Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Ultrassonografia

Por

Mehmet Kocak

, MD, Rush University Medical Center

Última revisão/alteração completa jun 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

A ultrassonografia usa ondas sonoras de alta frequência (ultrassom), para produzir imagens de órgãos internos e de outros tecidos. Um dispositivo chamado de transdutor converte a corrente elétrica em ondas sonoras, que são enviadas para os tecidos do corpo. As ondas sonoras se chocam com as estruturas do corpo e são refletidas de volta para o transdutor, que converte as ondas em sinais elétricos. Um computador converte o padrão de sinais elétricos em uma imagem, que é exibida em um monitor e registrada na forma de uma imagem digital de computador. Não são usados raios-X, de modo que não há exposição à radiação durante uma ultrassonografia.

A ultrassonografia é indolor, relativamente barata e considerada muito segura, mesmo durante a gestação (Consulte também Considerações gerais sobre exames de imagem e Cuidados médicos durante a gravidez: ultrassonografia.)

Procedimento de ultrassonografia

Caso determinadas regiões do abdômen estejam sendo examinadas, é possível que seja pedido à pessoa que não coma ou beba por várias horas antes do exame. No caso do exame de órgãos reprodutivos femininos, pode ser pedido à mulher que beba uma grande quantidade de líquido para encher a bexiga.

Normalmente, o examinador aplica um gel espesso sobre a pele da área a ser examinada para garantir boa transmissão do som. Um transdutor portátil é colocado sobre a pele e movido sobre a área a ser avaliada.

Para avaliar algumas partes do corpo, o examinador insere o transdutor no corpo, como, por exemplo, na vagina para ter uma imagem melhor do útero e dos ovários, ou no ânus, para ter uma imagem da glândula próstata.

Às vezes, o profissional examinador conecta o transdutor a um tubo de visualização denominado endoscópio que é então inserido no corpo. Esse procedimento é denominado ultrassonografia endoscópica. O endoscópio pode ser inserido pela garganta para visualizar o coração (ecocardiograma transesofágico) ou através do estômago para visualizar o fígado e outros órgãos próximos.

A maioria das pessoas pode retomar suas atividades normais imediatamente após o exame.

Você sabia que

  • A ultrassonografia e a ressonância magnética (RM) não usam raios-X.

Usos da ultrassonografia

As imagens de ultrassom são adquiridas rapidamente o suficiente para mostrar o movimento dos órgãos e das estruturas do corpo em tempo real (como em um filme). Por exemplo, os movimentos dos batimentos cardíacos podem ser vistos, mesmo no feto.

A ultrassonografia é usada, com eficácia, para procurar massas e objetos estranhos que estão próximos à superfície do corpo, como na glândula tireoide, nas mamas, nos testículos e nos membros, e também em alguns nódulos linfáticos.

A ultrassonografia é usada de forma eficaz para obter imagens dos órgãos internos no abdômen, na pelve e no tórax. No entanto, como as ondas de som são bloqueadas por gás (por exemplo, nos pulmões ou intestino) e pelo osso, a ultrassonografia de órgãos internos requer habilidades especiais. Os profissionais que foram especificamente treinadas para realizar exames de ultrassom são chamadas de técnicos de ultrassom.

A ultrassonografia é comumente usada para avaliar o seguinte:

  • Coração: por exemplo, para detectar anormalidades na maneira como o coração bate, anormalidades estruturais, como válvulas cardíacas defeituosas e aumento anormal das câmaras ou paredes do coração (a ultrassonografia do coração é chamada de ecocardiograma)

  • Vasos sanguíneos: por exemplo, para detectar vasos sanguíneos dilatados e estreitados

  • Vesícula e trato biliar: por exemplo, para detectar pedras na vesícula e bloqueios dos dutos biliares

  • Fígado, baço e pâncreas: por exemplo, para detectar tumores e outros distúrbios

  • Trato urinário: por exemplo, para distinguir cistos benignos de massas sólidas (que podem ser câncer) nos rins ou detectar bloqueios, como pedras ou outras anomalias estruturais nos rins, nos ureteres ou na bexiga

  • Órgãos reprodutores femininos: por exemplo, para detectar tumores e inflamações nos ovários, nas tubas uterinas ou no útero

  • Gravidez: por exemplo, para avaliar o crescimento e o desenvolvimento do feto, e para detectar anomalias da placenta (como uma placenta deslocada, chamada de placenta prévia)

A ultrassonografia também pode ser usada para guiar o médico quando ele coleta uma amostra de tecido para biópsia. A ultrassonografia pode mostrar a posição do instrumento da biópsia e também a área em que a biópsia será feita (como uma massa). Assim, o médico consegue ver onde deve inserir o instrumento e pode assim guiá-lo diretamente ao alvo.

Variações da ultrassonografia

As informações sobre o ultrassom podem ser exibidas de diversas formas:

  • Modo A: Como picos em um gráfico (usado para exames do olho)

  • Modo B: Como imagens anatômicas bidimensionais (usado durante a gravidez para avaliar o feto em desenvolvimento ou para avaliar órgãos internos)

  • Modo M: Como ondas exibidas continuamente para exibir estruturas em movimento (usado para avaliar o batimento cardíaco do feto ou para avaliar valvulopatias)

A ultrassonografia de modo B é a usada com mais frequência.

Ultrassonografia com Doppler

A ultrassonografia com Doppler usa as alterações que ocorrem na frequência das ondas sonoras, quando elas são refletidas de um objeto em movimento (chamado de efeito Doppler). Nos exames de imagem, os objetos em movimento são os glóbulos vermelhos no sangue. Portanto, a ultrassonografia com Doppler pode ser utilizada para avaliar

  • Se o sangue está fluindo pelos vasos sanguíneos

  • Quão rápido ele flui

  • Em que direção ele flui

A ultrassonografia com Doppler é usada

  • Para avaliar quão bem o coração está funcionando (como parte do ecocardiograma)

  • Para detectar vasos sanguíneos obstruídos, especialmente nas veias da perna, como na trombose venosa profunda, quando as veias estão obstruídas por um coágulo sanguíneo

  • Para detectar artérias estreitadas, especialmente nas artérias carótidas do pescoço, que transportam sangue para o cérebro

Ultrassonografia espectral com Doppler

Esse procedimento exibe informações sobre o fluxo sanguíneo na forma de um gráfico. Ele pode ser usado para avaliar o quanto um vaso sanguíneo está obstruído.

Ultrassonografia duplex com Doppler

Esse procedimento combina a ultrassonografia espectral e o modo B.

Ultrassonografia Doppler em cores

Nesse exame, a cor é sobreposta na imagem de tons de cinza do fluxo sanguíneo produzidas pela ultrassonografia Doppler. A cor indica a direção do fluxo sanguíneo. Vermelho pode ser usado para indicar o fluxo em direção ao transdutor, e azul pode ser indicado para indicar o fluxo na direção oposta ao transdutor. O brilho da cor indica o quão rápido o sangue está fluindo.

A ultrassonografia Doppler em cores pode ajudar a avaliar o risco de acidente vascular cerebral, pois ajuda o médico a identificar e a avaliar o estreitamento ou o bloqueio de artérias do pescoço e da cabeça. Esse procedimento é útil para avaliar pessoas que sofreram um ataque isquêmico transitório ou acidente vascular cerebral, ou que apresentam fatores de risco para aterosclerose, mas que permanecem assintomáticas. A ultrassonografia Doppler em cores também é utilizada para avaliar o fluxo sanguíneo para órgãos internos e tumores.

Desvantagens da ultrassonografia

A inserção do transdutor no corpo pode causar um pouco de desconforto. Às vezes, quando um transdutor é inserido, o tecido é danificado, provocando hemorragia ou infecção.

Osso ou gás podem bloquear a ultrassonografia. Portanto, sua utilização para obter imagens de certas estruturas (como as posicionadas atrás de osso ou gás) é difícil.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Raios X
Vídeo
Raios X
A tecnologia de raios X utiliza raios de alta energia que podem atravessar certos tecidos...
Exame de tomografia computadorizada (TC)
Vídeo
Exame de tomografia computadorizada (TC)
Um exame de TC é utilizado para detectar lesão em ossos e tecidos moles. Durante o procedimento...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS