Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Carcinoma de células escamosas

Por

Gregory L. Wells

, MD, Ada West Dermatology and Dermatopathology

Última revisão/alteração completa jan 2021| Última modificação do conteúdo jan 2021
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

O carcinoma de células escamosas é um câncer que começa nas células escamosas da pele.

  • Inchaços espessos e escamosos surgem na pele e não saram.

  • Para diagnosticar o câncer, os médicos fazem uma biópsia.

  • O tratamento com cirurgia, medicamentos quimioterápicos aplicados na pele e, às vezes, radioterapia geralmente eliminam o câncer, a não ser que ele tenha se espalhado.

  • Se o câncer tiver se espalhado, as pessoas podem receber medicamentos chamados de inibidores de PD-1.

  • Se o câncer se espalhar para outras partes do corpo, pode ser fatal.

As células escamosas (ceratinócitos) são as principais células estruturais da epiderme (camada externa da pele). O carcinoma de células escamosas é o câncer dessas células. A cada ano nos Estados Unidos, mais de um milhão de pessoas são diagnosticadas com carcinoma de células escamosas e 2.500 pessoas morrem em decorrência dele.

O carcinoma de células escamosas, o segundo tipo mais comum de câncer de pele Considerações gerais sobre cânceres de pele O câncer de pele é o tipo mais comum de câncer. O câncer de pele é mais comum entre pessoas que trabalham ou praticam esportes ao ar livre e entre banhistas. As pessoas com pele clara são particularmente... leia mais depois do carcinoma basocelular Carcinoma basocelular O carcinoma basocelular, o tipo mais comum de câncer de pele, tem origem em certas células da camada externa da pele (epiderme). Geralmente, um inchaço pequeno e brilhante aparece... leia mais Carcinoma basocelular , costuma desenvolver-se nas zonas expostas ao sol, mas pode crescer em qualquer parte da pele ou na boca, onde a exposição solar é mínima. Entretanto, pessoas que tiveram sua pele mais exposta ao sol têm mais risco de desenvolverem câncer de pele de células escamosas. As pessoas de pele clara são muito mais suscetíveis ao carcinoma de células escamosas do que as de pele escura.

O carcinoma de células escamosas pode surgir na pele normal, mas é mais provável que se manifeste na pele danificada. Esses danos incluem:

Na boca, tumores de pele pré-cancerosos aparecem como manchas brancas ou vermelhas (leucoplasia Alterações pré-cancerosas na boca Alterações pré-cancerosas na boca ou eritroplasia Alterações pré-cancerosas na boca Alterações pré-cancerosas na boca ).

Sintomas de carcinoma de células escamosas

O carcinoma de células escamosas é caracterizado por sua aparência espessa, descamativa e irregular, mas pode ter aparências diversas, e o médico pode suspeitar de inflamações em superfícies expostas ao sol que não cicatrizam.

O carcinoma de células escamosas começa como uma zona vermelha de superfície em crosta e escamosa. Quando aumenta, o tumor pode ficar um pouco alto e duro, às vezes com superfície parecida à superfície de uma verruga. O câncer acaba se tornando uma ferida aberta e cresce atingindo os tecidos subjacentes.

Exemplos de Carcinoma de células escamosas

Diagnóstico de carcinoma de células escamosas

  • Biópsia

Quando os médicos suspeitam da existência de um carcinoma de células escamosas, eles realizam uma biópsia Biópsia Os médicos podem identificar muitos distúrbios da pele através de um simples exame visual. Um exame completo da pele inclui o exame do couro cabeludo, das unhas e das membranas mucosas. Às vezes... leia mais Biópsia para diferenciar o câncer de outras doenças de aspecto semelhante. Em uma biópsia, os médicos retiram um pedaço do tumor e o examinam ao microscópio.

Prognóstico de carcinoma de células escamosas

Geralmente, o prognóstico é excelente para pequenos tumores removidos precocemente e de maneira adequada. O tratamento é geralmente eficaz e a maioria das pessoas sobrevive. A maioria dos carcinomas de células escamosas afeta apenas a área ao redor, penetrando nos tecidos próximos. Porém, alguns se espalham (formam metástases) para partes distantes do corpo, na pele próxima e em gânglios linfáticos, e acabam indo para órgãos próximos, e podem ser fatais. Tumores com mais de dois centímetros de diâmetro ou que crescem mais de dois milímetros de profundidade, ou tumores que ocorrem próximo às orelhas e lábios, em cicatrizes ou ao redor de nervos são mais prováveis de se espalhar. Cerca de um terço dos casos de câncer na língua ou na boca sofreu metástases antes do diagnóstico (consulte Câncer da boca e da garganta Câncer da boca e da garganta Os cânceres de boca e garganta são cânceres que se originam nos lábios, no céu da boca, nas laterais ou assoalho da boca, na língua, nas amígdalas ou na parte... leia mais Câncer da boca e da garganta ).

Se o câncer for tratado antes de formar metástases, a pessoa geralmente fica curada. Porém, se o câncer formar metástases, a chance de sobreviver nos próximos 5 anos, mesmo com o tratamento, é de apenas 34%.

Prevenção de carcinoma de células escamosas

Como o carcinoma de células escamosas pode ser causado por exposição ao sol Considerações gerais sobre radiação solar e danos à pele A luz solar estimula a produção de vitamina D, ajuda a controlar algumas doenças crônicas da pele (como psoríase) e causa uma sensação de bem-estar. No entanto, a luz solar pode causar... leia mais Considerações gerais sobre radiação solar e danos à pele , as pessoas podem ajudar a prevenir este câncer adotando os seguintes procedimentos, que devem começar já no início da infância:

Tratamento de carcinoma de células escamosas

  • Extração do tumor (muitos métodos diferentes)

O médico trata o carcinoma de células escamosas por meio de raspagem e cauterização com uma agulha elétrica (curetagem e eletrodissecação) ou através de ressecção, ou eliminando o câncer usando frio extremo (criocirurgia) ou ainda aplicando medicamentos para quimioterapia Quimioterapia A quimioterapia envolve a utilização de fármacos para destruir células cancerosas. Embora um fármaco ideal destruísse as células cancerosas sem danificar as normais, a maioria dos fármacos não... leia mais na pele. O médico também pode usar terapia fotodinâmica (consulte Uso de laser no tratamento de problemas na pele Uso de laser no tratamento de problemas na pele Uso de laser no tratamento de problemas na pele ), em que produtos químicos e laser são aplicados na pele ou, ocasionalmente, radioterapia Radioterapia para câncer A radiação é uma forma de energia intensa gerada por uma substância radioativa, como o cobalto, ou por equipamento especializado, como um acelerador de partículas atômicas (linear). A radiação... leia mais para tratar carcinoma de células escamosas.

As pessoas cujos carcinomas de células escamosas voltaram ou são grandes devem ser tratadas com uma técnica chamada cirurgia de Mohs microscopicamente controlada Cirurgia de Mohs microscopicamente controlada Cirurgia de Mohs microscopicamente controlada . Depois da cirurgia pode ser feita radioterapia.

O carcinoma de células escamosas que se disseminou apenas para uma ou poucas partes do corpo é tratado com radioterapia. Se o câncer estiver disseminado, não será possível usar radioterapia e, em geral, a quimioterapia não é eficaz.

As pessoas que não podem realizar a cirurgia e que têm grandes carcinomas de células escamosas que se espalharam para o tecido subjacente ou qualquer outra parte do corpo podem receber inibidores de PD-1 (como cemiplimabe e pembrolizumabe). Os inibidores de PD-1 ajudam o sistema imunológico do corpo a destruir o câncer. Esses medicamentos são chamados de inibidores de PD-1 porque bloqueiam a ação de uma proteína na superfície da célula cancerosa chamada proteína 1 de morte celular programada (programmed cell death protein 1). Esta proteína protege a célula cancerosa dos efeitos do sistema imunológico. Quando os inibidores da PD-1 bloqueiam a proteína, o sistema imunológico consegue atacar a célula cancerosa e matá-la.

Como há um maior risco de metástase do que com o carcinoma basocelular, o médico monitora de perto o tratamento e o acompanhamento.

Mais informações

Seguem alguns recursos em inglês que podem ser úteis. Vale ressaltar que O MANUAL não é responsável pelo conteúdo desses recursos.

Consulte os seguintes sites para informações abrangentes sobre carcinoma de células escamosas, incluindo a detecção, a prevenção, as opções de tratamento e outros recursos:

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS