Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Otite média (supurativa crônica)

Por

Richard T. Miyamoto

, MD, MS, Indiana University School of Medicine

Última revisão/alteração completa jun 2020| Última modificação do conteúdo jun 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

A otite média supurativa crônica é uma perfuração do tímpano (membrana timpânica) de longa data e de drenagem persistente.

  • A otite média aguda e o bloqueio da trompa de Eustáquio estão entre as causas de otite média supurativa crônica.

  • Pode ocorrer uma crise após um resfriado, uma infecção no ouvido ou após entrar água no ouvido médio.

  • As pessoas geralmente apresentam perda de audição e drenagem persistente do ouvido.

  • Os médicos limpam o canal auricular e aplicam gotas otológicas.

  • Antibióticos e cirurgia podem ser utilizados para casos graves.

A otite média supurativa crônica pode piorar depois de uma infecção do nariz e garganta, como no resfriado comum, ou depois de ter entrado água no ouvido médio através de um orifício (perfuração) no tímpano, durante o banho ou ao nadar. Geralmente, esses agravamentos resultam em secreção indolor de pus, que pode ter forte mau cheiro, saindo do ouvido. Os agravamentos persistentes podem dar origem à formação de protuberâncias, denominadas pólipos, que se estendem a partir do ouvido médio, atravessam a perfuração e chegam ao canal auricular. Uma infecção persistente pode destruir partes dos ossículos – os pequenos ossos no ouvido médio que conectam o tímpano ao ouvido interno e conduzem sons do ouvido externo para o ouvido interno – causando perda de audição condutiva No mundo inteiro, cerca de meio bilhão de pessoas (quase 8% da população mundial) apresenta perda de audição. Mais do que 10% das pessoas nos Estados Unidos apresenta algum grau de perda auditiva... leia mais (perda auditiva que ocorre quando o som é bloqueado de alcançar as estruturas sensoriais no ouvido interno).

Algumas pessoas com otite média supurativa crônica desenvolvem um colesteatoma no ouvido médio. Um colesteatoma é um crescimento não canceroso (benigno) de material branco semelhante a pele. Um colesteatoma, que destrói os ossos, aumenta consideravelmente a probabilidade de outras complicações graves, tais como inflamação do ouvido interno, paralisia facial e infecções no cérebro.

Diagnóstico

  • Avaliação médica

O médico diagnostica a otite média supurativa crônica quando pus ou tecido semelhante à pele se acumula em um orifício ou uma bolsa no tímpano, que drena frequentemente. Para identificar a bactéria que está causando a infecção, os médicos coletam amostras da secreção do ouvido.

Se os médicos suspeitam que a pessoa apresenta colesteatoma, podem realizar exames de tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM). Em pessoas com tecido de granulação persistente ou recorrente (tecido novo que cresce na superfície de cicatrização do tímpano), os médicos podem fazer uma biópsia para verificar se há tumores.

Tratamento

  • Gotas de ouvido com antibiótico

  • Algumas vezes antibióticos por via oral

Quando a otite média supurativa crônica piora, os médicos prescrevem gotas antibióticas para ouvido. Também é dado às pessoas com inflamação grave antibióticos por via oral. Deve-se evitar o contato e a entrada de água no ouvido quando existe perfuração.

De forma geral, é possível reparar a perfuração do tímpano através de um procedimento denominado timpanoplastia. Se os ossículos foram lesionados, eles podem ser reparados ao mesmo tempo. Um colesteatoma deve ser removido cirurgicamente. Caso contrário, pode haver o desenvolvimento de complicações sérias, como pólipos, danos aos ossículos ou outros ossos e a disseminação da infecção.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Paralisia das cordas vocais
A paralisia das cordas vocais é a incapacidade de mover os músculos que controlam as cordas vocais. A paralisia pode afetar uma ou as duas cordas vocais. A paralisia de ambas as cordas vocais é potencialmente fatal. Das opções seguintes, qual é a causa mais provável de paralisia de ambas as cordas vocais?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS