Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Considerações gerais sobre as doenças de junções neuromusculares

(Disorders of Neuromuscular Transmission)

Por

Michael Rubin

, MDCM, New York Presbyterian Hospital-Cornell Medical Center

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Os nervos ligam-se aos músculos na junção neuromuscular. Aqui, as terminações das fibras nervosas ligam-se a regiões especiais, localizadas na membrana do músculo, denominadas placas motoras terminais. Essas placas contêm receptores que permitem ao músculo responder à acetilcolina, o mensageiro químico (neurotransmissor) liberado pelos nervos para transmitir um impulso nervoso através da junção neuromuscular. Quando o nervo estimula um músculo nessa junção, um impulso elétrico passa pelo músculo, provocando assim a sua contração. Depois de transmitir o impulso, a acetilcolina é rompida, para não continuar a estimular o músculo.

Did You Know...

  • Os gases neurotóxicos usados em guerra química interferem na comunicação entre nervos e músculos.

Os distúrbios nos quais há mau funcionamento das junções neuromusculares incluem

Além disso, muitos medicamentos (incluindo doses muito elevadas de alguns antibióticos), certos inseticidas (organofosforados), o curare (um extrato vegetal, anteriormente colocado na ponta de alguns dardos envenenados e usado para paralisar e matar) e os gases asfixiantes usados na guerra química podem causar a disfunção da junção neuromuscular. Algumas dessas substâncias impedem a decomposição normal da acetilcolina, depois de ter transmitido o impulso nervoso ao músculo.

Alguns distúrbios da junção neuromuscular diminuem a atividade dos nervos, causando fraqueza. Outros distúrbios, como os seguintes, aumentam a atividade dos nervos:

  • Síndrome da pessoa rígida: anticorpos produzidos pelo corpo atacam as células nervosas no cérebro e na medula espinhal que regulam o movimento muscular. Como resultado, os músculos são estimulados continuamente, tornando-se rígidos.

  • Síndrome de Isaac: os nervos repetidamente enviam impulsos elétricos aos músculos. Como resultado, os músculos são continuamente superestimulados. Os músculos tornam-se rígidos, fazendo com que exercícios e atividades físicas normais tornem-se difíceis ou impossíveis.

Embora a síndrome da pessoa rígida afete principalmente o cérebro e a medula espinhal (o sistema nervoso central), ela também pode afetar a junção neuromuscular em outras partes do corpo.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS