Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Infestação de piolhos

(Pediculose)

Por

James G. H. Dinulos

, MD, Geisel School of Medicine at Dartmouth

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A infestação de piolhos é uma infestação da pele devido a pequenos insetos sem asas.

  • A infestação de piolhos acontece mais frequentemente através do contato pessoal próximo.

  • As pessoas com piolhos geralmente apresentam coceira intensa.

  • Os piolhos e seus ovos podem ser encontrados quando procurados no cabelo ou outras partes do corpo.

  • O tratamento de piolhos geralmente inclui xampus, cremes ou loções e, às vezes, descontaminação do vestuário e das roupas de cama.

  • Algumas pessoas precisam tomar um medicamento antiparasitário por via oral.

Os piolhos são insetos sem asas quase invisíveis que infestam a cabeça, o corpo ou a região pubiana e vivem sugando o sangue. Eles são facilmente espalhados de uma pessoa para outra através do contato pessoal e compartilhamento de roupas e outros itens pessoais. Existem três espécies de piolhos que se alojam em diferentes partes do corpo. Os piolhos da cabeça e da região pubiana vivem diretamente na pessoa, enquanto os piolhos do corpo vivem no vestuário e nas roupas de cama. Todos os tipos de infestações de piolhos ocorrem no mundo inteiro.

Olhando o piolho de perto

O corpo é infestado por três tipos de piolho. Piolhos medindo até 3 milímetros de diâmetro.

Olhando o piolho de perto

Piolhos da cabeça

Os piolhos da cabeça infestam o cabelo e o couro cabeludo. A infestação é transmitida através de contato pessoal e, possivelmente, através de pentes, escovas, chapéus e outros objetos pessoais que forem compartilhados. Eletricidade estática ou o vento podem expelir os piolhos do cabelo. Os piolhos da cabeça aparecem com mais frequência em meninas com idades entre 5 a 11 anos, mas pode afetar praticamente qualquer pessoa. Os piolhos da cabeça são menos comuns em negros. Não há associação entre os piolhos da cabeça e má higiene, ou baixo status socioeconômico.

Piolhos do corpo

Os piolhos do corpo geralmente infestam pessoas com má higiene, que vivem em locais apertados, em condições de lotação (como quartéis militares), e pessoas que têm um baixo status socioeconômico. Os piolhos do corpo vivem no vestuário e nas roupas de cama que estão em contato com a pele, e não nas pessoas. Esses piolhos são transmitidos pelo compartilhamento de vestuário e roupas de cama contaminados. Ao contrário dos piolhos da cabeça, os do corpo podem, às vezes, transmitir doenças sérias, tais como tifo, febre das trincheiras e febre recorrente.

Piolhos púbicos

Os piolhos púbicos (“chatos”) que infestam, principalmente, os pelos da região genital e anal, são normalmente transmitidos entre adolescentes e adultos através do contato sexual. Eles podem ser transmitidos às crianças através do contato próximo com os pais. Os piolhos púbicos podem ser transmitidos, também, por objetos inanimados, como toalhas, roupas de cama e vestuário. Estes piolhos podem igualmente infestar os pelos do peito, coxa e região facial (barba, bigode e cílios).

Sintomas

A infestação de piolhos costuma provocar coceira intensa na área infestada.

As picadas dos piolhos do corpo provocam pequenos furos vermelhos localizados na pele. As pessoas infestadas apresentam marcas devido à coceira, urticária, ou, se a coceira intensa tiver fissurado a pele, apresentam também infecção bacteriana. Esses sintomas são especialmente comuns nos ombros, nádegas e abdômen.

As picadas de piolhos púbicos também podem provocar a formação de pontos cinza-azulados no peito, nas nádegas e nas coxas. Os gânglios linfáticos podem inchar. Os piolhos que infestam os cílios provocam coceira, queimação e irritação nos olhos.

As crianças podem não notar com facilidade a presença de piolhos na própria cabeça ou sentir apenas uma ligeira irritação no couro cabeludo.

Diagnóstico

  • Presença de lêndeas, piolhos ou ambos

Os piolhos da cabeça podem ser encontrados ao pentear os cabelos molhados com um pente fino, do couro cabeludo para fora. São geralmente encontrados na parte de trás da cabeça ou atrás das orelhas. Os piolhos, por si só, podem ser difíceis de encontrar, mas seus ovos são mais fáceis de ver. A fêmea do piolho põe ovos brilhantes, branco-acinzentados (lêndeas), que podem ser vistos como minúsculas bolas que se agarram, com firmeza, à base dos eixos capilares. Cada piolho fêmea deposita de três a cinco ovos por dia, de modo que as lêndeas normalmente superam significativamente o número de piolhos. Com infestações crônicas do couro cabeludo, as lêndeas crescem com o cabelo e, desta forma, podem ser encontradas a alguma distância do couro cabeludo, dependendo do tempo de duração da infestação.

As lêndeas distinguem-se de outras matérias estranhas, presentes nos fios de cabelo, pelo fato de estarem firmemente agarradas.

Os piolhos do corpo dos adultos e seus ovos também podem ser encontrados nas costuras de vestuário e roupas de cama.

Os piolhos púbicos podem ser encontrados através de uma inspeção minuciosa com luz ultravioleta, ou por sua análise ao microscópio. Eles podem também deixar pontinhos marrom-escuros (fezes) na pele ou roupas íntimas.

Tratamento

  • Para piolhos púbicos e da cabeça, xampus e cremes

  • Remoção de lêndeas do cabelo e dos cílios

  • Lavagem cuidadosa ou lavagem a seco ou substituição de vestuário e roupa de cama

Para todos os piolhos, recomenda-se a substituição ou descontaminação das peças de vestuário e roupas de cama afetadas pela lavagem completa ou limpeza a seco. As peças que não puderem ser lavadas podem ser colocadas em sacos plásticos hermeticamente fechados por duas semanas para matar os piolhos.

Tratamento de piolhos da cabeça

Existem vários tratamentos eficazes, vendidos com ou sem receita médica, disponíveis para o tratamento dos piolhos da cabeça.

  • Xampus e cremes vendidos sem receita, que contêm piretrinas juntamente com butóxido de piperonila, são aplicados durante dez minutos e, depois, enxaguados.

  • A permetrina vendida com receita (uma forma sintética da piretrina) é igualmente eficaz quando aplicada em líquido ou em creme.

  • O lindano (um medicamento vendido com receita que pode ser aplicado na forma de loção ou xampu) também cura a infestação de piolhos, porém não é tão eficaz quanto outros preparados e não é recomendado para crianças menores de dois anos, para mulheres grávidas ou lactantes ou para pessoas com distúrbio convulsivo, devido a possíveis efeitos colaterais tóxicos.

  • O Malathion vendido com receita é altamente eficaz na eliminação dos piolhos adultos e seus ovos, mas como é um produto inflamável e de odor desagradável, e deve permanecer na pessoa por um período de 8 a 12 horas, ele não é o primeiro tratamento prescrito pelos médicos.

Todos os tratamentos para piolho devem ser repetidos a cada 7 ou 10 dias para a eliminação dos piolhos recém-chocados. Os piolhos começaram a ficar resistentes aos medicamentos e podem ser difíceis de eliminar. Quando os piolhos resistem ao tratamento padrão, geralmente é dada uma dose do medicamento ivermectina, por via oral.

A maioria dos tratamentos também mata as lêndeas, porém não as remove. As lêndeas mortas não têm que ser removidas, mas os medicamentos nem sempre matam todas elas. Como nem sempre é possível distinguir entre lêndeas vivas e mortas, os médicos recomendam que elas sejam removidas. Além disso, uma pequena porcentagem de crianças com lêndeas em seus couros cabeludos ainda tem piolhos vivos. A extração requer um pente de dentes finos, que é frequentemente fornecido com os produtos para remoção de piolhos, e uma procura minuciosa (daí o termo “catar lêndeas”).

Uma vez que as lêndeas estão firmemente agarradas ao cabelo, há vários preparados disponíveis (xampus, géis e sprays), vendidos sem receita, para soltá-las. Ficar trinta minutos sob o secador de cabelos quente, também pode ajudar a matar as lêndeas (mas não os piolhos). As lêndeas são levadas do couro cabeludo à medida que os cabelos crescem. Se não houver lêndeas em 0,6 cm do couro cabeludo, significa que a pessoa não apresenta piolhos vivos. Em relação aos piolhos da cabeça, os médicos não têm boas evidências de que seja necessário limpar ou jogar fora os itens pessoais, ou afastar a pessoa da escola ou do trabalho. Entretanto, vários especialistas recomendam que peças do vestuário ou roupas de cama contaminadas com as lêndeas dos piolhos sejam substituídas ou descontaminadas, através da lavagem completa ou limpeza a seco. Esses itens devem provavelmente ser secos em uma secadora que atinja mais ou menos 55 ºC por cerca de 30 minutos.

Tratamento de piolhos púbicos

Os piolhos púbicos podem ser tratados com xampus e loções vendidos sem receita contendo piretrinas associadas a butóxido de piperonila ou lindano, da mesma forma que são tratados os piolhos da cabeça. Os parceiros sexuais devem ser igualmente tratados. Os piolhos que afetam os cílios podem ser tratados com vaselina, que deve ser aplicada por um período de 8 a 10 dias, colírios de fluoresceína, ivermectina administrada por via oral, vaselina em pomada, fisostigmina em pomada, ou por remoção cuidadosa de cada piolho com o uso de um instrumento.

Tratamento de piolhos corporais

Geralmente não é usado nenhum medicamento para eliminar os piolhos do corpo, pois eles estão no vestuário e roupas de cama, e não nas pessoas. Os médicos tratam os sintomas do paciente e recomendam a substituição ou descontaminação das peças de vestuário e roupas de cama afetadas, através da lavagem completa ou limpeza a seco. É recomendável expor esses itens ao calor de pelo menos 65 ºC, durante a secagem.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Câncer de pele
Vídeo
Câncer de pele
A pele é o maior órgão do corpo. Ela tem muitas funções importantes, incluindo a de proteger...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Eritema linear
Modelo 3D
Eritema linear

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS