Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Visão geral dos transtornos parafílicos

(Parafilias)

Por

George R. Brown

, MD, East Tennessee State University

Última modificação do conteúdo set 2017
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família

Transtornos parafílicos são fantasias, impulsos ou comportamentos recorrentes, intensos e excitantes sexualmente que causam sofrimento ou incapacitação e que envolvem objetos inanimados, crianças ou outros adultos não consentidores, sofrimento ou humilhação de si mesmo ou do parceiro com potencial para causar dano.

Parafilias envolvem a excitação sexual a objetos, situações e/ou objetivos atípicos (p. ex., crianças, cadáveres, animais). Mas algumas atividades sexuais que parecem incomuns para outras pessoas ou profissionais de saúde, não constituem um transtorno parafílico simplesmente por serem incomuns. Pessoas podem ter interesses parafílicos, mas não atender aos critérios para um transtorno parafílico.

Os padrões não convencionais de excitação sexual só são considerados patológicos quando o seguinte se aplica:

  • São intensos e persistentes.

  • Causam sofrimento significativo ou comprometimento do funcionamento social, ocupacional ou de outras áreas importantes ou causam danos ou têm potencial de machucar outros (p. ex., crianças, adultos que não consentem)

Pessoas com transtorno parafílico podem ter a capacidade de intimidade afetiva prejudicada ou não existente, assim como a capacidade de reciprocidades emocional e sexual com um parceiro também pode ser prejudicada ou inexistente. Outros aspectos do ajustamento pessoal e emocional também podem estar prejudicados.

O padrão de excitação sexual perturbado geralmente está muito bem desenvolvido antes da puberdade. Pelo menos 3 processos estão envolvidos:

  • Ansiedade ou traumas emocionais precoces que interferem no desenvolvimento psicossexual normal.

  • O padrão normal de excitação é substituído por outro, algumas vezes por meio de exposição precoce a experiências com carga sexual elevada, o que reforça a experiência pessoal de prazer sexual.

  • O padrão de excitação sexual muitas vezes adquire elementos simbólicos e condicionados (p. ex., um fetiche simboliza o objeto de excitação, mas pode ter sido escolhido porque o fetiche foi acidentalmente associado à curiosidade, ao desejo e à excitação sexual)

Se o desenvolvimento de todas as parafilias resulta desses processos psicodinâmicos é um tópico controverso e alguma evidência de alteração no funcionamento cerebral e anatomia funcional existe em algumas parafilias (p. ex., pedofilia).

Na maioria das culturas, as parafilias são muito mais comuns entre os homens. Podem existir razões biológicas para essa distribuição desigual, mas elas não estão bem definidas.

Dezenas de parafilias foram descritas, mas a maioria é pouco comum ou rara. As mais comuns são

Algumas parafilias (como a pedofilia) são ilegais e podem resultar em prisão e ser rotulado e registrado como agressor sexual para toda a vida. Alguns desses molestadores também têm transtornos de personalidade significativos (p. ex., antissocial, narcisista), o que torna o tratamento difícil.

Frequentemente, há mais de um transtorno parafílico.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Visão geral da depressão
Vídeo
Visão geral da depressão
Visão Geral do Transtorno de Ansiedade Generalizada
Vídeo
Visão Geral do Transtorno de Ansiedade Generalizada

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS