Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Fraturas na diáfise femoral

Por

Danielle Campagne

, MD, University of San Francisco - Fresno

Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família

As fraturas na diáfise do fêmur geralmente resultam de força importante e são clinicamente evidentes. O tratamento é a colocação imediata de talas com tração seguida de redução aberta com fixação interna.

(Ver também Visão geral das fraturas.)

O mecanismo comum da lesão consiste em força direta grave ou em carga axial sobre o joelho flexionado (tipicamente em um acidente de trânsito ou atropelamento). Assim, outras lesões graves costumam estar presentes.

Sinais e sintomas

A fratura causa edema, deformidade (muitas vezes com encurtamento) e instabilidade. É possível haver perda de sangue acima de 1,5 L/fratura. O choque hemorrágico é possível, particularmente quando a causa for trauma fechado e houver outras lesões.

Diagnóstico

  • Radiografias

Radiografias anteroposteriores e laterais são diagnósticas.

Se a fratura for resultado de grande força, sempre deve-se fazer radiografias do quadril para procurar fratura do colo do fêmur ipsolateral. O joelho deve ser cuidadosamente avaliado.

Tratamento

  • Colocação imediata de talas com tração

  • Redução aberta com fixação interna (RAFI)

O tratamento imediato é com talas, geralmente com força de afastamento (como com tala de tração de Hare ou Sager), seguido por RAFI. Como as talas de tração aplicam pressão sobre o membro inferior, não devem ser usadas se os pacientes também tiverem fratura da tíbia.

Pontos-chave

  • As fraturas da diáfise do fêmur geralmente resultam de força grave e são clinicamente discretas.

  • Em cada fratura, pode-se perder até 1,5 L de sangue.

  • Radiografar o quadril e avaliar o joelho se a diáfise femoral está fraturada.

  • Imobilizar com tala as fraturas do fêmur assim que possível.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Como aplicar um imobilizador de joelho
Vídeo
Como aplicar um imobilizador de joelho
Modelos 3D
Visualizar tudo
Sistema musculoesquelético completo
Modelo 3D
Sistema musculoesquelético completo

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS