Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa jun 2020| Última modificação do conteúdo jun 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
Recursos do assunto

O que é o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)?

Obsessões são coisas sobre as quais a pessoa simplesmente não consegue parar de pensar, mesmo que queira. Podem ser preocupações, ideias, imagens ou impulsos para fazer algo. Ter uma obsessão geralmente faz com que a pessoa se sinta ansiosa e desconfortável.

Uma compulsão é uma forte necessidade de fazer algo repetidamente, mesmo que a pessoa não queira ou acredite que não deve fazê-lo. A compulsão com frequência consiste em fazer algo para aliviar a ansiedade causada por uma obsessão. Por exemplo, se pessoa for obcecada por germes, ela pode se sentir compelida a lavar as mãos várias vezes por dia, mesmo que elas não estejam sujas.

O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é um transtorno mental que inclui tanto obsessões como compulsões ou ambas.

  • A maioria das obsessões e compulsões diz respeito a preocupações relacionadas a perigos ou riscos, como sujeira, bagunça, incêndio ou furto

  • Uma pessoa com TOC pode passar horas durante o dia pensando sobre suas obsessões e pondo em prática suas compulsões, o que causa problemas na vida diária

  • Algumas pessoas com TOC sabem que suas preocupações não têm fundamento, mas outras acreditam que elas são plausíveis

  • Com frequência, a pessoa também apresenta outros transtornos mentais, como transtorno de ansiedade, depressão grave ou transtorno bipolar

  • O tratamento pode incluir um tipo especial de terapia e medicação

Quais são os sintomas do TOC?

Tipos comuns de obsessão incluem:

  • Preocupação com pegar germes, por exemplo, ao tocar em maçanetas

  • Preocupação com alguma atividade de segurança importante, por exemplo, trancar a porta da casa ou desligar o fogão

  • Preocupação com o fato de que os seus bens não estão em ordem, por exemplo, os objetos não estão uniformemente alinhados na mesa ou no armário

É possível que a pessoa tente ignorar ou controlar suas obsessões. Porém, se não conseguir, ela pode ficar ainda mais ansiosa.

Tipos comuns de compulsão incluem:

  • Lavar ou limpar

  • Ficar verificando as coisas repetidamente, como, por exemplo, ficar verificando se uma porta está trancada

  • Contar

  • Colocar coisas em uma determinada ordem ou padrão

Geralmente, a compulsão precisa ser praticada exatamente da mesma maneira toda vez e, ocasionalmente, repetida um número específico de vezes.

Alguns tipos de compulsão podem ser notados pelas outras pessoas (por exemplo, travar e destravar repetidamente uma porta). Outros tipos de compulsão são mais íntimos (por exemplo, ficar contando silenciosamente).

Como o médico sabe que a pessoa tem TOC?

A maioria das pessoas se preocupa sobre coisas. Além disso, muitas pessoas são muito limpas e ordenadas e têm uma maneira muito específica de fazer as coisas. Os médicos acreditam que ter obsessões ou compulsões representa um transtorno apenas se elas:

  • Fizerem com que a pessoa fique muito incomodada

  • Tomarem muito tempo (pelo menos uma hora por dia)

  • Causarem problemas na vida diária

Por exemplo, muitas pessoas de vez em quando saem de casa e, em seguida, voltam para verificar se o fogão está desligado. Porém, a pessoa terá TOC se ficar voltando repetidamente para casa para verificar se o fogão está desligado. Ter TOC pode causar à pessoa problemas, por exemplo, estar sempre atrasado para o trabalho devido a essa necessidade de verificação constante.

De que maneira o médico trata o TOC?

Os médicos tratam o TOC com um ou ambos os seguintes tratamentos:

  • O trabalho com um terapeuta para expor a pessoa lentamente às coisas que causam suas obsessões, mas não permitir que ela pratique as compulsões

  • Medicamentos antidepressivos

Por exemplo, se a pessoa for obcecada por germes e se sentir compelida a lavar as mãos, é possível que o terapeuta peça a ela para tocar em um vaso sanitário limpo e não lavar as mãos depois. 

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS