Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Meningite bacteriana

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa jan 2020| Última modificação do conteúdo jan 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O que é meningite bacteriana?

Meningite é uma infecção das camadas finas de tecido que cobrem o cérebro e a medula espinhal. Essas camadas de tecido são chamadas meninges. Na meningite bacteriana, a infecção das meninges é causada por bactérias. Sem tratamento, a meningite pode danificar o cérebro e causar a morte. Por isso, uma meningite bacteriana se constitui em emergência. A meningite causada por vírus (meningite viral) não costuma ser tão perigosa.

  • Crianças maiores e adultos com meningite geralmente apresentam febre, cefaleia e rigidez da nuca.

  • Os bebês e as crianças com menos de 2 anos de idade geralmente têm febre e parecem irritáveis, mas não apresentam, necessariamente, rigidez da nuca

  • À medida que a meningite se agrava, as pessoas ficam sonolentas e confusas e, por fim, entram em coma

  • Para diagnosticar meningite, os médicos realizam uma punção lombar

  • Os médicos tratam a meningite bacteriana com antibióticos o mais rapidamente possível

  • As vacinas podem prevenir alguns tipos de meningite.

A meningite bacteriana é perigosa e pode causar graves complicações se não for tratada. Se achar que você ou alguma outra pessoa pode estar com meningite, dirija-se imediatamente ao hospital.

Tecidos que revestem o cérebro

Tecidos que revestem o cérebro

O que causa meningite bacteriana?

A meningite bacteriana ocorre quando bactérias penetram no líquido localizado entre o cérebro e a camada fina de tecido que cobre o cérebro. As bactérias podem originar-se de:

A meningite pode ser causada por diversos tipos de bactérias. As bactérias presentes dependem da idade, do estado do sistema imunológico e da forma como se adquiriu a infecção.

O que aumenta o risco de se ter meningite bacteriana?

A meningite bacteriana não é comum, mas há maior probabilidade de uma pessoa contraí-la se:

  • Tiver tido contato com alguma pessoa com meningite

  • Não tiver tomado todas as doses das vacinas

O risco também é maior se a pessoa:

  • Estiver com o sistema imunológico debilitado

  • Tiver passado por uma cirurgia recente do cérebro ou da medula espinhal

  • Tiver um defeito congênito do crânio ou da espinha

Quais são os sintomas de meningite bacteriana?

Os sintomas variam, dependendo da idade da pessoa. Em qualquer idade, os sintomas podem piorar rapidamente. Por isso, se você achar que uma pessoa possa estar com sintomas de meningite, leve-a ao médico imediatamente.

Sintomas de meningite em recém-nascidos e bebês

Inicialmente, os bebês podem apresentar apenas febre e não parecer muito doentes. No entanto, eles podem desenvolver outros sinais rapidamente, tais como:

  • Erupção cutânea

  • Recusa em alimentar-se

  • Ficar estranhamente irritadiços ou sonolentos

Ao contrário de crianças mais velhas, os bebês com menos de 2 anos geralmente não apresentam rigidez da nuca.

Sintomas de meningite em crianças mais velhas e adultos

Crianças mais velhas e adultos geralmente começam a ter sintomas leves parecidos a um resfriado ou outra infecção viral. Logo depois passam a manifestar:

  • Febre

  • Cefaleia constante

  • Rigidez da nuca

  • Às vezes, uma erupção cutânea com placas ou manchas roxas diminutas.

À medida que a meningite se agrava, as crianças mais velhas e adultos podem:

  • Ficar confusos ou menos atentos

  • Tiverem convulsões

  • Entrar em coma

Quais são as complicações da meningite bacteriana?

Crianças que sobrevivem à meningite bacteriana às vezes sofrem complicações permanentes no cérebro e nos nervos, tais como:

  • Surdez

  • Convulsões

  • Distúrbios de aprendizagem

  • Aumento do volume de líquido no cérebro (hidrocefalia)

Como os médicos sabem se a pessoa tem meningite bacteriana?

Os médicos fazem exames para detectar bactérias no líquido que circunda o cérebro e a medula espinhal (líquido cefalorraquidiano). Para obter o líquido cefalorraquidiano, os médicos realizam uma:

Na punção lombar, os médicos inserem uma agulha fina e comprida na região lombar. Eles retiram um pouco do líquido cefalorraquidiano para exames. Antes da punção lombar, os médicos às vezes realizam uma imagem por ressonância magnética (RM) ou uma tomografia computadorizada (TC).

Como a punção lombar é feita

O líquido cefalorraquidiano flui por um canal entre as camadas médias e internas de tecidos (meninges) que revestem o cérebro e a medula espinhal. Para coletar uma amostra desse líquido, o médico insere uma agulha pequena e oca entre dois ossos (vértebras) na parte inferior da coluna vertebral, abaixo do ponto em que a medula espinhal termina. Em geral, o indivíduo deita-se de lado, com os joelhos dobrados tocando o peito. Essa posição amplia o espaço entre as vértebras, e com isso o médico consegue evitar tocar nos ossos ao inserir a agulha.

Os médicos coletam o líquido cefalorraquidiano em tubos de teste e o enviam a um laboratório para testes.

Como a punção lombar é feita

Como os médicos tratam a meningite bacteriana?

Mesmo se houver apenas uma suspeita de meningite bacteriana, os médicos administrarão:

  • Um ou mais antibióticos pela veia (IV)

Como a meningite bacteriana pode piorar rapidamente, eles administrarão os antibióticos o quanto antes, às vezes até mesmo antes de terminarem de realizar os exames. Como a meningite pode causar muitos problemas graves, é necessário que o paciente permaneça no hospital, às vezes na unidade de terapia intensiva (UTI).

Além de antibióticos, os médicos poderão prescrever corticosteroides. Os corticosteroides podem ajudar a prevenir complicações diminuindo a inflamação e o inchaço no cérebro e nos nervos.

As pessoas, em sua maioria, se recuperam completamente de uma meningite bacteriana se forem tratadas imediatamente. Aguardar muito tempo pelo tratamento pode ser perigoso e até mesmo fatal.

Como se pode prevenir a meningite bacteriana aguda?

Duas medidas importantes são:

  • Vacinas

  • Antibióticos

vacinas disponíveis para a prevenção de alguns tipos de meningite bacteriana. Algumas das vacinas são recomendadas para todas as pessoas e estão incluídas no esquema de vacinação infantil de rotina. Outras vacinas são apenas para pessoas em alto risco:

  • Crianças com 2 a 10 anos de idade com o sistema imunológico debilitado

  • Estudantes que residem em dormitórios

  • Recrutas militares

  • Pessoas que estão viajando para áreas onde a meningite é comum

  • Pessoas cujos empregos as coloquem em risco, como funcionários de um laboratório clínico

Pergunte ao médico sobre as vacinas que você e seus filhos devem tomar.

Caso tenha tido contato próximo com uma pessoa que esteja com meningite, os médicos lhe prescreverão antibióticos para reduzir sua chance de contraí-la.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Punção lombar
Vídeo
Punção lombar
A medula espinhal é um feixe de nervos que percorre desde a base do cérebro por todas as costas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Coluna vertebral e medula espinhal
Modelo 3D
Coluna vertebral e medula espinhal

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS