Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Pé de atleta (Tinea pedis)

Por

Denise M. Aaron

, MD, Dartmouth-Hitchcock Medical Center

Última revisão/alteração completa out 2018| Última modificação do conteúdo out 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O pé de atleta é uma infecção (fúngica) na pele dos pés causada por um dermatófito.

  • Os sintomas de pé de atleta incluem o acúmulo de escamas nos pés e, às vezes, vermelhidão e coceira.

  • Os médicos baseiam o diagnóstico em um exame dos pés.

  • O tratamento inclui medicamentos antimicóticos aplicados diretamente nas áreas afetadas ou tomados por via oral, bem como medidas para manter os pés secos.

O pé de atleta é a dermatofitose mais comum, pois o suor do pé resulta em acúmulo de umidade nas áreas aquecidas entre os dedos do pé, permitindo o crescimento de fungos. A infecção pode se propagar de uma pessoa para outra, nos banheiros e duchas públicos ou em outras áreas úmidas, onde as pessoas infectadas andam descalças. As pessoas que usam sapatos apertados também correm o risco de contrair essa infecção. A infecção é geralmente causada pelo fungo Trichophyton.

Sintomas

O fungo pode provocar uma leve escamação com ou sem vermelhidão e coceira. A escamação pode envolver uma pequena área (principalmente entre os dedos do pé) ou a sola inteira do pé. Às vezes, a escamação pode ser grave, com rupturas e rachaduras (fissuras) dolorosas da pele. Também podem formar bolhas cheias de líquido. Com o tempo, a pele da sola pode ficar mais grossa. Como o fungo pode causar rachaduras na pele, o pé de atleta pode conduzir a infecções bacterianas, sobretudo em pessoas idosas e indivíduos com fluxo sanguíneo inadequado nos pés.

Diagnóstico

  • Um exame médico dos pés

  • Às vezes, exame de raspagens da pele

O diagnóstico de pé de atleta é geralmente evidente aos médicos com base nos sintomas e na aparência da área afetada.

Se o diagnóstico não for óbvio, os médicos fazem uma raspagem de pele e a examinam ao microscópio.

Tratamento

  • Medicamentos antimicóticos aplicados na pele ou tomados por via oral.

  • Medidas para manter os pés secos

O tratamento mais seguro de pé de atleta é com medicamentos antimicóticos aplicados diretamente na área afetada (uso tópico). Porém, o pé de atleta normalmente tem reincidência, e as pessoas geralmente têm que tomar medicamentos antimicóticos por um longo período. Os medicamentos antimicóticos administrados por via oral, como o itraconazol e a terbinafina, são eficazes, mas podem causar efeitos colaterais. Para tentar reduzir a reincidência, medicamentos antimicóticos tópicos e orais podem ser usados simultaneamente.

Reduzir a umidade nos pés e nos calçados também ajuda a prevenir a reincidência. É importante usar sapatos com abertura nos dedos ou sapatos com “respiro”, além de trocar as meias com frequência, principalmente durante as estações mais quentes. As pessoas devem secar bem os espaços entre os dedos do pé com a toalha após o banho. Para ajudar a manter os pés secos, as pessoas podem aplicar talcos antimicóticos (por exemplo, com miconazol), violeta de genciana ou solução de cloreto de alumínio, ou ainda colocar os pés inteiros na solução de Burow (acetato básico de alumínio). (Consulte também a tabela Alguns medicamentos antimicóticos aplicados na pele (medicamentos tópicos).)

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Urticária
Vídeo
Urticária
A urticária é uma doença de pele inofensiva causada pelo aumento de fluxo sanguíneo e de líquido...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Eritema linear
Modelo 3D
Eritema linear

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS