Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Nevos

(Melanocytic Nevi)

Por

Denise M. Aaron

, MD, Dartmouth-Hitchcock Medical Center

Última revisão/alteração completa jul 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

Os nevos são pequenos tumores cutâneos, geralmente escuros, que se desenvolvem a partir das células produtoras de pigmento da pele (melanócitos).

  • A maioria das pessoas tem alguns nevos, mas a tendência de desenvolver nevos atípicos é, às vezes, hereditária.

  • Os nevos e os nevos atípicos que mudam significativamente devem ser analisados por meio de biópsia para verificar a possível presença de melanoma.

  • A maioria dos nevos não cancerosos (benignos) não exige tratamento, mas os nevos que causam desconforto ou preocupação estética podem ser removidos com um bisturi e anestesia local.

Os nevos têm tamanhos variados, de pequenos pontos a mais de 2,5 centímetros de diâmetro, mas geralmente têm menos de 1 centímetro e tendem a ser menores que 6 milímetros. Praticamente todos os indivíduos têm nevos e muitas pessoas os têm em grandes quantidades. Pessoas com mais de 50 nevos têm um risco um pouco maior de melanoma, um tumor canceroso (maligno) de melanócitos. Essas pessoas devem monitorar as alterações dos nevos (consulte o ABCDE do melanoma) e fazer exames periódicos, como parte dos cuidados principais.

Os nevos podem ser planos ou salientes, lisos ou ásperos (verrugosos) e, em alguns, verifica-se o crescimento de pelo. Os nevos geralmente têm cor da pele, ou são amarelos, marrons, cinza-azulados ou quase pretos. Inicialmente, são vermelhos, mas tendem a escurecer.

Nevos

Os nevos normalmente se desenvolvem na infância ou adolescência, e os nevos existentes geralmente aumentam (em relação ao crescimento do corpo) e podem ficar mais escuros. Em algumas pessoas, os nevos continuam se desenvolvendo durante toda a vida. Os nevos podem surgir em qualquer lugar do corpo. Os nevos respondem às alterações nos valores hormonais das mulheres e podem escurecer durante a gravidez. Depois que se formam, os nevos continuam por toda a vida e ficam menos pigmentados e mais salientes ou carnudos com o tempo. Nas pessoas de tez clara, os nevos surgem com mais frequência nas zonas da pele expostas ao sol.

Did You Know...

  • Os nevos podem escurecer durante a gravidez.

Diagnóstico

  • Exame da pele

  • ABCDE do melanoma

  • Algumas vezes, biópsia

Em geral, os nevos podem ser facilmente reconhecidos devido ao seu aspecto característico. Eles são simétricos e redondos ou ovais e possuem bordas regulares. Não provocam coceira, nem dor, e não constituem uma forma de câncer. Porém, os nevos às vezes podem crescer e se tornar ou se parecer com melanomas. Na verdade, muitos melanomas começam como nevos, então um nevo que parecer suspeito deve ser removido e examinado no microscópio (biópsia).

As alterações abaixo em um nevo podem ser sinais de alerta que indicam melanoma (conhecidos como o ABCDE do melanoma):

  • A: Assimetria – aspecto simétrico (ou seja, uma metade não se parece com a outra metade)

  • B: Bordas – bordas irregulares (ou seja, as bordas são borradas ou irregulares, não bem definidas e lisas)

  • C: Cor – a cor muda dentro do nevo, cores atípicas, ou uma cor muito diferente ou mais escura que os outros nevos da pessoa

  • D: Diâmetro – maior que 6 milímetros de largura, quase o tamanho da maioria dos apagadores de lápis

  • E: Evolução – um nevo novo na pessoa acima de 30 anos ou um nevo com alterações

Se um nevo começar a doer, coçar, sangrar, desenvolver pele rachada, ou se apresentar algum sinal de advertência de melanoma, os médicos podem fazer uma biópsia. Quando o nevo se torna maligno, pode ser necessário realizar mais uma cirurgia para extrair a pele que o circunda.

Tratamento

  • Algumas vezes extração

A maioria dos nevos é inócua e não requer extração cirúrgica. De acordo com o seu aspecto e localização, alguns nevos podem ser vistos como marcas de beleza.

Os nevos normais, que são pouco atraentes ou se encontram localizados em zonas do corpo onde o vestuário pode causar irritação, podem ser extraídos pelo médico, através de um bisturi e anestesia local.

Nevos atípicos

(Dysplastic Nevi; Atypical Nevi)

Os nevos atípicos são nevos não cancerosos (benignos) que têm aspecto anormal comparados aos nevos normais.

Pessoas com nevos atípicos têm mais risco de desenvolverem melanoma, que é o câncer de células produtoras de pigmento na pele chamadas melanócitos. O risco de desenvolver melanoma aumenta quando o número de nevos aumenta. O risco também aumenta em pessoas que passam muito tempo ao sol.

A tendência de desenvolver nevos atípicos pode ser hereditária, como na síndrome do nevo-melanoma atípico familiar. Neste distúrbio, muitos nevos atípicos e melanomas ocorrem em dois ou mais parentes de primeiro grau (como um dos pais, irmãos ou filhos) e os familiares têm risco 25 vezes maior de desenvolverem melanoma.

Sintomas

Os nevos atípicos tendem a apresentar múltiplas cores, geralmente em tons de marrom com fundo rosa, assimetria e ter formas e bordas irregulares. Geralmente, são maiores que a maioria dos nevos normais (mais que 6 milímetros de largura). Os nevos atípicos surgem com mais frequência na pele exposta ao sol, mas podem ocorrer em áreas cobertas (como nádegas, seios ou couro cabeludo).

Diagnóstico

  • Exame físico

  • Biópsia

Pessoas com histórico familiar de melanoma devem fazer um exame de pele com um dermatologista (médico especializado em distúrbios da pele) e saber quais são os sinais de melanoma. As pessoas que tiverem tido um melanoma devem fazer um exame de pele com um dermatologista regularmente.

Alguns dermatologistas analisam a pele minuciosamente usando um instrumento manual (procedimento chamado dermatoscopia) para ver as estruturas do nevo que não são visíveis a olho nu e que podem indicar a probabilidade de se tornar um melanoma.

Os dermatologistas podem extrair alguns nevos atípicos e examiná-los ao microscópio (biópsia).

Prevenção

  • Autoexame

  • Fotografia de nevos

  • Proteção solar

Pessoas com nevos atípicos devem procurar regularmente novos nevos e quaisquer alterações nos nevos existentes que possam indicar melanoma. Para ajudar a monitorar essas alterações, a pessoa e o seu dermatologista podem tirar fotografias em cores de corpo inteiro da pessoa de tempos em tempos. Os nevos atípicos alterados às vezes são extraídos.

Danos cutâneos causados por radiação ultravioleta (UV) do sol é uma das causas do melanoma, principalmente devido à exposição solar recreativa ou ao banho de sol. Para limitar os danos causados pela radiação UV, as pessoas devem evitar o sol durante as horas de pico (por volta das 10 horas até 16 horas) quando possível, usar roupas de proteção contra o sol e usar e reaplicar com frequência um protetor solar de ampla proteção (como aqueles que contêm óxido de zinco ou dióxido de titânio). Pessoas que limitam demais sua exposição ao sol podem precisar tomar suplemento de vitamina D.

Tratamento

  • Algumas vezes extração

Pessoas que têm um nevo atípico ou um nevo novo ou que está se alterando devem ser avaliadas por um dermatologista, que determinará se o nevo deve ser extraído. A extração de todos os nevos atípicos não previne o melanoma.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS