Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Tinea corporal (Tinea corporis)

Por

Denise M. Aaron

, MD, Dartmouth-Hitchcock Medical Center

Última revisão/alteração completa out 2018| Última modificação do conteúdo out 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A tinea corporal é uma infecção causada por dermatófito (fungo) na face, tronco, braços e pernas.

  • Os sintomas de tinea corporal incluem placas arredondadas e de cor entre rosa e vermelha, que às vezes coçam.

  • Os médicos examinam a área afetada e às vezes visualizam uma raspagem de pele ao microscópio para fazer o diagnóstico.

  • O tratamento inclui medicamentos antimicóticos aplicados diretamente nas áreas afetadas ou às vezes tomados por via oral.

A tinea corporal é um tipo de dermatofitose. A tinea corporal é geralmente causada pelo fungo Trichophyton ou Microsporum.

A infecção geralmente causa placas arredondadas e de cor entre rosa e vermelha, com bordas escamosas elevadas que tendem a permanecer claras na parte central. Por vezes, a erupção cutânea é pruriginosa. A tinea corporal pode desenvolver-se em qualquer parte da pele e propagar-se rapidamente para outras partes do corpo ou para outras pessoas com quem se mantenha um contato corporal muito próximo.

Exemplos de dermatofitose do corpo (Tinea corporis)

Diagnóstico

  • Exame médico

  • Às vezes, exame de raspagens da pele

A tinea corporis geralmente é diagnosticada por meio de exame físico.

Às vezes, os médicos analisam raspagens de pele ao microscópio para confirmar o diagnóstico.

Tratamento

  • Medicamentos antimicóticos aplicados na pele ou tomados por via oral

A tinea corporis é tratada com imidazol, ciclopirox, naftifina ou terbinafina em creme, loção ou gel aplicado diretamente na área afetada (uso tópico) duas vezes por dia e continuamente por 7 a 10 dias depois que a erupção cutânea tiver desaparecido completamente, o que geralmente leva cerca de 2 a 3 semanas. Se for interrompida a aplicação do creme com muita antecedência, a infecção pode não ser completamente eliminada e a erupção volta a surgir. Podem decorrer vários dias até os cremes, loções ou géis antimicóticos reduzirem os sintomas. (Consulte também a tabela Alguns medicamentos antimicóticos aplicados na pele (medicamentos tópicos).)

As infecções difíceis de tratar e relativamente disseminadas podem ocorrer em pessoas infectadas com Trichophyton rubrum e em pessoas com doenças que causam debilitações. Nessas pessoas, a terapia mais eficaz é com medicamento antimicótico, como o itraconazol ou a terbinafina, administrado por via oral por 2 a 3 semanas.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Câncer de pele
Vídeo
Câncer de pele
A pele é o maior órgão do corpo. Ela tem muitas funções importantes, incluindo a de proteger...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Eritema linear
Modelo 3D
Eritema linear

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS