Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Farmacêuticos e idosos

Por

Debra Bakerjian

, PhD, APRN, Betty Irene Moore School of Nursing, UC Davis

Última modificação do conteúdo fev 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Para os idosos, desenvolver uma relação com um farmacêutico e procurar uma farmácia pode ajudar a estabelecer consistência no cuidado. Um farmacêutico pode ajudar a evitar problemas relacionados à medicação, que são um risco particular para idosos.

Para pacientes idosos, os farmacêuticos são, às vezes, os profissionais de cuidados à saúde mais acessíveis. Além de distribuir fármacos, os farmacêuticos prestam informações aos pacientes e cuidadores, monitoram o uso dos fármacos (inclusive a adesão) e fazem uma ponte entre médicos e outros profissionais de cuidados à saúde. Os farmacêuticos também fornecem informações sobre interações medicamentosas e de outras substâncias, incluindo fármacos de venda livre, suplementos alimentares (p. ex., fitoterápicos) e alimentos. Em muitos estados, os farmacêuticos também podem fornecer alguns tipos de atendimento clínico (p. ex., imunizações, testes para diabetes, aconselhamento).

Adesão do paciente

Os farmacêuticos podem ajudar a aumentar a adesão do paciente da seguinte forma:

  • Avaliando a capacidade do paciente de aderir ao regime medicamentoso, percebendo determinados problemas (p. ex., falta de destreza, falta de força nas mãos, prejuízo cognitivo, perda de visão)

  • Ensinando aos pacientes a tomar determinados fármacos (p. ex., inaladores, adesivos transdérmicos, drogas injetáveis, colírios ou gotas para a orelha) ou como medir as doses de fármacos líquidos.

  • Distribuindo os fármacos de forma que sejam acessíveis para os pacientes (p. ex., garrafas fáceis de serem abertas, comprimidos sem embalagens)

  • Assegurando-se de que os rótulos e materiais impressos estejam em letras garrafais e no idioma do paciente

  • Ensinando os pacientes a utilizar lembretes, caixas de fármacos disponíveis comercialmente etc.

  • Eliminando complexidade e duplicação desnecessárias do regime medicamentoso

  • Preencher uma reconciliação de medicação quando os pacientes fazem a transição para e de várias instituições de cuidados

Ambientes

Muitos farmacêuticos trabalham em farmácias de bairro. Eles também podem trabalhar em grandes instituições de cuidados à saúde e até mesmo em farmácias online ( Várias funções dos farmacêuticos).

Tabela
icon

Várias funções dos farmacêuticos

Ambiente

Deveres

Hospital

Auxiliar na obtenção de história detalhada dos fármacos do paciente ou cuidador

Acompanhar os médicos e outros profissionais nos turnos dos pacientes

Fazer as recomendações dos fármacos

Dar informações sobre os fármacos, quando necessário

Quando a alta é iminente, dar informação oral e escrita relacionada ao fármaco para o paciente ou cuidador

Instituições de longa permanência*

Podem acompanhar os médicos e outros profissionais nos turnos de trabalho

Participar dos comitês de melhora da qualidade da instituição

Avaliar e entrevistar os pacientes

Avaliar a eficácia do fármaco e monitorar os pacientes com relação às interações medicamentosas, aos efeitos adversos dos fármacos e às falhas terapêuticas

Contatar diretamente a enfermeira ou o médico do paciente, caso o farmacêutico identifique um problema ou risco elevado de problemas relacionados ao fármaco

Conforme exigido por lei federal americana, realizar revisão mensal do regime dos fármacos de todos os pacientes

Serviço de correio e farmácias on-line

Fornecer consultas por telefone aos pacientes e profissionais de saúde

Analisar e validar receituários

Participar da revisão da utilização do fármaco e formulário de gerenciamento

Auxiliar a garantir o controle de qualidade

Desenvolver materiais educacionais para pacientes e profissionais de saúde

Sistemas de cuidados de saúde organizados

Podem desenvolver, implementar e gerenciar formulários, softwares de rastreamento de eventos adversos e indicadores de medição de desempenho (para melhorar a qualidade)

Podem auxiliar no desenvolvimento de diretrizes terapêuticas e no gerenciamento dos programas de utilização de fármacos

Centros de cuidados paliativos (hospice)

Fazer recomendações de fármacos adequados para controlar os sintomas

Assegurar a pontualidade de entrega do fármaco

Minimizar as duplicações e interações medicamentosas

Auxiliar a melhorar a relação custo-benefício dos fármacos

Ensinar os pacientes sobre a melhor forma de usar os fármacos prescritos

Monitorar as respostas terapêuticas e reconhecer os problemas relacionados ao fármaco

Aconselhar os membros da equipe da casa de repouso sobre os fármacos adequados e possíveis interações medicamentosas com outras substâncias (p. ex., plantas medicinais)

Fármacos compostos ou formas de dosagem de forma extemporânea, conforme necessário

*Os farmacêuticos que trabalham em instituições de longa permanência são denominados consultores.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS