Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Considerações gerais sobre distúrbios de filtração dos rins

Por

Navin Jaipaul

, MD, MHS, Loma Linda University School of Medicine

Última revisão/alteração completa mar 2019| Última modificação do conteúdo mar 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Cada rim contém cerca de um milhão de unidades de filtração (glomérulos). Os glomérulos são feitos de muitos aglomerados microscópicos de vasos sanguíneos minúsculos (capilares) com pequenos poros. Esses vasos sanguíneos fazem o líquido vazar da corrente sanguínea para o sistema de túbulos em miniatura. Os túbulos secretam e reabsorvem as substâncias químicas e outras substâncias do líquido para fazer com que se transformem em urina. A urina, então, é drenada dos túbulos para tubos cada vez maiores até deixar o rim. Normalmente, este sistema de filtragem permite que o líquido e pequenas moléculas (mas quase nenhuma proteína ou glóbulos sanguíneos - Síndrome de proteinúria e hematúria assintomática) vazem entrando nos túbulos. As doenças que afetam os rins podem ser divididas em três categorias com base na forma como elas afetam diferentes partes dos rins:

  • A glomerulonefrite (ou síndrome nefrítica) é a inflamação dos glomérulos, que faz com que os glóbulos sanguíneos e proteínas escapem dos capilares glomerulares e sigam para a urina e, algumas vezes, ela é hereditária (sendo então chamada nefrite hereditária).

  • A síndrome nefrótica quando a lesão nos capilares dos glomérulos faz com que a proteína vaze para a urina.

  • A nefrite túbulo-intersticial é uma inflamação dos túbulos e/ou tecidos que circundam os túbulos (interstício).

Alguns distúrbios possuem características da glomerulonefrite e da síndrome nefrótica.

Outro distúrbio, chamado nefropatia de refluxo devido ao refluxo da urina da bexiga para os rins, aumenta o risco de infecção do trato urinário e também causa inflamação e fibrose renal.

Visualização do trato urinário

Visualização do trato urinário

Glomerulonefrite, síndrome nefrótica e nefrite túbulo-intersticial não são distúrbios específicos; são categorias de distúrbios. Muitos distúrbios específicos se enquadram em cada categoria e muitos quadros clínicos específicos podem causar distúrbios em cada categoria. Por exemplo, a glomerulonefrite membranoproliferativa é uma inflamação das células filtrantes dos rins causada por uma resposta imunológica. A resposta imunológica pode ser causada por qualquer dos vários distúrbios autoimunes, como lúpus eritematoso sistêmico (lúpus) ou por uma infecção ou mesmo por um câncer.

Na glomerulonefrite, a inflamação é, com frequência, o resultado de uma reação imunológica anormal. Tal reação pode ocorrer de duas maneiras:

  • Os anticorpos (proteínas produzidas pelo organismo para atacar moléculas específicas chamadas de antígenos) podem atacar diretamente as células dos rins ou as moléculas presas neles, causando a inflamação.

  • Os anticorpos atacam os antígenos fora dos rins e esses complexos antígeno-anticorpo (ou imunológico) são transportados para os rins pela corrente sanguínea e ficam presos nos glomérulos, causando a inflamação.

Se glomérulos em número suficiente forem lesionados, a função renal diminui. Como resultado, a produção de urina cai e os resíduos se acumulam no sangue. Da mesma forma, quando a lesão é grave, as células inflamatórias e glomerulares acumulam-se e comprimem os capilares existentes dentro dos glomérulos, interferindo na filtração. Pode ocorrer cicatrização, que também prejudica a função renal e reduz a produção de urina. Em alguns casos, coágulos sanguíneos minúsculos (microtrombos) se formam nos vasos sanguíneos pequenos, fazendo com que a função renal diminua ainda mais. A glomerulonefrite raramente resulta de uma doença hereditária. Em outros casos, a glomerulonefrite é causada por inflamação de vasos sanguíneos (vasculite).

A síndrome nefrótica faz com que grandes quantidades de proteína vazem do sangue para a urina. Este vazamento pode ser causado por lesão nos glomérulos devido a processos inflamatórios ou não inflamatórios. Nos processos inflamatórios, os glóbulos vermelhos aparecem na urina. Portanto, a síndrome nefrótica causada por inflamação tem características similares àquelas da glomerulonefrite. Nos processos não inflamatórios, os glóbulos vermelhos não aparecem na urina. Algumas formas de síndrome nefrótica podem ser graves. Os glomérulos apresentam cicatrizes e ocorre o desenvolvimento de insuficiência renal (perda da maior parte da função renal). Nas formas menos graves da síndrome nefrótica, a função renal diminui muito pouco.

A nefrite túbulo-intersticial é causada, com frequência, por reações tóxicas ou alérgicas a um medicamento. Glóbulos brancos ou tecidos cicatriciais surgem no rim afetado. A infecção dos rins (pielonefrite) também pode causar nefrite túbulo-intersticial. Quando a inflamação danifica os túbulos e tecidos circundantes, os rins se tornam incapazes de realizar suas funções normais, como concentrar a urina, resultando em urina muito diluída. Os rins também podem ser incapazes de eliminar (excretar) resíduos do corpo ou de equilibrar a excreção de ácido, sódio e outros eletrólitos como o potássio. Se a lesão for grave e afetar ambos os rins, o resultado é insuficiência renal.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Remoção da próstata
Vídeo
Remoção da próstata
A próstata faz parte do sistema reprodutor masculino. É uma glândula pequena e arredondada...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Stent arterial
Modelo 3D
Stent arterial

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS