Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Síndrome hepatopulmonar

Por

Mark T. Gladwin

, MD, University of Pittsburgh School of Medicine;


Andrea R. Levine

, MD, University of Maryland School of Medicine

Última revisão/alteração completa jan 2019| Última modificação do conteúdo jan 2019
Clique aqui para a versão para profissionais

A síndrome hepatopulmonar ocorre devido a níveis baixos de oxigênio no sangue, causados pelo alargamento (dilatação) das pequenas artérias dos pulmões, que ocorre em pessoas com doença hepática.

Três anormalidades se desenvolvem na síndrome hepatopulmonar e causa baixos níveis de oxigênio no sangue:

  • Existe um alargamento microscópico das artérias e veias nos pulmões. Com o alargamento, mais sangue flui através dos pulmões do que pode ser adequadamente oxigenado pelos pulmões.

  • O sangue flui pelos pulmões mais rapidamente do que o normal, dando menos tempo para o sangue receber oxigênio suficiente.

  • Conexões anormais se desenvolvem entre as artérias que transportam sangue rico em oxigênio e as veias que transportam sangue pobre em oxigênio, assim o sangue nas artérias que transportam sangue para o corpo terão uma mistura de sangue rico em oxigênio e sangue pobre em oxigênio. Essa mistura tem níveis menores de oxigênio do que o normal.

As pessoas sentem falta de ar que frequentemente melhora ao se deitar e piora quando a pessoa, estando deitada, se senta. O nível de oxigênio no sangue também diminui quando a pessoa, estando deitada, se senta. A maioria das pessoas também apresenta sintomas de doença hepática crônica, como pequenos pontos vermelhos na pele (angiomas aracneiformes).

Diagnóstico

  • Avaliação médica

  • Frequentemente ecocardiografia com contraste e/ou cintilografia nuclear do pulmão

Os médicos suspeitam de síndrome hepatopulmonar em pessoas com doença hepática que desenvolvem falta de ar. Em caso de suspeita de síndrome hepatopulmonar, os médicos medem a quantidade de oxigênio no sangue usando um sensor colocado no dedo (oximetria de pulso). Algumas vezes, os médicos obtêm uma amostra de sangue depois de a pessoa ter respirado ar ambiente e novamente depois de a pessoa respirar oxigênio e medem os níveis de oxigênio nas amostras.

Um teste que pode ajudar a estabelecer o diagnóstico inclui um tipo de ecocardiograma, no qual uma solução é injetada por via intravenosa (ecocardiograma com contraste), e uma cintilografia nuclear do pulmão.

Tratamento

  • Oxigênio

O tratamento principal para a síndrome hepatopulmonar é suplemento de oxigênio. A síndrome hepatopulmonar pode regredir após o transplante hepático ou se a doença hepática subjacente melhorar.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS