Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Considerações gerais sobre a dor

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa set 2019| Última modificação do conteúdo set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Dor é uma sensação desagradável que informa ao corpo que podemos estar machucados.

O que causa a dor?

Lesões, como cortes, queimaduras, fraturas, entorses e hematomas, ativam os receptores de dor ao redor da lesão. Os receptores de dor localizam-se nas extremi­dades de fibras nervosas longas. Essas fibras transportam sinais de dor para a medula espinhal. Na sequência, outros nervos na medula espinhal transportam os sinais de dor para o cérebro. Somente quando o cérebro processa os sinais de dor é que efetivamente sentimos dor.

Às vezes, os nervos enviam sinais de dor, mesmo quando não fomos machucados ou lesionados. Isso pode acontecer quando os nervos tiverem sido danificados por uma doença como diabetes (chamado neuropatia diabética) ou quando os nervos foram esmagados ou rompidos por uma lesão. A dor causada por lesão nervosa é chamada de dor neuropática.

Dor referida é a dor originária de uma parte do corpo que é sentida em outra parte. Por exemplo, a dor de um ataque cardíaco é geralmente sentida no peito, porque é onde se localiza o coração. Mas, às vezes, um ataque cardíaco causa dor no pescoço ou na mandíbula, porque os sinais de dor dessas áreas se deslocam ao longo dos nervos que estão próximos aos nervos do coração.

Ansiedade, depressão ou problemas de sono podem tornar a dor mais incômoda do que seria normalmente.

Como os médicos tratam a dor?

Primeiramente, os médicos tratam os problemas que estão causando a dor. Por exemplo, se um osso for fraturado, eles irão recolocá-lo no lugar e imobilizá-lo com gesso.

Eles também podem administrar medicamentos para cessar a dor. Os diferentes tipos de medicamentos atuam em partes diferentes da via de dor:

  • Anestésicos em cremes e géis são aplicados na pele para bloquear os receptores de dor

  • Injeções de anestésicos na pele ou ao longo dos nervos principais bloqueiam os sinais de dor nesses nervos

  • Injeções de anestésicos ao redor da medula espinhal (como uma epidural durante o trabalho de parto) bloqueiam os sinais de dor na medula espinhal

  • Comprimidos e injeções para dor (analgésicos), como opioides e AINEs e outros medicamentos não opiáceos, afetam os sinais de dor em todo o corpo

Para dor neuropática, os médicos às vezes prescrevem um medicamento antidepressivo ou anticonvulsivante. Esses medicamentos afetam os sinais nervosos de forma a aliviar a dor, mesmo que não se tenha depressão ou convulsões.

Que tratamentos para dor não envolvem medicamentos?

Alguns tratamentos para dor não envolvem medicamentos.

A estimulação elétrica transcutânea (TENS) aplica uma corrente elétrica suave na pele através de uma pequena almofada adesiva. A corrente causa formigamento, mas não parece um choque. Ela não elimina a dor, mas pode ajudar algumas pessoas.

Os médicos também podem aplicar estimulação elétrica na medula espinhal. Eles implantam um pequeno fio eletrodo ao redor da medula espinhal e enviam sinais que interferem nos sinais de dor.

Na acupuntura, os profissionais colocam pequenas agulhas em certas partes do corpo e as retiram depois de alguns minutos. Eles podem aplicar uma pequena corrente elétrica na agulha. Essas agulhas parecem ajudar a aliviar a dor, embora os médicos não estejam certos do porquê.

Técnicas mentais especiais, como biofeedback, treino de relaxamento, técnicas de respiração e hipnose podem ajudar a lidar com dor.

O que são opioides?

Opioides são os medicamentos mais fortes que existem para dor. Eles são chamados de opioides porque inicialmente se originaram da papoula opiácea. Alguns opioides ainda se originam de plantas, mas muitos são produzidos em laboratório. Existem muitos opioides diferentes, incluindo morfina, oxicodona, fentanila e codeína.

Os opioides são bons para o alívio de dores realmente fortes, como as provocadas por queimadura, fratura óssea ou câncer. Mas os opioides podem ter efeitos colaterais graves; portanto, os médicos procuram não usá-los para problemas menos graves.

Quais são os efeitos colaterais de opioides?

Os opioides fazem a pessoa ficar sonolenta e relaxada. Se a pessoa tomar demais pode:

  • Ficar muito confusa

  • Desmaiar

  • Parar de respirar e morrer

Muitas pessoas morrem todos os anos por superdosagem acidental de opioides.

Outros efeitos colaterais comuns de opioides incluem:

  • Náusea (querer vomitar)

  • Constipação (não conseguir evacuar)

  • Prurido

As pessoas se tornam dependentes de opioides?

Os opioides fazem com que a pessoa se sinta bem. Depois que se começa a tomar um opioide, pode ser muito difícil parar. Isso pode levar a um transtorno devido ao uso de substâncias. Uma das razões pelas quais é difícil parar é que se passa a ter sintomas de abstinência do medicamento.

A abstinência de opioides pode desenvolver-se mesmo quando se toma opioides por menos de uma semana. Quanto mais tempo se toma os medicamentos, pior será abstinência. Os sintomas de abstinência de opioides incluem:

  • Sensação de ansiedade e tremores

  • Coriza e lacrimejamento

  • Bocejos e sudorese

  • Cólicas estomacais, náuseas e vômitos

Felizmente, abstinência de opioides não mata.

Para minimizar a chance de se desenvolver dependência, os médicos:

  • Recorrem a opioides apenas para dor que não pode ser controlada com outros tratamentos

  • Prescrevem opioides pelo menor tempo possível

O que são AINEs?

AINE são medicamentos para dor não opiáceos, relacionados com a aspirina e o ibuprofeno. Eles também bloqueiam a inflamação, por exemplo, quando uma articulação fica inflamada por causa da artrite. Eles não são tão fortes como os opioides, mas são muito eficazes.

Quais são os efeitos colaterais dos AINEs?

Ao contrário dos opioides, AINEs não fazem com que a pessoa se sinta sonolenta ou pare de respirar. No entanto, os AINEs podem:

  • Irritar o estômago e causar dor

  • Aumentar o risco de sangramento, por exemplo, a partir do estômago ou no cérebro

  • Causar retenção de líquidos e problemas renais

  • Alguns AINEs podem aumentar o risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral

Quais são os outros medicamentos não opioides para dor?

Paracetamol (Tylenol®) é um analgésico não opioide muito comum. Ele é quase tão eficaz como os AINEs, mas não irrita o estômago nem aumenta o risco de sangramento. No entanto, paracetamol em excesso pode danificar o fígado.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Punção lombar
Vídeo
Punção lombar
A medula espinhal é um feixe de nervos que percorre desde a base do cérebro por todas as costas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Coluna vertebral e medula espinhal
Modelo 3D
Coluna vertebral e medula espinhal

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS