Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Hepatite C, aguda

Por

Sonal Kumar

, MD, MPH, Weill Cornell Medical College

Última revisão/alteração completa jan 2021| Última modificação do conteúdo jan 2021
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Hepatite C aguda é uma inflamação do fígado causada pelo vírus da hepatite C com duração de algumas semanas até seis meses.

  • A hepatite C se espalha pelo contato com o sangue ou outros líquidos corporais de pessoas infectadas, como quando as pessoas compartilham agulhas não esterilizadas para injetar drogas ilícitas.

  • A hepatite C aguda não costuma causar sintomas

  • Os médicos diagnosticam a hepatite C aguda com base nos exames de sangue.

  • Não existe vacina disponível.

  • Frequentemente, nenhum tratamento específico é recomendado para a hepatite C aguda.

Nos Estados Unidos, mais de 3.600 casos de hepatite C aguda foram relatados em 2018. Contudo, como muitos casos não são reconhecidos ou não são relatados, o número real de novas infecções foi estimado em mais de 50.000 em 2018.

Transmissão da hepatite C

Em geral, a hepatite C é transmitida pelo contato com o sangue de uma pessoa infectada. A hepatite C é mais comumente transmitida entre pessoas que compartilham agulhas não esterilizadas para injetar drogas ilícitas. A infecção também pode ser transmitida por agulhas não esterilizadas usadas para tatuagens e piercings corporais.

A transmissão por transfusões de sangue ou transplante de órgãos é possível, mas atualmente é rara. Essa transmissão foi comum nos Estados Unidos até 1992, quando uma triagem abrangente do suprimento de sangue para hepatite C começou.

A transmissão por contato sexual é incomum, assim como a transmissão da mãe para o bebê.

Às vezes não é possível determinar como a pessoa contraiu hepatite C.

Sintomas de hepatite C aguda

Inicialmente, a hepatite C aguda é geralmente leve e, frequentemente, não causa sintomas. A maioria das pessoas com hepatite C aguda não sabe que está infectada.

Algumas pessoas com hepatite C aguda têm sintomas típicos de hepatite viral. Estes sintomas incluem

Diagnóstico de hepatite C aguda

  • Exames de sangue

Os médicos suspeitam de hepatite C aguda quando

  • As pessoas têm sintomas de hepatite aguda.

  • Exames de sangue (testes de função hepática) detectam inflamação do fígado (hepatite).

  • As pessoas têm fatores de risco para contrair hepatite C.

Os testes geralmente começam com exames de sangue para determinar o funcionamento do fígado e se existe lesão hepática (testes de função hepática Exames de sangue do fígado Os testes de função hepática são exames de sangue que representam uma maneira não invasiva de detectar a presença de doença hepática (por exemplo, hepatite em sangue doado) e medir a gravidade... leia mais ). Os testes de função hepática medem os níveis de enzimas hepáticas e de outras substâncias produzidas pelo fígado.

Se os testes detectarem anormalidades hepáticas, outros exames de sangue são feitos para verificar a presença de infecção pelo vírus da hepatite. Esses exames de sangue podem identificar partes dos vírus específicos (antígenos), anticorpos Anticorpos Uma das linhas de defesa do corpo (sistema imunológico) envolve glóbulos brancos (leucócitos) que se deslocam através da corrente sanguínea e penetram nos tecidos para detectar e atacar micro-organismos... leia mais Anticorpos específicos produzidos pelo organismo para lutar contra o vírus e, às vezes, material genético (RNA ou DNA) do vírus.

Exames de sangue são realizados para procurar por outras causas de hepatite.

A presença de anticorpos contra a hepatite C sugere que as pessoas foram infectadas em algum momento da vida, mas não estão necessariamente ainda infectadas. Se forem encontrados anticorpos contra a hepatite C, o teste para RNA do vírus da hepatite C é feito para determinar se a infecção é atual ou se ocorreu no passado. Ter anticorpos para a hepatite C não protege as pessoas de contrair hepatite C. (Em contraste, ter anticorpos contra hepatite A e hepatite B protege contra infecções futuras com esses vírus.)

Prevenção de hepatite C aguda

Comportamentos de alto risco, como o compartilhamento de agulhas para injetar drogas, devem ser evitados.

Nos Estados Unidos, todos os doadores de sangue são testados para hepatite C para prevenir a disseminação do vírus da hepatite C por transfusões. Além disso, embora o risco de contrair hepatite a partir de transfusões seja remoto, os médicos só usam transfusões quando não há alternativa. Essas medidas diminuíram dramaticamente o risco de contrair hepatite a partir de uma transfusão de sangue.

Não existe vacina contra hepatite C atualmente disponível.

Tratamento da hepatite C aguda

  • Medicamentos antivirais

As pessoas com hepatite C aguda são tratadas com os mesmos medicamentos usados para tratar a hepatite C crônica Hepatite C crônica é uma inflamação do fígado causada pelo vírus da hepatite C e que durou por mais de seis meses. A hepatite C frequentemente só causa sintomas depois que o fígado foi gravemente... leia mais assim que a hepatite C aguda é diagnosticada. Esses medicamentos podem diminuir o risco da hepatite C aguda se tornar crônica.

Pessoas com hepatite C não devem consumir bebidas alcoólicas, pois isso poderia danificar o fígado ainda mais. Não existe a necessidade de evitar certos alimentos ou de limitar a atividade. As pessoas não devem tomar medicamentos que podem danificar o fígado, como o paracetamol.

A maioria das pessoas pode voltar tranquilamente ao trabalho depois que a icterícia se resolver.

Mais informações sobre hepatite C aguda

  • Centros de Controle e Prevenção de Doenças: Hepatite C: Esse site fornece links com informações gerais sobre hepatite C (incluindo definições e estatísticas) e informações sobre transmissão, sintomas, testes, tratamento, hepatite C e trabalho, bem como links com informações para profissionais de saúde. Acessado no dia 17/12/2020.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Colangite esclerosante primária
A colangite esclerosante primária é uma inflamação com cicatrização progressiva e estreitamento dos dutos biliares dentro e fora do fígado. Pessoas com qual dos seguintes problemas gastrointestinais são propensas a desenvolver esse quadro clínico?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS