Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Comentário – O uso de estatinas protege contra a morte por câncer de próstata?

Comentário
04/02/2020 Leonard G. Gomella, MD, FACS The Bernard W. Godwin Professor of Prostate Cancer and Chair, Department of Urology, Jefferson Medical College, Senior Director Clinical Affairs, Sidney Kimmel Cancer Center, Jefferson University Hospital

O câncer de próstata constitui o tipo de câncer mais frequente entre os homens nos Estados Unidos e é uma das causas mais comuns de morte por câncer. A cada ano, mais de 174.650 novos casos são diagnosticados, e 31.620 pessoas morrem de câncer de próstata (estimativas de 2019). Por este motivo, os pesquisadores têm procurado uma maneira de prevenir o desenvolvimento do câncer de próstata. Foram realizados muitos estudos, mas nenhum método de prevenção eficaz foi descoberto.

No entanto, os pesquisadores têm observado há muito tempo que homens que tomam medicamentos com estatinas para reduzir o nível de lipídios no sangue, como forma de prevenção da doença arterial coronariana, parecem ser menos propensos a morrer de câncer de próstata. Embora os médicos não tenham certeza de por que esse medicamento para redução do colesterol pode ajudar a prevenir o câncer de próstata, esses achados levaram os pesquisadores a conduzir um grande estudo publicado recentemente sobre o uso de estatinas e o desenvolvimento do câncer de próstata. Os médicos acompanharam mais de 40.000 homens de 1990 até 2014 e observaram se eles tomaram estatinas e se/quando desenvolveram câncer de próstata. Esse estudo descobriu que os homens que tomaram estatinas eram menos propensos a morrer de câncer de próstata. No entanto, o estudo não constatou uma redução no número de homens que desenvolveram câncer de próstata. Como esse estudo não designou os homens aleatoriamente para tomar ou não tomar estatinas, esses resultados, embora sugiram um possível benefício das estatinas, não são definitivos. São necessários outros estudos para determinar se as estatinas são eficazes na prevenção da morte devido ao câncer de próstata.

Felizmente, o prognóstico para a maioria dos homens com câncer de próstata é muito bom. Aqueles mais idosos com câncer de próstata tendem a viver tanto quanto outros homens de sua idade que têm saúde geral similar e que não têm câncer de próstata. Homens que já estão tomando estatinas para proteção contra a doença arterial coronariana podem obter um benefício inesperado na redução do risco de câncer de próstata. Mas ainda não se sabe se os homens que não têm outro motivo para tomar estatinas devem começar a tomar apenas para ajudar a prevenir o câncer de próstata.

Em 2020, nossa melhor defesa contra a morte por câncer de próstata continua a ser a triagem. A triagem tem a vantagem de encontrar cânceres agressivos precocemente – quando ainda podem ser curados. Entretanto, como os exames de triagem são positivos em muitos homens que não têm câncer e como alguns cânceres de próstata crescem tão lentamente que podem não necessitar de tratamento, os especialistas discordam sobre se e quando a triagem é útil.