Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Prolapso da válvula mitral (PVM)

Por

Guy P. Armstrong

, MD, North Shore Hospital, Auckland

Última revisão/alteração completa mar 2018| Última modificação do conteúdo abr 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O prolapso da válvula mitral é um distúrbio em que as abas da válvula (cúspides) sofrem prolapso para o átrio esquerdo quando o ventrículo esquerdo se contrai, às vezes permitindo o vazamento (regurgitação) de sangue para o átrio.

  • Às vezes, o prolapso da válvula mitral é causado ​​por fraqueza no tecido da válvula.

  • A maioria das pessoas não têm sintomas, mas algumas pessoas têm dor torácica, pulso rápido, consciência dos batimentos cardíacos, enxaquecas, fadiga e tonturas.

  • Os médicos fazem o diagnóstico depois de ouvirem um som de clique característico com um estetoscópio colocado sobre o coração e confirmarem o diagnóstico com ecocardiografia.

  • A maioria das pessoas não precisam de tratamento.

A válvula mitral situa-se na abertura entre o átrio esquerdo e o ventrículo esquerdo. A válvula mitral se abre para permitir que o sangue do átrio esquerdo encha o ventrículo esquerdo e se fecha enquanto o ventrículo esquerdo se contrai para bombear sangue para a aorta. Prolapso significa o abaulamento das abas da válvula no átrio esquerdo quando o ventrículo esquerdo se contrai. Com o prolapso, às vezes há refluxo (regurgitação) de sangue de volta ao átrio ( Regurgitação mitral).

Cerca de 1 a 3% das pessoas têm prolapso da válvula mitral. Ele provoca problemas cardíacos sérios somente se a regurgitação tornar-se grave ou se ocorrerem infecções da válvula (endocardite infecciosa) ou rupturas do tecido enfraquecido.

Causas

A causa é geralmente o alongamento excessivo do tecido da válvula devido a uma fraqueza (degeneração mixomatosa). A degeneração mixomatosa é genética. Outros distúrbios que parecem aumentar o risco de prolapso da válvula mitral incluem cardiopatia reumática, síndrome de Marfan e síndrome de Ehlers-Danlos.

Sintomas

A maioria das pessoas com prolapso da válvula mitral não tem sintomas. Outras têm sintomas que são difíceis de explicar com base no problema mecânico isolado. Esses sintomas incluem dor torácica, pulso rápido, palpitações (consciência dos batimentos cardíacos), enxaqueca, fadiga e tontura. Em algumas pessoas, a pressão arterial pode cair abaixo do normal quando elas ficam em pé (um quadro clínico chamado de hipotensão ortostática).

Diagnóstico

  • Exame físico

  • Ecocardiograma

Os médicos diagnosticam o prolapso da válvula mitral depois de ouvirem o som de clique característico através de um estetoscópio. A regurgitação é diagnosticada se for ouvido um sopro quando o ventrículo esquerdo se contrai.

O ecocardiograma permite ao médico visualizar o prolapso e determinar a gravidade da regurgitação, se presente.

Tratamento

  • Às vezes, betabloqueadores

A maioria das pessoas com prolapso da válvula mitral não precisam de tratamento. Se o coração estiver batendo muito rápido, pode ser tomado um betabloqueador para reduzir a frequência cardíaca e diminuir as palpitações e outros sintomas.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Hipertensão arterial
Vídeo
Hipertensão arterial
O coração é um músculo pulsante que bombeia sangue para o corpo usando uma rede de artérias...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Cateterismo da artéria pulmonar
Modelo 3D
Cateterismo da artéria pulmonar

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS