Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

Câncer do colo do útero

Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
Recursos do assunto

O que é câncer do colo do útero?

O câncer do colo do útero é também chamado de câncer cervical. O colo do útero é a parte inferior (a abertura) do útero. Ele conecta o útero à vagina.

Órgãos genitais femininos internos

Localização dos órgãos reprodutores femininos

O que causa o câncer do colo do útero?

O câncer do colo do útero costuma ser causado pelo HPV (papilomavírus humano). O HPV pode ser transmitido à mulher caso ela pratique relações sexuais sem proteção. O HPV também causa verrugas genitais Verrugas genitais O HPV é um vírus que causa verrugas. Há muitos tipos de HPV. Alguns tipos de HPV causam verrugas na pele Outros tipos de HPV causam verrugas nos genitais (verrugas genitais) Alguns tipos de... leia mais .

Quais são os sintomas do câncer do colo do útero?

Com frequência, não há sintomas nos estágios iniciais do câncer do colo do útero.

O primeiro sintoma é geralmente:

  • Sangramento vaginal anormal, frequentemente após a relação sexual

Os sintomas do câncer do colo do útero nos estágios avançados incluem:

  • Aumento do sangramento durante as menstruações ou sangrar entre as menstruações

  • Secreção (líquido) vaginal com odor fétido

  • Dor na área pélvica (a área que fica sob o umbigo e entre os quadris)

  • Dor na região lombar

Sem tratamento, o câncer do colo do útero pode ser fatal.

De que maneira o médico sabe que a pessoa tem câncer do colo do útero?

O médico consegue detectar câncer do colo do útero e displasia cervical (nódulos pré-cancerosos) através de um exame de Papanicolau. O exame de Papanicolau é realizado durante um exame pélvico.

  • Durante o exame pélvico, o médico olha dentro da vagina e utiliza um pequeno instrumento chamado espéculo para mantê-la aberta

  • Para fazer o exame de Papanicolau, o médico coleta algumas células do colo do útero com um cotonete

  • As células são examinadas sob o microscópio

Se houver alteração na aparência das células, o médico remove um pequeno fragmento do colo do útero para examiná-lo sob o microscópio (biópsia).

Se a mulher tiver câncer do colo do útero, o médico então determina suas dimensões e o quanto ele se disseminou através de exames como:

  • Tomografia computadorizada (TC): um exame de imagem que tira radiografias de muitos ângulos para criar uma imagem detalhada do interior do corpo

  • Ressonância magnética (RM), um exame por imagens que utiliza um forte campo magnético para criar uma imagem detalhada do interior do corpo

De que maneira o médico trata o câncer do colo do útero?

O tratamento pode incluir:

O câncer que se encontra nos estágios iniciais e que não se disseminou além da superfície do colo do útero pode ser removido com cirurgia. Uma vez que o médico precisa apenas remover uma parte do colo do útero, a cirurgia é feita através da vagina. Os procedimentos incluem:

O câncer nos estágios mais avançados que ainda não tenha se disseminado muito pode ser tratado com uma histerectomia. Durante uma histerectomia, o médico remove o útero e, às vezes, um pouco dos tecidos adjacentes. Às vezes, os médicos indicam radioterapia após uma histerectomia. Caso o câncer tenha se disseminado, é possível que o médico indique radioterapia juntamente com quimioterapia. Após a radioterapia e a quimioterapia, às vezes o médico faz uma cirurgia para remover câncer que tenha permanecido.

De que maneira é possível prevenir o câncer do colo do útero?

A mulher consegue descobrir a presença de câncer do colo do útero antes de ele ter a chance de se desenvolver ou se disseminar ao fazer exames de Papanicolau em intervalos regulares. Os médicos recomendam:

  • Entre 21 e 30 anos de idade, fazer o exame de Papanicolau a cada dois anos

  • Aos 30 anos de idade, fazer tanto o exame de Papanicolau como a pesquisa de HPV

  • Até a mulher completar 65 anos de idade, fazer o exame de Papanicolau a cada três a cinco anos se os resultados dos exames feitos com 30 anos de idade estavam normais

  • Se uma mulher já teve câncer do colo do útero ou um exame de Papanicolau com resultado alterado, ela deve fazer o exame de Papanicolau no mínimo uma vez por ano

  • A vacina é administrada em três doses

  • Os médicos recomendam que tanto meninas como meninos tomem a vacina com 11 ou 12 anos de idade

Caso a pessoa não tenha conseguido tomar a vacina com 11 ou 12 anos de idade, o médico pode administrá-la até os 27 anos de idade.

Adultos entre 27 e 45 anos de idade, que não foram vacinados, devem conversar com seu médico e perguntar se devem ser vacinados.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

OUTROS TÓPICOS NESTE CAPÍTULO

Cânceres do sistema reprodutor feminino
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Teste os seus conhecimentos

Transtorno obsessivo-compulsivo
O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é caracterizado por obsessões ou compulsões. As obsessões são pensamentos, impulsos ou imagens problemáticos que ocupam a mente excessivamente. As compulsões (rituais) são atos reais ou mentais que as pessoas se sentem compelidas a realizar repetidamente para diminuir a sua ansiedade. Qual das opções seguintes é a faixa etária durante a qual o TOC normalmente aparece pela primeira vez?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS