tomados pelas gestantes atravessam a placenta e chegam até o bebê no útero. A placenta é um órgão dentro do útero que transporta sangue com oxigênio e nutrientes para o bebê. Os medicamentos/drogas podem:

  • Causar um desenvolvimento anômalo dos órgãos do bebê, dando origem a defeitos congênitos ou morte

  • Afetar a placenta de modo a impedir seu funcionamento adequado

  • Provocar o nascimento prematuro do bebê

Como é possível saber se um medicamento é seguro para ser tomado durante a gestação?

Muitos medicamentos e vacinas não são seguros para gestantes. Eles podem causar defeitos congênitos, problemas de desenvolvimento e até mesmo a morte do bebê antes ou depois do nascimento.

Por outro lado, existem alguns medicamentos e vacinas que devem ser tomados durante a gestação. Eles previnem problemas de saúde que podem ser prejudiciais à mulher ou ao bebê. A mulher não deve simplesmente parar de tomar esses medicamentos quando engravida. É possível que a mulher precise tomar medicamentos durante a gestação, se ela tiver uma doença que possa ser prejudicial à mãe ou ao bebê, como:

A mulher deve conversar com o médico sobre os medicamentos e drogas que ela usa:

  • A mulher deve comunicar ao médico que está grávida assim que ficar sabendo

  • A mulher deve perguntar ao médico sobre os riscos e benefícios dos medicamentos que exigem receita médica para ela que possa decidir se deve parar de tomá-los

  • A mulher deve informar ao médico todas as vitaminas, suplementos e medicamentos sem receita que ela toma e perguntar quais são os riscos

  • A mulher deve ser honesta com o médico sobre quais drogas sociais e entorpecentes ela usa

Drogas sociais incluem tabaco, álcool, cafeína e maconha (cujo consumo é permitido por lei em alguns estados dos EUA). Entorpecentes incluem, entre outras, anfetaminas, cocaína e heroína.

Se a mulher estiver tomando um medicamento que pode trazer risco, os médicos costumam substituí-lo por um medicamento mais seguro. No entanto, às vezes vale a pena tomar mesmo um medicamento perigoso para tratar uma doença ainda mais perigosa. Por exemplo, é possível que a mulher precise tomar um medicamento chamado anticoagulante para evitar a ocorrência de coágulos sanguíneos fatais. O médico escolherá o medicamento correto para preservar tanto a saúde da mãe como a do bebê. A mulher deve sempre conversar com o médico antes de parar, iniciar ou trocar qualquer medicamento.

Vacinas

Durante a gestação e nos primeiros meses de vida, o bebê está protegido contra muitos tipos de infecção graças ao sistema imunológico da mãe. Essa proteção é transmitida da mãe ao bebê durante a gestação através da corrente sanguínea. Caso a mulher não tenha recebido todas as vacinas, algumas são seguras durante a gestação. Contudo, algumas vacinas não devem ser administradas e algumas devem ser apenas administradas se a mulher estiver com um risco elevado de desenvolver uma infecção.

Os médicos recomendam duas vacinas que são seguras durante a gestação:

  • Durante a temporada de gripe, todas as mulheres com mais de 12 semanas de gestação devem receber a vacina

  • Mulheres com 27 a 36 semanas de gestação devem receber a vacina Tdap (que protege contra tétano, difteria e coqueluche ou tosse convulsa)

Vacinas que não são seguras durante a gestação incluem:

Quais problemas são causados por drogas sociais durante a gestação?

As drogas sociais que podem causar problemas incluem:

  • Álcool

  • Cafeína

  • Cigarros (tabaco)

  • Maconha (cujo consumo é permitido por lei em alguns estados dos EUA)

Álcool

O álcool é a principal causa de defeitos congênitos. Ele pode causar:

  • Síndrome alcoólica fetal

  • Aborto espontâneo

  • Baixo peso de nascimento

  • Problemas comportamentais durante a infância

A síndrome alcoólica fetal é um conjunto de problemas que inclui o desenvolvimento anômalo da cabeça e da face do bebê, danos cerebrais, baixa inteligência, crescimento prejudicado e outros problemas. Apenas três bebidas alcoólicas por dia podem causar a síndrome alcoólica fetal.

A mulher não deve beber álcool durante a gestação.

Cafeína

Os médicos não sabem ao certo se o consumo de cafeína durante a gestação é prejudicial ao bebê. A cafeína é encontrada no café, alguns tipos de chá, alguns tipos de refrigerante, bebidas energéticas, chocolate e em alguns medicamentos.

Os médicos acreditam que o consumo de cafeína em pequenas quantidades, como uma xícara de café por dia, é seguro.

Contudo, beber mais de sete xícaras de café por dia pode causar:

  • Aborto espontâneo ou natimorto

  • Parto prematuro (quando o bebê nasce com muita antecedência)

  • Baixo peso de nascimento

Os médicos sugerem que a mãe consuma uma quantidade muito pequena de cafeína durante a gestação. Em vez disso, a mulher pode tentar consumir bebidas descafeinadas.

Cigarros

Pode ser prejudicial ao bebê se a mulher fumar ou até mesmo simplesmente respirar fumaça de cigarro enquanto estiver grávida. Fumar pode causar:

  • Baixo peso de nascimento

  • Defeitos congênitos no coração, cérebro e face do bebê

  • Aborto espontâneo

  • Parto prematuro (quando o bebê nasce com muita antecedência)

  • Problemas no desenvolvimento, inteligência e comportamento da criança

A mulher não deve fumar durante a gestação e deve evitar ao máximo ficar perto de fumaça.

Maconha

Os médicos não têm certeza se o consumo de maconha durante a gestação é prejudicial ao bebê, mas eles sugerem que a mãe evite consumi-la. A maconha pode causar problemas de comportamento no bebê, se a mãe consumir grandes quantidades dessa droga durante a gestação.

Aspartame

O aspartame é um adoçante artificial utilizado em alguns alimentos e bebidas e o consumo de pequenas quantidades durante a gestação possivelmente é seguro. Por exemplo, as gestantes devem beber menos de um litro de (aproximadamente três latas) de refrigerante dietético por dia.

Contudo, as gestantes com uma doença chamada fenilcetonúria não devem comer nem beber nada com aspartame.

Quais problemas são causados por entorpecentes durante a gestação?

O uso de entorpecentes durante a gestação pode causar problemas graves tanto para a mãe como para o bebê. Quando usadas em excesso, todos os entorpecentes e mesmo alguns medicamentos (sobretudo opioides, como oxicodona), aumentam as chances de o bebê ser muito pequeno ou nascer de maneira prematura.

As drogas injetáveis também aumentam as chances de a mãe transmitir infecções ao bebê, como hepatite ou HIV.

Entorpecentes que podem causar problemas incluem:

  • Anfetaminas

  • Sais de banho

  • Cocaína

  • Alucinógenos

  • Opioides

Anfetaminas

O uso de anfetaminas durante a gestação pode causar:

  • Defeitos congênitos, especialmente no coração

  • Problemas no desenvolvimento do bebê antes do nascimento

Sais de banho

O nome “sais de banho” é usado para designar um grupo de drogas feitas a partir de várias substâncias químicas que dão a mesma sensação de “barato” proporcionada pelas anfetaminas. O uso de “sais de banho” durante a gestação pode causar:

  • Uma insuficiência no suprimento de oxigênio ao bebê

  • Natimorto (quando o bebê morre antes ou durante o parto)

  • Problemas na placenta

  • Defeitos congênitos

Cocaína

O uso de cocaína durante a gestação pode provocar a constrição dos vasos sanguíneos na placenta, o que pode causar:

  • Aborto espontâneo

  • Parto prematuro (quando o bebê nasce com muita antecedência)

  • Baixo peso de nascimento

As mulheres que usam cocaína durante a gestação frequentemente fazem outras coisas que podem ser prejudiciais ao bebê, como fumar, usar outras drogas ou receber atendimento médico inadequado. É por esse motivo que os médicos não têm certeza quais são os problemas que são causados apenas pela cocaína. Mesmo assim, a mulher não deve usar cocaína durante a gestação.

Alucinógenos

Os alucinógenos incluem Ecstasy (MDMA), metanfetaminas e LSD. O uso de alucinógenos durante a gestação pode causar:

  • Aborto espontâneo

  • Parto prematuro (quando o bebê nasce com muita antecedência)

  • Sintomas de abstinência no bebê

Opioides

Os opioides incluem medicamentos (por exemplo, oxicodona, metadona e morfina) que os médicos receitam para aliviar a dor. A heroína é um opioide ilícito que causa vício e que não é receitado pelos médicos. O uso prolongado de qualquer tipo de opioide durante a gestação pode causar:

  • Sintomas de abstinência no bebê

  • Aborto espontâneo

  • Parto prematuro (quando o bebê nasce com muita antecedência)

  • Baixo peso de nascimento

Se a mulher sofrer alguma lesão grave e dolorosa (por exemplo, uma fratura ou uma queimadura grave), provavelmente é seguro tomar um opioide receitado pelo médico por alguns dias. Caso contrário, a mãe deve evitar o uso de opioides.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS