Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Dermatite do canal auditivo (otite externa crônica)

Por

Bradley W. Kesser

, MD, University of Virginia School of Medicine

Última modificação do conteúdo ago 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família

Dermatite do canal auditivo é caracterizada por prurido, descamação e eritema da pele do meato auditivo externo e canal auditivo. Dermatite pode ser causada pela exposição a alérgenos (dermatite de contato) ou pode ser espontânea (otite externa crônica, dermatite eczematosa auricular).

Alergênios de contato comuns incluem brincos contendo níquel e diversos produtos de beleza (p. ex., sprays de cabelo, loções, tintura para cabelo). A dermatite eczematosa auricular é mais comum entre as pessoas com predisposição à atopia e a outras dermatites semelhantes (p. ex., seborreia, psoríase).

Tanto a dermatite de contato quanto a eczematosa auricular provocam coceira, vermelhidão, secreção clara (serosa), descamação, hiperpigmentação e, algumas vezes, fissuras. Infecção bacteriana secundária pode ocorrer (otite externa aguda) que tende a apresentar-se com mais dor do que prurido.

Tratamento

  • Evitar gatilhos e/ou substâncias irritantes, incluindo água e aplicadores com ponta de algodão

  • Normalmente, corticoides tópicos

A dermatite de contato da orelha requer evitar ou remover os gatilhos alérgicos, especialmente brincos. Testes com base em tentativa e erro podem ser necessários para identificar o alergênio envolvido. Corticoides tópicos (p. ex., 1% de pomada de hidrocortisona ou 0,1% de uma pomada debetametasona mais potente) podem diminuir a inflamação e a coceira. Os pacientes devem evitar o uso de cotonetes, água e outros potenciais irritantes na orelha, porque estes agravarão o processo inflamatório. Casos recalcitrantes podem ser tratados com um período curto de corticosteroide oral (p. ex., prednisona).

Dermatite eczematosa auricular pode ser tratada com solução diluída de acetato de alumínio (solução de Burow), que pode ser aplicada tão frequentemente quanto necessário para o controle dos sintomas. Coceira e inflamação podem ser reduzidas com corticoides tópicos (p. ex., 0,1% de pomada de betametasona). Se houver otite externa aguda, desbridamento cuidadoso do canal auditivo e terapia antibiótica tópica (p. ex., ciprofloxacina a 0,3%/dexametasona a 0,1%) podem ser necessários. Potenciais irritantes, incluindo água e cotonetes, devem ser evitados.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Implante coclear
Vídeo
Implante coclear
Quando as ondas sonoras alcançam o ouvido, elas são coletadas pelo ouvido externo em forma...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Laringe — a membrana tireoídea
Modelo 3D
Laringe — a membrana tireoídea

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS