honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Fatos rápidos

Colite induzida por Clostridioides (anteriormente Clostridium) difficile (C. diff)

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa fev 2020| Última modificação do conteúdo fev 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos

O que é colite induzida por Clostridioides difficile (C. diff)?

O cólon é o intestino grosso. Colite significa inflamação do cólon. Clostridioides difficile é a bactéria que causa colite. No caso da colite, a pessoa tem diarreia e outros sintomas. A bactéria Clostridioides difficile e a doença por ela causada costumam ser chamadas de C. difficile ou C. diff.

  • Os sintomas variam desde diarreia leve até diarreia sanguinolenta frequente acompanhada de dor abdominal e febre

  • Para saber se uma pessoa está com C. difficile, o médico faz um exame de fezes e, às vezes, utiliza um tubo de visualização para examinar o intestino grosso

  • A pessoa fica mais propensa a ter C. difficile depois de ter tomado antibióticos para outra doença

  • Às vezes, a pessoa com um caso leve de C. difficile melhora quando para de tomar o antibiótico que causou o problema

  • Se a diarreia não desaparecer ou for mais grave, a pessoa precisa tomar outro antibiótico para matar as bactérias C. difficile

O que causa a C. difficile?

Muitos tipos de germes (microrganismos) normalmente vivem no intestino grosso. A C. difficile é um deles. Normalmente, esses germes são inofensivos. Contudo, às vezes, um desses germes se multiplica descontroladamente e faz com que a pessoa fique doente. Quando a C. difficile se multiplica descontroladamente, ela produz uma substância (toxina) que lesiona o revestimento do intestino e causa diarreia.

Tomar antibióticos para outra infecção é a causa mais frequente de multiplicação e eventual infecção por C. difficile. Os antibióticos prejudicam o equilíbrio entre as diversas bactérias no intestino, permitindo que o C. difficile se sobreponha.

O risco de ter C. difficile aumenta conforme a pessoa envelhece. O risco também é alto entre bebês e crianças pequenas. Outros fatores de risco incluem:

  • Apresentar uma doença de base grave

  • Internação hospitalar prolongada

  • Viver em uma casa de repouso

  • Passar por cirurgia no estômago ou intestino

Às vezes, o médico não sabe por que a pessoa fica com C. difficile.

Quais são os sintomas da C. difficile?

Os sintomas costumam ter início entre cinco a dez dias depois que a pessoa começou a tomar antibióticos para outra infecção. Porém, é possível que demore até dois meses depois de a pessoa ter parado de tomar os antibióticos para os sintomas aparecerem.

Os sintomas variam de diarreia leve a:

  • Diarreia sanguinolenta

  • Dor na barriga

  • Febre

  • Em casos raros, enjoo e vômitos

Os casos mais graves podem causar complicações sérias como, por exemplo:

  • Desidratação (quando não há água suficiente no corpo)

  • Pressão arterial baixa

  • Inchaço perigoso no intestino grosso

  • Um orifício no intestino grosso

Como o médico sabe que a pessoa tem C. difficile?

O médico suspeita que a pessoa está com C. difficile se ela tiver diarreia no prazo de:

  • Dois meses após ter tomado um antibiótico

  • 72 horas depois de ter sido internada no hospital

Nesse caso, o médico procura por:

  • C. difficile e sua toxina em uma amostra de fezes

  • Inflamação (colite) e outras alterações no intestino grosso ao examiná-lo por dentro com um tubo de visualização

De que maneira o médico trata a C. difficile?

O médico trata a C. difficile ao:

  • Interromper o antibiótico que causou o problema

  • Administrar um antibiótico por via oral que elimina a C. difficile

A pessoa não deve tomar remédios que fazem a diarreia diminuir ou parar. Isso faz com que as toxinas da C. difficile permaneçam no intestino, o que pode fazer com que a pessoa fique ainda mais doente.

Uma em cada cinco pessoas apresenta sintomas que ficam sempre voltando. Para ajudar a prevenir o retorno dos sintomas, é possível que a pessoa receba:

  • Antibióticos de uso prolongado

  • Probióticos (comprimidos que podem ajudar a restaurar o equilíbrio da flora intestinal)

  • Um transplante fecal (as fezes de uma pessoa saudável são colocadas no intestino da pessoa para restaurar o equilíbrio da flora bacteriana)

Caso os sintomas sejam muito graves, é possível que a pessoa precise ficar no hospital, onde o médico lhe administra:

  • Antibióticos

  • Hidratação pela veia

  • Transfusões de sangue

Raramente, é feita uma cirurgia para remover um intestino com infecção muito grave.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS