Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Biópsia dos rins, bexiga e próstata

Por

Bradley D. Figler

, MD, University of North Carolina

Última modificação do conteúdo set 2017
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

A biópsia necessita de um especialista treinado (nefrologista, urologista ou radiologista intervencionista).

Biópsia renal

As indicações de biópsia diagnóstica incluem síndrome nefrítica ou nefrótica inexplicada ou lesão renal aguda. A biópsia é realizada ocasionalmente para avaliar resposta ao tratamento. As contraindicações relativas incluem diátese hemorrágica e hipertensão não controlada. Pode ser necessária sedação leve pré-operatória com benzodiazepínicos. As complicações são raras, mas podem incluir sangramento renal grave que necessite de transfusão ou mesmo de intervenção cirúrgica ou radiológica.

Biópsia vesical

Indica-se a realização de biópsia vesical para diagnóstico de algumas doenças (p. ex., câncer da bexiga, algumas vezes cistite intersticial ou esquistossomose) e, ocasionalmente, para avaliar a resposta ao tratamento. As contraindicações incluem diátese hemorrágica e cistite tuberculosa aguda. Antibióticos pré-operatórios somente são necessários se houver ITU ativa presente. O instrumento de biópsia é inserido na bexiga por cistoscópio; podem ser utilizados instrumentos rígidos ou flexíveis. O local da biópsia é cauterizado para prevenir sangramento. Um cateter de drenagem é mantido no local para facilitar a cicatrização e drenagem dos coágulos. As complicações incluem sangramento excessivo, ITU e perfuração vesical.

Biópsia de próstata

A biópsia da próstata geralmente é realizada para diagnosticar câncer da próstata. As contraindicações incluem diátese hemorrágica, prostatite aguda e infecções do trato urinário. A preparação do paciente inclui suspensão do uso de ácido acetilsalicílico, fármacos antiplaquetários e anticoagulantes uma semana antes da biópsia; antibióticos pré-operatórios (em geral, fluoroquinolona); e enema para limpar o reto. Com o paciente em uma posição lateral, a próstata é localizada por palpação ou, de preferência, ultrassonografia transretal. As estruturas sobrejacentes (períneo ou reto) são anestesiadas, uma agulha de biópsia com mola é inserida na próstata e, geralmente, 12 amostras de tecidos são obtidas. As complicações incluem:

  • Urossepse

  • Hemorragia (incluindo hematúria e sangramento retal)

  • Retenção urinária

  • Hematúria

  • Hematospermia (em geral, por 3 a 6 meses após a biópsia)

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS