Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Cefaleia do tipo tensional

(Cefaleia tensional)

Por

Stephen D. Silberstein

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última modificação do conteúdo jun 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

A cefaleia tensional produz dor generalizada leve sem a incapacidade, náuseas ou fotofobia associadas à migrânea.

As cefaleias do tipo tensional podem ser episódicas ou crônicas:

  • As cefaleias tensionais episódicas ocorrem < 15 dias/mês. A cefaleia tensional episódica é comum; a maioria dos pacientes obtém alívio com analgésicos comuns e não procura cuidados médicos.

  • As cefaleias tensionais crônicas ocorrem ≥ 15 dias/mês.

Sinais e sintomas

A dor geralmente é leve a moderada e descrita como compressiva. Essas cefaleias originam-se na região occipital ou frontal bilateral e difundem-se por toda a cabeça.

Diferentemente das migrâneas, as cefaleias tensionais não são acompanhadas de náuseas e vômito e não são agravadas por atividade física, luz, sons e cheiros. Os potenciais gatilhos das cefaleias tensionais crônicas são os transtornos do sono, o estresse, a disfunção da articulação temporomandibular, a dor cervical e o esforço ocular.

Cefaleias episódicas podem durar 30 minutos a vários dias. Tipicamente iniciam-se várias horas após o despertar e pioram no decorrer do dia. Raramente acordam o paciente que estava dormindo.

Cefaleias crônicas podem ter intensidade variável durante o dia, mas quase sempre estão presentes.

Diagnóstico

  • Avaliação clínica

O diagnóstico da cefaleia tensional se baseia nos sintomas característicos e em um exame físico normal, além do exame neurológico. Os desencadeantes potenciais de cefaleia tensional crônica devem ser identificados e tratados.

Cefaleia do tipo tensional deve ser distinguida de uma forma frustra da migrânea, que muitos pacientes com migrânea têm; essas cefaleias têm somente algumas características da migrânea e lembram a cefaleia do tipo tensional, mas elas são leves e respondem fármacos específicos para migrânea.

Se cefaleias são consideradas como sendo do tipo tensional, o diagnóstico deve ser reconsiderado porque cefaleias graves do tipo tensional são raras.

Dicas e conselhos

  • Reconsiderar o diagnóstico da cefaleia do tipo tensional se ela é grave.

Tratamento

  • Analgésicos

  • Algumas vezes, terapia comportamental e intervenção psicológica

Alguns fármacos usados para prevenir a migrânea, em particular a amitriptilina, podem ajudar a prevenir a cefaleia crônica tensional.

Na maioria das cefaleias tensionais leves a moderadas, os analgésicos comercializados sem prescrição médica (p. ex., aspirina, paracetamol) podem proporcionar alívio. Massagear a área afetada pode ajudar.

Intervenções comportamentais e psicológicas (p. ex., técnicas de relaxamento e de controle do estresse) geralmente são utilizadas e são eficazes, em especial quando associadas ao tratamento medicamentoso.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Como fazer o exame dos nervos cranianos
Vídeo
Como fazer o exame dos nervos cranianos
Modelos 3D
Visualizar tudo
Impulso neural
Modelo 3D
Impulso neural

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS