Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Embolia por líquido amniótico

Por

Julie S. Moldenhauer

, MD, Children's Hospital of Philadelphia

Última revisão/alteração completa jan 2020| Última modificação do conteúdo jan 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

A embolia por líquido amniótico ocorre quando um pouco do líquido amniótico (o líquido que envolve o feto dentro do útero) que contém células e tecido do feto entra na corrente sanguínea da mãe e causa uma reação grave na mulher. Esta reação pode causar danos aos pulmões e coração e causar sangramento excessivo.

Embolia por líquido amniótico é muito rara. Ela normalmente ocorre no final da gestação, mas pode ocorrer quando um aborto é realizado durante o primeiro ou segundo trimestres.

O risco é maior quando

O líquido ou tecido pode causar uma reação grave na mulher. A reação costuma ocorrer durante o trabalho de parto e parto ou logo após. A mulher pode apresentar batimentos cardíacos acelerados, ritmo cardíaco irregular, pressão baixa e dificuldade em respirar. Ela pode parar de respirar (parada respiratória) ou o coração pode parar de bater (parada cardíaca). Aproximadamente 20% das mulheres com embolia por líquido amniótico acabam por falecer.

A coagulação intravascular disseminada é uma complicação que ocorre com frequência. Nesse distúrbio, pequenos coágulos se formam dentro da corrente sanguínea, o que resulta em um sangramento difuso com perda significativa de sangue. É necessário prestar cuidados de emergência.

O diagnóstico e tratamento imediatos da embolia por líquido amniótico são essenciais. O médico faz um diagnóstico deste problema com base nos sintomas, especialmente se a mulher apresenta os três sintomas a seguir:

  • Dificuldade súbita para respirar

  • Pressão arterial baixa

  • Sangramento disseminado e descontrolado

A mulher pode receber uma transfusão de sangue e componentes do sangue. A injeção de um fator de coagulação do sangue (que ajuda o sangue a coagular) pode salvar vidas. A mulher pode precisar de ajuda para respirar ou medicamentos para ajudar o coração a se contrair.

O parto do bebê pode ser feito imediatamente com um fórceps ou extrator a vácuo, ou é possível que o parto seja por cesariana. Esse tipo de parto não parece melhorar ou piorar o resultado da mulher. Contudo, ele pode salvar a vida do feto se ele tiver idade suficiente para sobreviver fora do útero.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS