Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Comentário: É seguro viajar durante a COVID-19 em 2021? Cinco perguntas-chave respondidas

Comentário
24/02/2021 Christopher Sanford, MD, MPH, DTM&H, Associate Professor, Family Medicine, Global Health, University of Washington

Estamos todos ansiosos para viajar de novo.

Seja visitando a família fora da cidade, uma viagem rápida de fim de semana ou uma excursão de um mês pela Europa, a maioria das pessoas sonha com viagens pós-pandemia e com o fim para a febre coletiva de cabine. E embora possamos estar entusiasmados com a perspectiva de poder viajar com segurança novamente, ainda não estamos lá. O fato é que viajar ainda é um empreendimento arriscado, e ainda é severamente restrito nos EUA e em todo o mundo.

A abordagem das pessoas em relação às viagens mudou radicalmente com o surgimento da COVID-19. As viagens internacionais pararam e as pessoas estão adiando todos os tipos de viagens menores como parte do nosso esforço conjunto para retardar a disseminação deste vírus. Mas não é necessariamente realista esperar que todos evitem todas as viagens no futuro próximo. Com a orientação de agentes de saúde pública e especialistas médicos, é possível decidir se uma viagem específica vale o risco e tomar medidas para minimizar as chances de contrair a COVID-19 durante a viagem. Aqui estão as respostas para as cinco perguntas comuns que as pessoas fazem quando se trata de viagens e COVID-19.

1. Devo viajar durante a COVID-19?

Em geral, a resposta é não. A recomendação dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) é clara: Adiar viagens e ficar em casa é a melhor maneira de proteger a si mesmo e aos outros da COVID-19. A coisa mais segura a fazer é não viajar.

No entanto, é importante encontrar um meio termo razoável entre os riscos de exposição à COVID-19 e as necessidades do seu trabalho e os riscos do isolamento social. Ao considerar viajar, lembre-se de que o maior risco de contrair a COVID-19 está em estar perto de outras pessoas. Quanto mais você puder limitar sua exposição a outras pessoas, melhor.

2. Qual é o método de viagem mais seguro durante a COVID-19?

É mais seguro viajar de carro ou avião? Há muitos fatores a serem considerados, mas, novamente, o melhor indicador é o número de pessoas a quem você será exposto durante a viagem. Em uma viagem longa de carro, você precisará parar para comer e abastecer, talvez até conseguir um hotel para dormir. Quando se trata de voar, pesquisas iniciais sugerem que os sistemas de filtração de companhias aéreas comerciais podem ser bastante eficazes em minimizar a disseminação da COVID-19. Mas um voo também envolve ir para o aeroporto, esperar o seu voo e passar mais tempo em torno de grupos de pessoas. Todas essas atividades aumentam a exposição, mas são riscos relativamente pequenos. Priorize as opções de viagem em que sua exposição a outras pessoas seja limitada e que essas pessoas estejam distantes e usando máscaras.

Em termos de acomodações, aplica‑se a mesma regra geral: procure maneiras de reduzir o número de pessoas às quais você será exposto. Se você puder ir direto para um quarto de hotel de beira de estrada sem ter que passar por um saguão ou interagir com um anfitrião, isso diminui um pouco a exposição.

3. Existem precauções adicionais que devo tomar?

A melhor precaução é evitar viajar totalmente. Mas se você for viajar, adie a viagem se estiver doente, mesmo que pareça apenas um “resfriado”. Certifique-se de levar máscaras e desinfetante para as mãos, além de quaisquer medicamentos que você tenha utilizado no último ano. Tome a vacina contra a gripe e outras vacinas necessárias, incluindo contra a COVID-19, se você for elegível. Durante a viagem, é essencial que você use máscara, lave as mãos com frequência e mantenha o distanciamento social. Se você começar a se sentir mal, entre em contato com um profissional de saúde imediatamente.

É também uma boa ideia ter seu cartão de seguro médico à mão e considerar o seguro complementar de viagem. Para viagens internacionais, certifique-se de ter seguro de evacuação médica adequado. A evacuação médica pode ser muito cara, e há algumas cláusulas de exclusões do seguro no que tange a pandemias e outras condições. É essencial ler as letras pequenas.  

4. Como devo me preparar para minha viagem?

Se você optar por viajar durante uma pandemia, seu primeiro passo não deve ser comprar uma passagem. Muita pesquisa deve ser feita. As restrições de viagem mudam regularmente e muitos lugares exigem um teste negativo para COVID-19 em um determinado período de tempo. Certifique-se de pesquisar os níveis dos casos e a capacidade hospitalar do seu destino e busque por restrições de viagem adicionais para o seu destino e para quando voltar para casa.

É uma boa ideia consultar um médico de viagem para falar sobre os detalhes do seu itinerário. Muitas vezes, isso pode ser feito por meio de uma consulta de telemedicina, a menos que vacinas ou outros procedimentos no consultório sejam necessários. Um especialista estará atualizado sobre as regras de viagem mais recentes e poderá indicar recursos para informações adicionais.

Aqui estão alguns recursos confiáveis para salvar sobre as últimas restrições e exigências para viagens:

Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA: Viagens e COVID‑19

Informações do viajante sobre a COVID-19 do Departamento de Estado dos Estados Unidos

Site da embaixada dos Estados Unidos para o país de destino

 

5. É seguro viajar quando eu tiver tomado a vacina?

A vacina oferece esperança de um retorno ao normal para as pessoas que desejam viajar novamente. O lançamento da vacina está melhorando as coisas lentamente, mas a COVID-19 ainda é uma realidade e um risco, e viajar aumenta a exposição a esse risco. Além disso, os pesquisadores ainda estão trabalhando para entender o efeito total da vacina. Foi demonstrado que a vacina reduz a gravidade da doença se você contrair a COVID-19, mas ela não é perfeita em prevenir a infecção. Não está claro se alguém vacinado pode se sentir bem, mas ainda estar infectado o suficiente para transmitir o vírus para outras pessoas. Isso significa que é essencial que todas as pessoas, mesmo as vacinadas, continuem a usar máscara, lavar as mãos e manter o distanciamento social no futuro próximo.

Para mais informações sobre as precauções de viagem relacionadas à COVID-19, consulte a página dos Manuais sobre preparativos de viagem, bem como a página de recursos sobre a COVID-19