Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Síndrome de ardor bucal

(Disestesia oral; ardor da língua)

Por

Bernard J. Hennessy

, DDS, Texas A&M University, College of Dentistry

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais

A síndrome de ardor bucal é a dor bucal, que geralmente envolve a língua, em pessoas que não apresentam feridas ou anormalidades visíveis na boca.

  • A síndrome de ardor bucal provavelmente representa vários quadros clínicos diferentes com causas distintas, mas com o mesmo sintoma.

  • A sensação de queimação, formigamento ou dormência pode afetar toda a boca ou apenas a língua e pode ser contínua ou intermitente.

  • Os médicos diagnosticam a síndrome de ardor bucal com base nos sintomas da pessoa e na ausência de outras causas mais comuns de desconforto na língua.

  • Quaisquer causas de base são tratadas.

  • Manter a boca úmida normalmente ajuda a aliviar a sensação de queimação.

A síndrome de ardor bucal é mais frequente nas mulheres após a menopausa.

A síndrome de ardor bucal não é o mesmo que o desconforto temporário do qual sofrem muitas pessoas após comerem alimentos irritantes ou ácidos.

Causas

Uma série de doenças causa dor bucal. No entanto, se as pessoas tiverem dor bucal, mas não apresentarem uma dessas doenças ou quaisquer anormalidades visíveis na boca, os médicos chamam isso de síndrome de ardor bucal. Os médicos acreditam que a síndrome de ardor bucal provavelmente envolve uma anomalia pouco compreendida nos nervos que controlam a dor e o paladar.

Outros distúrbios que podem causar dor bucal incluem

Sintomas

Uma sensação de queimação, formigamento ou dormência dolorosa pode afetar toda a boca (especialmente a língua, os lábios e o céu da boca) ou apenas a língua. A sensação pode ser constante ou intermitente, pode aumentar de forma gradual ao longo do dia e pode ser aliviada ao comer ou beber. Outros sintomas incluem

  • Boca seca

  • Sede

  • Paladar alterado

Outras possíveis consequências da dor incluem alterações nos hábitos alimentares, irritabilidade, depressão e tendência a evitar outras pessoas.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

Um médico ou dentista analisa o histórico clínico e os hábitos nutricionais da pessoa e examina a boca. Os médicos podem fazer exames de sangue ou outros testes para verificar a presença de determinados distúrbios conhecidos por causar ardor na boca. Por exemplo, eles podem realizar um exame para verificar o fluxo de saliva e verificar se a pessoa tem boca seca. A síndrome de ardor bucal é frequentemente difícil de diagnosticar, porque o tecido na boca também pode parecer normal em casos leves ou precoces de ardor bucal resultante de distúrbios específicos.

Tratamento

  • Medidas para manter a boca úmida e aliviar a dor

  • Às vezes, antidepressivos ou medicamentos ansiolíticos

Se os médicos encontrarem uma causa da dor bucal, eles a tratarão.

Várias medidas ajudam a reduzir os sintomas. Substitutos da saliva, lascas de gelo, beber água com frequência ou usar goma de mascar podem ajudar a estimular a saliva e a manter a boca úmida. Os antidepressivos, como a nortriptilina, ou os fármacos ansiolíticos, como o clonazepam, podem ter uma certa utilidade, embora possam piorar os sintomas causando boca seca. Creme de capsaicina e gabapentina também podem ser úteis. A terapia cognitivo-comportamental pode, às vezes, ajudar quando outros tratamentos falham. Por vezes, os sintomas desaparecem sem qualquer tratamento, mas podem retornar.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Canal radicular
Vídeo
Canal radicular
Depois de comer, partículas de alimentos e líquidos contendo açúcar e amido são deixadas nos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Interior do dente
Modelo 3D
Interior do dente

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS